Irmã Joy D. Jones: “Sei que os céus estão tão abertos para as mulheres quanto para os homens”

Será que as mulheres da Igreja se sentem diminuídas por não possuírem o sacerdócio? Será que não ser uma portadora do sacerdócio leva as mulheres a pensarem no que não podem fazer?

Durante uma conversa com uma membro da Igreja, a Irmã Joy D. Jones, Presidente Geral da Primária, foi surpreendida com perguntas parecidas com essas. E sua resposta foi simples. 

As mulheres não possuem o sacerdócio, mas nem por isso estão perdendo bênçãos por não possuir tal dever. Mesmo que as mulheres não possam dar bênçãos de saúde, isso não as impede de abençoar a vida de outras pessoas. 

Foto: Church News

Por meio do Espírito Santo que lhes foi dado quando fizeram o convênio do batismo, as mulheres e todos os outros membros da Igreja podem receber revelação pessoal e assim saber onde e quem precisa de sua ajuda. Podemos ser bênçãos na vida de outras pessoas ao seguirmos os sussurros do Espírito.

“Embora eu não possua o sacerdócio ou tenha chaves do sacerdócio, eu frequentemente vejo as bênçãos do poder de Deus em minha vida. Por meio de experiências pessoas, sei que “os céus estão tão abertos para as mulheres que são investidas com o poder de Deus que corre por seus convênios do sacerdócio quando para os homens que são portadores do sacerdócio”, disse a Irmã Jones citando o presidente Nelson.

Foto: Church News

O sacerdócio está na terra para que toda a humanidade possa ser abençoada e por isso os homens e as mulheres são muito importantes para que isso possa ocorrer. Eles possuem responsabilidades diferentes, mas que são igualmente fundamentais. “O poder do sacerdócio pode ajudar cada pessoa a cumprir com tais responsabilidades para o benefício de todos”, disse a Irmã Joy D. Jones.

 A Presidente Jones relacionou o templo  como o ponto de conexão entre os céus e cada um dos filhos de Deus. Lá podemos ser investidas com o poder do alto e assim, nos preparar melhor para receber as bênçãos que o Senhor está para nos dar.

Foto: Church News

O sacerdócio está disponível para todas as pessoas, assim como todos os filhos de Deus tem igual direito de receber bênçãos de nosso Pai, sejam homens, mulheres ou crianças. “Então, a resposta para a pergunta: Me sinto diminuída? Não. Me sinto abençoada? Eternamente”, disse a Irmã Jones.

Fonte: Church News

Relacionado:

Élder Holland: “Nenhuma mão ímpia ou outra dificuldade pode parar a obra de Deus”

| Para refletir

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *