A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (mórmons), seguindo o modelo da Igreja Primitiva, esta edificada “sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina” (Efésios 2:20). Os apóstolos servem como “testemunhas especiais do nome de Cristo no mundo todo” (D&C 107:23).

O Profeta Joseph Smith explicou: “Os princípios fundamentais de nossa religião são o testemunho dos apóstolos e profetas a respeito de Jesus Cristo, que Ele morreu, foi sepultado, ressuscitou no terceiro dia e ascendeu ao céu; todas as outras coisas de nossa religião são meros apêndices disso” [1].

O Élder Russell M. Nelson, Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos, ensinou: “Todos os líderes da Igreja do Senhor são chamados pela devida autoridade. Logo, nenhum profeta ou líder desta Igreja chama a si mesmo. Ninguém jamais foi eleito profeta. O Senhor deixou isso bem claro ao dizer: ‘Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei’ (João 15:16). Vocês e eu não ‘votamos’ nos líderes da Igreja — de qualquer nível. Porém, temos o privilégio de apoiá-los” [2].

“O novo membro dos Doze pode ser chamado a partir de um dos Quóruns dos Setenta (que são formados por autoridades gerais que são líderes na Igreja) ou de membros da Igreja em todo o mundo.” [3].

O Presidente Spencer W. Kimball explicou que há um processo bem definido para escolha de um novo apóstolo:

PROCESSO DE ESCOLHA DE UM NOVO APÓSTOLO

“1º – A necessidade de um novo líder [no caso do chamado para o apostolado: deve haver uma entre as doze vagas existentes, que surge normalmente com o falecimento de um apóstolo mais antigo, para justificar um novo chamado]

2º – O líder é escolhido através de um processo de eliminação, por profecia e revelação [cabe ao Presidente da Igreja estender o chamado a quem o Senhor preordenou como apóstolo [4]. ]

3º – A pessoa recém-escolhida é chamada oficialmente por alguém que possui autoridade inquestionável [ou seja, que possui as Chaves da Presidência do Reino, tal como Pedro na Antiguidade (Mateus 16:19) – e este é, hoje, o Presidente Thomas S. Monson]

4º – É apresentado à assembléia constituinte do povo [durante a Conferência Geral – nesta próxima conferência teremos o chamado e apoio de três novos apóstolos], e

5º – É ordenado ou designado pela imposição das mãos por pessoas plenamente autorizadas.” [5]

Um exemplo (que ilustra bem os passos mencionados acima) do que veremos daqui a alguns dias na Conferência Geral, ocorreu em 2004, com o chamado de dois novos apóstolos. O Presidente Gordon B. Hinckley dirigindo-se aos membros, durante a Primeira Sessão de Conferência disse: “Ao iniciarmos esta grande conferência sentimos a falta dos Élderes David B. Haight e Neal A. Maxwell do Quórum dos Doze Apóstolos. Cada um deles serviu por muito tempo e de maneira altamente eficaz. Lamentamos seu falecimento. Sentimos muitas saudades deles. Estendemos nosso amor a seus entes queridos. Estamos confiantes de que eles prosseguem nesta grande obra do outro lado do véu.

Reconhecemos devido ao curso natural dos acontecimentos, que existem cargos que precisam ser preenchidos uma vez que as vagas foram criadas.

Após jejuarmos e orarmos, chamamos o Élder Dieter Friedrich Uchtdorf e o Élder David Allan Bednar para ocupar as vagas existentes no Quórum dos Doze Apóstolos. Apresentamos o nome dos dois a vocês, nesta manhã. Talvez não os conheçam, mas ficarão familiarizados com eles em pouco tempo. Aqueles que, dentre vocês, sentirem que podem apoiá-los neste sagrado chamado, por favor, façam-no erguendo a mão. Existe alguém que se oponha? [os votos foram unanimes a favor dos chamados]

O nome de cada um deles será incluído no apoio de todas as autoridades no decorrer da conferência. Pedimos, agora, que esses irmãos ocupem seu lugar ao púlpito ao lado dos membros dos Doze. Eles discursarão no domingo pela manhã e vocês poderão conhecê-los melhor.” [6]

Não é adequado especular quem será chamado para o apostolado. Mas oramos pela liderança geral, sabendo que farão a vontade do Senhor. Depois do chamado dos novos apóstolos esforçamo-nos para apoiá-los. O Presidente Henry B. Eyring, Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência, disse que podemos apoiar os servos do Senhor por meio de nossa fé, nossas orações, nosso serviço, nossa família e nosso trabalho no templo. “Precisamos analisar nossa vida, arrepender-nos se for necessário, comprometer-nos a guardar os mandamentos do Senhor e seguir Seus servos”, ele ensinou [7]

Para saber mais sobre a sucessão apostólica leia aqui.

______________

NOTAS

[1] History of the Church, vol. III, pg. 30

[2] “Apoiar os Profetas”, Conferência Geral de outubro de 2014

[3] “O Quórum dos Doze Apóstolos”,MormonNewsroom.org

[4] Preordenação é uma escolheu e designação recebida antes do nascimento mortal, como ensinado em Jeremias 1:5.

[5]  Spencer W. Kimball, Conferência Geral, outubro de 1959, pg. 53-54

[6] “A Condição da Igreja”, Conferência Geral, outubro de 2004. Para ler o discurso clique aqui.

[7]  “A Igreja Verdadeira e Viva”, Conferência Geral de abril de 2008.