Posso realmente conhecer a Deus sem tê-Lo visto?

“Você acredita em Deus, em uma Força, em um Criador? Não sei em que acreditar, mas gosto da ideia de que Deus existe.”

Meu marido e eu nos mudamos recentemente e, enquanto eu estava desempacotando, encontrei uma caixa com meus velhos diários.

Gostaria de compartilhar com vocês um trecho de um diário que escrevi quando tinha 16 anos. Foi cerca de um ano depois que minha mãe morreu de câncer e antes que eu conhecesse o evangelho.

“Você acredita em Deus, em uma Força, em um Criador? Não sei em que acreditar, mas gosto de acreditar que Deus existe. Gosto de acreditar que existe alguém que me ama, se preocupa comigo, me protege e deseja que eu trabalhe em Sua obra.

Reli essa frase e percebi que escrevi “Gosto de acreditar” em vez de “Gosto da ideia”. É engraçado você querer escrever algo e acabar escrevendo outra coisa.

Não consigo parar de me perguntar o que está em minha mente subconsciente. Às vezes, pensava que Deus era mais uma coisa que os humanos inventaram para se sentir melhor, por que quem não quer ser amado?

Quem não quer ter a proteção de uma Força divina? Quem não gostaria de acreditar que em tempos de desespero se pode contar com Deus?

Mas se eu dissesse que acredito em Deus, gostaria de poder dizer do fundo da minha alma. Eu quero que seja uma crença verdadeira.

A fé é a base de toda religião. Não acho que haja uma maneira real de provar que Deus existe. Não preciso que ninguém mais acredite ou valide essa crença. A única pessoa com quem estou lutando sou eu mesma.

Agora estou chorando. Neste ponto da minha vida, quero acreditar. Algo me leva a pensar tanto nisso que tenho dificuldade em adormecer à noite ”.

Depois de ler isso, meus olhos foram para o topo da página onde eu havia escrito a data: agosto de 2005.

Lembrei-me de que foi em setembro de 2005 que fiz amizade com alguns missionários retornados  que me falaram sobre a Igreja.

Depois de frequentar a Igreja por vários meses e fazer muitas perguntas a respeito, decidi que era hora de me encontrar com os missionários.

Fui batizada cerca de duas semanas depois; foi o dia mais feliz da minha vida.

iglesia de Jesucristo

Muitas pessoas pensaram que minha conversão aconteceu rapidamente; duas semanas não pareceram suficientes.

No entanto, a verdade é que minha conversão começou muito antes de eu conhecer os missionários ou mesmo A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Como testificou o meu diário, o Pai Celestial há muito tempo vinha amolecendo meu coração e ajudando-me a preparar-me para receber o evangelho.

Agora compreendo mais plenamente a verdade nas palavras de Alma sobre a fé:

“E agora, conforme falei com referência à fé — não é ter um perfeito conhecimento das coisas; portanto, se tendes fé, tendes esperança nas coisas que se não veem e que são verdadeiras”. – Alma 32:21

Quando escrevi isso no meu diário, não tinha um conhecimento perfeito das coisas, mas tinha o desejo de acreditar.

“Mas eis que, se despertardes e exercitardes as vossas faculdades, pondo à prova as minhas palavras, e exercerdes uma partícula de fé, sim, mesmo que não tenhais mais que o desejo de acreditar, deixai que esse desejo opere em vós, até acreditardes de tal forma que possais dar lugar a uma porção das minhas palavras”. Alma 32:27

lamán y lemuel

É fácil esquecer os milagres que acontecem em nossas vidas. É fácil esquecer como o Pai Celestial responde às nossas orações. Ler isso me ajudou a lembrar.

Este é um testemunho para mim de que nosso Pai Celestial não se esquece de nós, que nos conhece pessoalmente e que nos ajudará se exercermos fé.

Agora posso dizer que existe uma maneira de saber a verdade. Agora posso dizer do fundo da minha alma que sei que Deus vive.

Fonte: ChurchOfJesusChrist.org

| Para refletir

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *