O que fazer se você não deseja apoiar um líder da Igreja?

O que acontece quando uma pessoa é chamada para uma posição de liderança e em sua opinião tal pessoa não deve estar em uma posição de liderança? Talvez você os conheça o novo líder pessoalmente e baseado no que conhece de seus passados não consegue acreditar que o Senhor verdadeiramente gostaria que eles presidissem sobre você ou outras pessoas. Você jamais os viu cometer nenhum tipo de pecado grave ou quebrar nenhum tipo de lei… mas simplesmente você não consegue acreditar que tal pessoa seria chamada para liderar!

Quando isso acontece, tal evento pode e tem se tornado um problema sério para muitas pessoas. Talvez isto o faça duvidar da validade de um chamado ou do método pelo qual o chamado foi conferido. Talvez isto o faça refletir o porquê Deus chamaria “essa pessoa” para presidir sobre outras pessoas quando você testemunhou o que considera um mau comportamento destes novos líderes. Você talvez pense, “se eles soubessem o que eu sei… aquela pessoa jamais teria sido chamada para esta posição.”

Então, o que você deve fazer?

Lidando com as batalhas internas

Algumas pessoas se enfurecem. Elas se frustram e se tornam obsessivas em relação a este indivíduo e sua nova autoridade. As vezes pode fazê-los pararem de ir à Igreja, ou procurarem uma exceção para os limites de sua área.

Não façam isso…Se afasta da Igreja Triste

Não importa como se sentem sobre seu mais novo líder, se ele ou ela pediu que fizessem algo que agradaria a Deus, apenas o façam. Por que não? Você não errará quando está engajado em boas obras, não importa quem esteja pedindo que você as faça. Se você acredita que o pedido é injusto, então procure falar pessoalmente e de maneira privada com o líder para assim poder preservar sua dignidade em frente de outras pessoas. Jamais fale coisas negativas sobre este líder a outros membros pelas suas costas. Se você almeija um dia ser um bom líder, deve saber que bons líderes jamais se envolvem em fofocas. Eles não falam a outros pelas costas na tentativa de “reunir outros para que tomem seu lado” a fim de justificar seus atos em relação a outra pessoa.

O Salvador proveu uma direção sobre como lidar este tipo de situação. Ele disse “Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão; Mas, se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda a palavra seja confirmada.”

Aprender a apoiar seu líder antes de julgar

Como você se comporta em tais situações determinará o tipo de líder que se tornará. De fato, tornar situações negativas em positivas é uma característica definidora dos maiores líderes. É possível que isto seja uma das coisas mais difíceis que terá que aprender a fazer em sua vida, mas se conseguir “tornar testas franzidas em amigos sorridentes,” então você será classificado entre os maiores líderes que esta terra já viu, independente de sua posição atual ou chamado.

Membros apoiam a liderança da Igreja, durante uma Conferência Geral.

Não permita que suas percepções se tornem rancor. Rancor em brigas. Brigas em guerra. Aquela pessoa que tanto te incomoda… é seu irmão ou irmã, e um humano imperfeito, assim como você.

O fato de eles serem chamados para liderar não diminui sua habilidade para liderar. De fato, alguns dos melhores líderes demonstram sua verdadeira capacidade de liderar em épocas onde não portam títulos de prestígio. Bons líderes são sempre os melhores seguidores. Você talvez possa ajudar, influenciar e edificar a pessoa que acabou de ser chamada para aquela posição.

Muitos daqueles que são chamados para posições de liderança na Igreja não são necessariamente preparados para servir na capacidade em que foram chamados. Alguns jamais serviram em qualquer posição de liderança em suas vidas. Eles talvez não saibam o que fazer e talvez estejam completamente perdidos e oprimidos. Eles estão provavelmente confusos, assustados e possivelmente tão surpresos quanto você por serem chamados àquela posição.

Então ajude-os, perdoe-os, apoie-os e procure conhecê-los. Quanto mais procurar conhecê-los e compreendê-los, mais apto estará para amá-los.

Artigo escrito por Greg Trimble e originalmente publicado no site gregtrimble.com

| Para refletir
Publicado por: Luiz Botelho
Luiz Botelho serviu na Missão Santa Maria e atualmente mora em Provo-Ut. Estuda Antropologia na Utah Valley University e descobriu na Ciência, História, Filosofia e Teologia sua verdadeira paixão. Atualmente trabalha voluntariamente como Diretor Internacional da FairMormon, é autor do Interpretenefita.com e um dos Diretores da More Good Foundation no Brasil.
Arcebispo Kurtz em visita a SLC - relações inter-religiosas
Arcebispo Kurtz: Mórmons e Católicos "Permanecem Unidos" em Assuntos...
concentrar nas reuniões da Igreja
Por Que a Religião Importa: Nos Construindo A Partir de Outros

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *