Conhecer a Deus em uma Era de Secularismo

O mundo hoje está se tornando cada vez mais secular. As pessoas estão focadas em diversão em um sentido bastante mundano e temporário e isto tem sido a causa de muitos problemas do mundo. Para que a vida tenha propósito, para que as dificuldades tenham algum sentido, precisamos conhecer a Deus e viver dentro dos limites dos Seus ensinamentos.

Noé Profeta Gravura

Sem a crença em uma vida eterna, a vida em si não faz sentido. Não pode haver um propósito para vida se uma pessoa está sempre faminta, se uma criança morre após uma vida de grande sofrimento ou se uma pessoa que possui necessidades especiais e não pode participar de atividades rotineiras da vida. Entretanto, quando visto da perspectiva da eternidade, quando esta vida não é nem o fim nem o começo, mesmo os desafios parecem fazer sentido e ter propósitos. Podemos enfrentar nossos desafios sabendo que eles são temporários e que coisas melhores nos esperam a nossa frente. Saber que nossas dificuldades podem, se escolhermos, nos fortalecer e nos tornar em pessoas melhores e nos guiar para o crescimento e bênçãos da vida eterna, faz com que se tornem mais suportáveis.

Aprender

Antes de conhecermos a Deus, temos que saber sobre Ele.  As escrituras nos dão informações sobre seu caráter, Seu plano e Suas metas para nós, como seus filhos. O que lemos, entretanto, deve ser entendido em contexto de algo muito maior. Às vezes, quando as pessoas falam sobre Deus, eles escolhem apenas um pequeno incidente e focam nele de maneira negativa, porque não procuraram entender o sentido completo do que aconteceu. Enquanto vemos os eventos acontecidos como algo momentâneo, principalmente neste mundo secular, Deus o vê em perspectivas eternas. Isto é algo que simplesmente não podemos fazer porque não sabemos o que nos espera a frente — mas Deus sabe. Quando confiamos Nele, Ele pode nos ajudar a fazer escolhas que nos ajudarão a evitar dificuldades desnecessárias. Não há um meio de evitar todos os desafios, e acho que não deveríamos ter este desejo, uma vez que eles nos ajudam a crescer e a apreciar as coisas boas, mas não há razão para passar por dificuldades que não precisamos.

Enquanto estiver estudando as escrituras, procure sublinhar temas e padrões. Isto o ajudará a entender o contexto geral. Tente olhá-los em termos de eternidade, não em termos imediatos. Vamos dar uma olhada em um evento da Bíblia que muitos povos seculares usam para sugerir que Deus é cruel. Noé foi um profeta dos primeiros anos do mundo. Infelizmente, o mundo havia se tornado muito iníquo. As pessoas eram muito seculares, focando em ter prazer ao invés da verdadeira alegria. Eles não queriam conhecer o plano de Deus ou mudar suas vidas para receber as bênçãos da eternidade. A iniquidade havia se tornado o padrão normal. Noé pregou por centenas de anos — as pessoas viviam mais naquela época — mas ninguém o ouviu. Eventualmente, Noé construiu uma arca conforme mandamento que recebera, colocou animais dentro dela e sua família e esperou por um dilúvio que inundaria o mundo todo.

Vendo este acontecimento de um ponto de vista secular de algo apenas momentâneo, isso parece ser cruel, uma vez que crianças inocentes foram mortas. Mas de uma perspectiva eterna, entretanto, isto foi um ato de bondade. As pessoas que acreditam em Deus sabem que precisamos acreditar em Deus e guardar os seus mandamentos para obtermos a vida eterna (ver Mateus 19). Estas pessoas estavam fora de alcance. A iniquidade havia se tornado tão extrema que não havia possibilidade de se arrependerem. As crianças não tinham esperança de alcançar as promessas de Deus. Seus pais não os ensinariam as verdades eternas ou os comportamentos morais. A sociedade não os ofereceria o exemplo de retidão que precisavam. De uma perspectiva eterna, suas vidas eternas estavam em um perigo extremo. Os prazeres mundanos pareciam insignificantes quando se apresentaram perante Deus e entenderam o que haviam desistido e quão longa era a eternidade realmente era. Parecia improvável que qualquer geração futura pudesse mudar esta situação — e Deus, conhecendo todas as coisas, sabia que isso não aconteceria.

Por esta razão, começar tudo de novo era a solução mais amável. As crianças não seriam responsáveis pelo que seus pais haviam falhado em ensinar. Os Mórmons não acreditam que as crianças sejam punidas por coisas além do seu controle ou por suas escolhas se forem muitos jovens ou sem conhecimento. As crianças pequenas retornariam para viver com Deus, dando—lhes a chance que houvesse perdidos caso permanecem na Terra, sendo treinados a ignorar o profeta de Deus. Os adultos seriam impedidos de aprofundar ainda mais nos pecados, livrando-os de punição espiritual por suas escolhas. Agora o mundo podia começar tudo de novo e as gerações futuras teriam uma boa chance na vida mortal e espiritual. Apenas vendo este evento através da luz da eternidade é possível entender o sentido do acontecimento e mostrar a mão amorosa de Deus. Para um Cristão, a vida após a morte é algo maravilhoso e a morte não é o horror que parece ser para quem pensa que ela é o fim de tudo.

Orar

Para conhecer a Deus precisamos falar com Ele, e isto é possível através da oração. Felizmente, não precisamos acreditar em Deus para orar a Ele — precisamos apenas ter o desejo de saber se Ele é real. Podemos começar a orar e a sentar reverentemente esperando para saber se temos a experiência de um sentimento de paz e calor ao orar. Isto pode levar tempo e pode ser necessário um grande esforço de nosso desejo de saber a verdade, mas no tempo certo, podemos transformar nossas orações em uma conversa (com respostas) com Deus. Para que isto funcione, temos que fazer nossa parte realmente conversando com Deus, não apenas recitando palavras memorizadas, e temos que estar procurando verdadeiramente e abertamente a verdade, não apenas uma confirmação do que queremos que seja verdade.

Pode parecer estranho neste mundo secular conversar com alguém que não podemos ver ou ouvir, e ainda assim, de algum modo, fazemos isto com frequência quando escrevemos cartas ou e-mail, falamos pelo telefone ou mesmo postamos um artigo em um blog. Imagine Deus à sua frente e apenas converse.

As pessoas religiosas sabem que a existência de Deus não pode ser provada em um laboratório. Sua existência é provada individualmente, quando estamos de joelhos, através da oração. Todas as pessoas tem que ter esta experiência pessoalmente, sem se apoiar em testemunhos de outros. Conhecer a Deus é uma experiência pessoal.

Observe

Deus está em todo o lugar ao nosso redor. A prova da sua existência pode ser vista em toda a elegância do mundo e das perfeições que são necessárias para fazê-las funcionar. Ler sobre ciências reforça o quão miraculosa a Terra é, até mesmo sua forma atual. A historia nos revela os milagres que eram muito grandes para ser considerado “sorte”. Observando nossas própria vida podemos as mãos de alguém maior do que nós mesmos. Frequentemente, coisas que exigiam grande planejamento e estratégia acontecem espontaneamente. Conhecer a Deus, às vezes, requer um pouco mais do que um olho observador, um coração humilde e uma avaliação confiante do que está bem diante de nós.

Agir

Os Mórmons — apelido dado aos membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias — são ensinados a conduzir uma experiência pessoal para saber se Deus é real ou não e se os Seus mandamentos são o modo correto de levar suas vidas. Eles aprendem a tentar viver os mandamentos de Deus e então observar as mudanças em suas vidas. Uma pessoa que aprende que Deus quer que doe para os pobres, deve fazer doações regulares de tempo e dinheiro para ajudar as pessoas necessitadas e então registrar em seus diários seus sentimentos mais honestos sobre como se sentiu e algo mudou ou não. Frequentemente é necessário uma certa quantidade de comportamento sustentável para conseguir os resultados porque uma mudança real sempre leva tempo para acontecer. Esta pessoa pode observar que ela se sente bem sobre si mesma e que ele tem uma atitude mais bondosa para com o pobre agora do que tinha antes de trabalhar com eles e ouvir suas histórias. Eles então sabem que isto é bom porque fez uma mudança em suas vidas.

Ao aprender sobre Deus, torne-se mais semelhante com o que ele gostaria que parecessem. Estude sobre Ele, observe o que Ele tem feito. Então escreva no seu diário quais impactos estas cosias tem em sua vida. É um experimento científico espiritual que muitos que viviam em um mundo secular tentaram e iluminaram suas vidas e observaram uma grande mudança.

O mundo pode escolher focar apenas em coisas seculares que tem um fim rápido e não faz nenhuma diferença duradoura, mas Deus está sempre lá, esperando que o mundo se lembre Dele e passem a ter uma vida mais espiritual.

| Para refletir

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *