Consigo contar pelo menos cinco erros que eu cometia ao jejuar.

Então, o que exatamente estava errado e como jejuar corretamente?

1. 24 horas, 2 refeições e nada de água

O primeiro problema da minha história acontece antes mesmo de começar o jejum — conseguiu identificá-lo? Em vez de pensar em jejuar no domingo de manhã, deveria começar a pensar no jejum no sábado à noite.

O manual Princípios do Evangelho nos lembra que o jejum é por 24 horas, inclui abstinência de duas refeições consecutivas e a abstenção de beber água. Se eu tinha a intenção de jejuar de modo adequado, deveria ter planejado na noite anterior.

O Élder Carl B. Pratt, do Primeiro Quórum dos Setenta, também observa um segundo problema com o meu jejum em um discurso de conferência em 2004 ele disse:

“Se negligenciarmos nosso dia de jejum ou simplesmente jejuarmos na manhã de domingo em vez de fazermos um jejum completo de 24 horas, estaremos privando a nós mesmos e a nossa família das preciosas experiências e bênçãos espirituais que podem resultar de um jejum verdadeiro.”

2. Não Se Esqueça de Orar

No seu discurso, o Élder Pratt também compartilhou este conselho:

“Iniciemos nossos jejuns com uma oração. Podemos fazê-lo ajoelhando-nos à mesa ao terminarmos a refeição com a qual começaremos o jejum. Essa oração deve ser algo natural—falamos com o Pai Celestial sobre o objetivo de nosso jejum e solicitamos Sua ajuda para atingirmos nossas metas. Da mesma forma, terminemos nossos jejuns com uma oração. Uma maneira adequada é ajoelhar-nos à mesa antes de sentar-nos para a refeição que encerrará o jejum.”

3. Ter um propósito

Quando era dia de jejuar geralmente eu não comia para não dar o que falar aos membros da família mais fiéis. Não tinha um propósito para jejuar, a não ser o de “ser visto pelos homens”.

O Élder Pratt disse:

“Se tudo o que fizermos for abster-nos de comida e bebida durante 24 horas e pagar nossa oferta de jejum, estaremos perdendo uma oportunidade maravilhosa de crescimento espiritual”.

Há sempre algo para agradecer. Podemos pedir orientação para a vida, rogar por um ente querido que está sofrendo, pelas as pessoas da ala, pelos líderes da Igreja como o bispo ou uma das autoridades Gerais, pelos os missionários, para receber paz, qualquer pedido justo que desejarmos.

4. Ter bom ânimo

Em 3 Néfi 13:16-18 lembramos que jejuamos com um semblante alegre:

16 Ademais, quando jejuardes, não sejais como os hipócritas, porque eles desfiguram o rosto para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.

17 Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o rosto.

18 A fim de que não pareça aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em oculto; e teu Pai, que vê em oculto, recompensar-te-á abertamente.

Lamentar ou reclamar sobre o jejum desvaloriza as potenciais bênçãos que poderiam ser recebidas por nossos esforços.

5. Outras coisas que podem estar faltando em seu jejum

Minha história definitivamente não contém todos os problemas que podem acontecer ao tentar participar de um jejum adequado. Aqui estão mais algumas dicas de o que lembrar ao jejuar:

Oferta de jejum: Não se esqueça de que parte do jejum inclui doar o dinheiro que seria gasto em ofertas de jejum da igreja. Esse dinheiro é usado para cuidar dos pobres e necessitados.

Frequentar as reuniões – é um maneira importante de ter um bom jejum, especialmente em reuniões de testemunho se você está jejuando no domingo designado.

Moderação – O Presidente Joseph F. Smith aconselhou-nos a sermos sábios em nosso jejum. “Devemos ser prudentes. Um homem pode jejuar e orar até morrer, mas não há necessidade disso, nem há sabedoria em fazê-lo.”

Os benefícios do jejum correto

O jejum abre as janelas dos céus. Veja algumas das bênção prometidas nas escrituras (e também no manual Princípios do Evangelho).

  • O jejum nos ajuda a adquirir caráter.
  • Quando jejuamos da maneira certa, aprendemos a controlar os apetites e as paixões.
  • Quando jejuamos fervorosamente e da maneira correta, desenvolvemos fé.
  • Recebemos mais poder espiritual.
  • O Salvador disse a quem jejua da forma correta: “Teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente” (Mateus 6:18).

Algumas exceções

Como observou o Presidente Joseph F. Smith, nem todo mundo é capaz de jejuar. Ele explicou: “Muitos são sujeitos à fraqueza, outros têm pouca saúde e algumas estão amamentando; de tal modo não devem ser obrigados a jejuar. Nem devem os pais obrigam seus filhinhos a jejuar” (Gospel Doctrine, p. 244).

No entanto, isso não significa que essas pessoas estão isentas da oportunidade do jejum. Por exemplo, minha avó não pode fazer um jejum integral por causa de um problema de saúde. Em vez fazer um jejum integral, ela adapta o jejum às suas circunstâncias.

Fazer de modo correto

Faço o melhor para ficar alegre e otimista no domingo na Igreja, mesmo se eu estiver com fome. Mantenho uma oração no coração até que a refeição da noite venha mais uma vez. Termino meu jejum com uma oração de agradecimento.

Agora que sei como fazer um bom jejum.

E você, o que faz para ter um jejum espiritual?

Fonte: LDSLiving

Relacionado:

6 Coisas para Quando Você Estiver com Dificuldade para Jejuar