Santos dos últimos dias expressam respeito pela devoção muçulmana durante o Ramadã

Como os muçulmanos em todo o mundo estão observando o mês sagrado do Ramadã, os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias que vivem nos Emirados Árabes Unidos expressam seu respeito e gratidão.

Eva Georgieva, que vive em Dubai, respeita o compromisso dos muçulmanos durante o Ramadã. Ela disse:

“Tenho observado que as pessoas são muito gentis e que passam mais tempo com suas famílias. Vivendo no Oriente Médio e ouvindo o chamado à oração cinco vezes por dia, me pergunto: “já orei o suficiente hoje? Será que me lembrei de Deus hoje?'”

O Ramadã é um período de jejum, oração, autorreflexão e reunião familiar. Os seguidores do Islã, jejuam desde o nascer até ao pôr do sol todos os dias. Eles usam este tempo para dedicar-se a sua devoção e fazer ofertas aos pobres e necessitados.

Linton Crockford-Moore, um santo dos últimos dias que também vive em Dubai, notou uma mudança que ocorre durante o Ramadã. “É um momento especial para mim e para a minha família”, diz ele.

“Este é um momento em que o ritmo da cidade onde vivo muda, um momento em que nossos irmãos e irmãs muçulmanos buscam reflexão interior e expressam uma devoção exterior a Deus.”

Os santos dos últimos dias, que normalmente jejum uma vez por mês durante duas refeições e fazem uma oferta para ajudar as pessoas necessitadas, juntaram-se com seus amigos Muçulmanos para ajudar as organizações locais a distribuir alimentos para os necessitados.

“Servir ao lado de outras pessoas em uma organização renova minha esperança na humanidade”, diz Tamany Brown.

“Lembro-me que há tantas pessoas que se preocupam e querem ajudar aqueles que são menos afortunados.”

“Durante este tempo especial”, disse Crockford-Moore, “sou verdadeiramente grato pelo amor, abertura e hospitalidade das pessoas deste país que, ao longo do mês santo do Ramadã, abrem suas casas e corações, convidando pessoas de todas as fés a entrar e partilhando da comida, servindo aos necessitados, famintos e sozinhos.”

Ao pôr-do-sol todos os dias, os muçulmanos partilham uma refeição Iftar com familiares e amigos. Andy Mojica já provou a hospitalidade de uma refeição Iftar.

“Adoro o período do Ramadã no Oriente Médio. Todo o país está mais focado em Deus, no fortalecimento dos laços familiares, em convidar estrangeiros para uma refeição Iftar e fazê-los sentir-se bem-vindos.”

Fonte: Newsroom

| Notícias

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *