5 lições que podemos aprender com as histórias de amor das escrituras

Ninguém pode dizer que aprendeu o suficiente com as escrituras. Quanto mais você lê, mais você aprende.

Um leitor diligente não só pode aprender sobre os princípios e verdades do evangelho, mas também pode descobrir dicas sutis sobre a vida e sobre relacionamentos. Talvez mais do que nos melhores livros de autoajuda.

Se você arranjar um tempinho para ler as histórias de amor das escrituras, com certeza aprenderá muitas coisas.

Aqui estão alguns exemplos de amor e casamento das escrituras nas quais podemos nos inspirar.

  1. Adão e Eva: aprender juntos com o Senhor

A oportunidade de aprender algo novo juntos faz parte de todos os casamentos. Isso aconteceu de um jeito bem diferente para Adão e Eva.

Ambos eram novos na Terra, desfrutaram das bênçãos do Jardim do Éden e, consequentemente, tiveram que aprender a trilhar seu caminho no mundo solitário e triste.

pecado original

Não precisamos dizer que, sem outras pessoas a quem recorrer, o casal confiou no Senhor e em Suas instruções.

Em novos relacionamentos, é importante aprender juntos e com a ajuda do Senhor. Haverá momentos em que surgirão desafios. Haverá momentos de incerteza. Haverá situações em que nada pode ser feito.

No entanto, como Adão e Eva, o casal deve aprender a navegar pela vida com a orientação e a ajuda do Senhor.

  1. Jacó e Raquel: serviço e sacrifício

“E Jacó amava Raquel, e disse: Sete anos te servirei por Raquel, tua filha mais nova.” (Gênesis 29:18)

Para Jacó, foi amor à primeira vista. Nas escrituras, Raquel é descrita como uma mulher “formosa” e Jacó estava disposto a servir por muito tempo por ela.

amor

Apesar do serviço de Jacó, Labão, o pai de Raquel não cumpriu sua palavra. Então, Jacó teve que servir mais sete anos. No entanto, esses anos foram descritos da seguinte forma:

“Assim, serviu Jacó sete anos por Raquel; e foram aos seus olhos como poucos dias, pelo muito que a amava”. (Gênesis 29:20)

O serviço e o sacrifício são importantes para fortalecer as relações, especialmente o relacionamento entre marido e mulher.

Quando um serviço abnegado é prestado a um cônjuge, o amor aumenta e os sentimentos se tornam mais genuínos. O Presidente Ezra Taft Benson falou sobre casamentos felizes, disse ele:

“O segredo de um casamento feliz é servir a Deus e aos outros”.

control de la natalidad

Pense nos momentos em que o serviço ao seu cônjuge ou namorado(a) ajudou a trazer mais carinho ao seu relacionamento.

  1. José e Maria: aceitar a vontade do Senhor

Ninguém sabe exatamente o que passou pela mente de José antes que o anjo lhe dissesse que Maria conceberia um filho.

Talvez, José tivesse outros planos em mente. Apesar disso, o pai terreno do Salvador aceitou de todo o coração a vontade e o plano do Senhor para ambos.

Chegará um momento na vida de cada casal em que a vontade do Senhor será diferente do que planejaram.

Um dos atributos mais essenciais que um marido e uma mulher devem ter é a capacidade de aceitar e seguir a vontade do Senhor, independentemente de quão difícil e diferente seja.

  1. Néfi e sua esposa: firmes em momentos de aflições

A viagem da família de Lei à Terra Prometida veio com todos os tipos de desafios e testes.

Uma dessas provas foi a rebelião de Lamã e Lemuel. Em uma ocasião, enquanto eles estavam no navio em direção à Terra Prometida, os dois filhos mais velhos de Leí amarraram Néfi.

A esposa de Néfi, juntamente com seus filhos, orou ao Senhor e clamou a Lamã e a Lemuel para que libertassem Néfi. É certo que ela ficou com o marido durante essa terrível experiência.

Maridos e mulheres são a força um do outro.

Em momentos de grande aflição (problemas de saúde, filhos rebeldes, dificuldades financeiras), homens e mulheres devem ser a âncora um do outro. Além disso, eles devem confiar na força e no testemunho do outro.

Os problemas podem não ser facilmente resolvidos, mas podem ser menos dolorosos quando compartilhados uns com os outros.

  1. Joseph e Emma Smith: ver o verdadeiro potencial

O grau de instrução de Joseph Smith era humilde em comparação com o de Emma.

Ela era uma mulher instruída enquanto ele trabalhava no campo. Apesar das diferenças, Emma Hale se casou com o futuro profeta. Mesmo depois de muitos anos e provações angustiantes, Emma permaneceu ao lado do profeta.

O Élder Robert D. Hales disse:

“Nós não nos casamos com a perfeição, nos casamos com o potencial.”

O marido e a esposa devem aprender a ver o potencial divino do outro. É inevitável que surjam fraquezas em um casamento. No entanto, quando ambos veem o potencial inato em seu companheiro eterno, será mais fácil resolver os problemas.

Não é maravilhoso que as escrituras também abordem temas como o casamento e os companheiros eternos?

Aprender com os exemplos desses casais também pode nos ajudar em nossos esforços para alcançar casamentos e famílias felizes.

Fonte: faith.ph

| Para refletir

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *