Doutrina peculiar dos membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é que o corpo e o espírito formam a alma do homem (D&C 88:15). E isso significa, entre outras coisas, que o que acontece com o corpo físico afeta o espírito – e o que acontece com o espírito afeta o corpo físico. Assim sendo, o Senhor tem, desde o começo do mundo, recomendado a seus filhos certos cuidados com a saúde do corpo, para que bênçãos, inclusive espirituais, sejam desfrutadas. Então, eis 6 conselhos tirados das escrituras.

Lave as mãos para preservar sua saúde – Levítico 15:13

Por mais simples que possa parecer para nós hoje, não lavar as mãos provocou a morte de dezenas de milhares de pessoas no passado. Na verdade até hoje muitas pessoas morrem por não lavarem as mãos [1].

O Presidente Russell M. Nelson, médico, na época que servia no Quórum dos Doze Apóstolos explicou que a higienização é importante – e que tal pratica é mencionada nas escrituras. Ele disse:

“A falta de familiaridade dos homens com as escrituras causou, muitas vezes pesar a um grande número de pessoas por longos períodos de tempo. O sofrimento resultante dessa ignorância é deveras trágico. (…)
Vários versículos [das escrituras falam sobre a importância das lavagens para higienização – Levítico 15:1-5, 7]. Então lemos a conclusão:
“Quando, pois, o que tem o fluxo, estiver limpo do seu fluxo…lavará os seus vestidos, e banhará a sua carne em águas vivas, e será limpo.” (Levítico 15:13.)
Assim, nosso amoroso Pai Celestial revelara claramente há mais de três mil anos, princípios de higiene para se lidar com pacientes infectados. Essas escrituras estão em completa consonância com modernas diretrizes da medicina.
Mas durante todos aqueles milênios, quantas mães pereceram desnecessariamente? Quantas crianças sofreram porque a busca do homem pelo conhecimento não incorporara a palavra de Deus?” (A Liahona Janeiro de 1993, pg. 5-6)

Não coma demais – Provérbios 23:20-21

Em Provérbios existe uma advertência contra a gula:

“Não estejas entre os beberrões de vinho, nem entre os comilões de carne. Porque o beberrão e o comilão empobrecerão; e a sonolência veste o homem de trapos.”(Provérbios 23:20-21)

Um rapaz, cujo nome não foi divulgado, contou sobre seu problema com a gula – e como usou a Expiação de Cristo para vencê-la:

Tive um problema com a gula. Meus repetidos acessos de gula resultaram num peso angustiante de culpa, frustração e decepção. Eu me sentia extremamente fraco ao tentar vencer meu problema. (…)

Decidi colocar-me nas mãos do Salvador. Orei. Admiti sinceramente minha fraqueza e minha necessidade da graça, depois pedi ao Pai Celestial que me abençoasse com Seu auxílio divino no dia seguinte. Naquela noite, senti-me reconfortado por um Pai amoroso que tinha o imenso desejo de ajudar Seu filho e o inquestionável poder de realizar Sua vontade.

Desde aquela noite, a comida deixou de ter a mesma influência avassaladora sobre mim. Sei que Jesus Cristo é a razão de meu sucesso.” (“Vitória por Intermédio de Jesus Cristo“, A Liahona, Março de 2015)

Use medicamentos e ervas medicinais com sabedoria – Alma 46:40

No Livro de Mórmon lemos que muitas mortes foram evitadas devido as “excelentes qualidades das muitas plantas e raízes que Deus havia preparado para remover as causas das enfermidades” (Alma 46:40). O uso de remédios é mencionado em toda Bíblia (por exemplo: Êxodo 12:22).

Embora os remédios naturais ou não sejam uma bênção, precisamos usá-los com sabedoria.

O Presidente M. Russell Ballard ensinou:

“Sou grato por haver médicos treinados para prescrever a medicação certa para aliviar a dor e o sofrimento. Infelizmente hoje (…) muitas pessoas se tornam dependentes e abusam do uso de medicamentos. (…)

Há lugares em que mais pessoas morrem devido ao abuso de medicamentos do que em acidentes de carro. Irmãos e irmãs, fiquem longe de toda e qualquer substância que possa aprisioná-los; cheirar uma vez só, tomar um comprimido só ou tomar só um copinho pode levar ao vício. Um alcoólatra em recuperação me disse que uma única dose é a diferença entre o vício e a sobriedade.Satanás sabe disso. Não deixem que ele os fisgue com as iscas mentirosas que rapidamente podem levá-los ao vício.” (“Quão Astuto É o Plano do Maligno” Conferência Geral outubro de 2010)

Deus proibiu expressamente certas coisas. Nãos as use – D&C 89

Ao falarmos sobre saúde física é impossível não mencionar a Palavra de Sabedoria.

A Palavra de Sabedoria é uma lei de saúde revelada pelo Senhor para benefício físico e espiritual de Seus filhos. Em 27 de fevereiro de 1833, conforme registrado na seção 89 de Doutrina e Convênios, o Senhor revelou quais alimentos são bons para nós e quais substâncias não são boas para o corpo humano. Ele também prometeu saúde, proteção, conhecimento e sabedoria aos que obedecerem à Palavra de Sabedoria.

Na Palavra de Sabedoria, o Senhor revelou que as seguintes substâncias são prejudiciais:

Bebidas alcoólicas (ver D&C 89:5-7).

Tabaco (ver D&C 89:8).

Chá preto e café (ver D&C 89:9; os profetas modernos ensinaram que o termo “bebidas quentes”, que aparece nesse versículo, se refere ao chá preto e ao café). (Tópicos do Evangelho)

Pratique exercícios físicos e cuide do corpo – 1 Coríntios 6:19-20

Nosso corpo é sagrado, e Paulo disse que devemos glorificar o corpo e o espírito (1 Coríntios 6:19-20)

Entre os mandamentos de Deus, que devemos obedecer, estão: trabalhar seis dias e descansar no Dia do Senhor (Êxodo 20:9-10), não dormir mais do que o necessário – dormir cedo e acordar cedo (D&C 88:124), procurar aconselhamento de pessoas sábias ou especialistas (2 Crônicas 10).

O vigor que advém desses pequenos atos de obediência é impressionante!

A Primeira Presidência escreveu algo para os jovens que se aplica a todos nós, qualquer que seja nossa idade:

“Para cuidarem bem do corpo, comam alimentos nutritivos, exercitem-se regularmente e durmam o suficiente: Pratiquem o equilíbrio e sejam moderados em todos os aspectos de sua saúde física. Evitem extremos na alimentação que possam levar a distúrbios alimentares. Não prejudiquem deliberadamente seu próprio corpo. Evitem também atividades perigosas que coloquem seu corpo em risco de sofrer ferimentos graves.”

Este conselho nos ajuda a discernir corretamente o tipo de atividade física que desejamos  praticar – e o tipo de alimentação associado a mesma. Assim, podemos evitar exageros para obter a boa forma, como suplementos caros e dietas mirabolantes.

aprender

Desacelere – Mosias 4:27

O Rei Benjamin, após ensinar que devemos servir a Deus e ao próximo, aconselhou:

“E vede que todas estas coisas sejam feitas com sabedoria e ordem; porque não se exige que o homem corra mais rapidamente do que suas forças o permitam. E, novamente, é necessário que ele seja diligente, para que assim possa ganhar o galardão; portanto, todas as coisas devem ser feitas em ordem.” (Mosias 4:27)

O Élder Dieter F. Uchtdorf disse:

“Quando o nível de estresse se eleva, quando surgem aflições, quando ocorrem tragédias, muito frequentemente procuramos manter o mesmo ritmo frenético ou até acelerar, achando que, quanto mais rápido for o nosso ritmo, melhor será. (…)

Caros irmãos e irmãs, bem faríamos em reduzir um pouco nosso ritmo, prosseguir a uma velocidade ideal as nossas circunstâncias, concentrar-nos no que é significativo, erguer os olhos e ver realmente as coisas que mais importam. Lembremo-nos dos preceitos fundamentais que nosso Pai Celestial deu a Seus filhos; esses preceitos é que vão estabelecer a base de uma rica e produtiva vida mortal, com promessas de felicidade eterna.” (“As Coisas Que Mais Importam“, Conferência Geral outubro de 2010)

Saiba mais sobre saúde:

Como atingir a Boa Forma Física por meio dos Princípios da Palavra de Sabedoria

 

Nota

[1] “UNICEF diz que, em 2015, mais de 300 mil crianças com menos de 5 anos morreram, em todo o mundo, de infecções diarreicas associadas à falta de acesso a água potável e saneamento – uma taxa de mais de 800 mortes por dia. No entanto, muitas dessas mortes poderiam ter sido evitadas pelo simples ato de lavar as mãos com sabão.

“Todos os anos, 1,4 milhão de crianças morrem de doenças evitáveis, como pneumonia e diarreia”, disse o chefe global do programa de Água, Saneamento e Higiene do UNICEF, Sanjay Wijesekera. “São números surpreendentes, mas poderiam ser bastante reduzidos a partir de um trabalho com crianças e famílias para que adotem uma solução muito simples: lavar as mãos. Sabemos, por exemplo, que lavar as mãos com sabão antes das refeições e após usar o banheiro poderia reduzir a incidência de infecções diarreicas em 40%”. Fonte: UNICEF Brasil

A