7 Palavras Diferentes do Livro de Mórmon e Seu Significado

O Livro de Mórmon foi escrito numa língua hoje desconhecida – na verdade, como ele contém milhares de anos de História, incluindo muitas civilizações, notadamente os jareditas, nefitas, lamanitas e mulequitas – as placas de ouro encontradas por Joseph Smith deviam conter uma grande diversidade de idiomas e variações desses idiomas. Mas com o poder de Deus, Joseph Smith traduziu parte das placas – e hoje temos cerca de 600 páginas (em português) do Livro de Mórmon – outro testamento de Jesus Cristo. Porém, algumas palavras do livro são bem diferentes. Algumas são nomes de pessoas ou cidades – e não deviam mesmo ser traduzidas, embora precisaram ser “aportuguesadas” e grafadas com nossos caracteres, para que pudessem ser lidas por nós. Para algumas palavras Joseph provavelmente optou por mantê-las próximo da língua original das placas por não achar um correspondente na sua própria língua (inglês do século XIX). Seja como for, separamos sete palavras diferentes mencionadas no Livro de Mórmon, confira:

DESERET – Éter 3:2 – Quando os santos chegam no Vale do Lago Salgado, em 1847, Brigham Young deu à região o nome de Deseret, uma palavra dos jareditas que significa abelha de mel. O profeta Young pretendia que as novas colônias fossem uma colméia de atividade. Os santos eram praticamente os únicos colonizadores da imensa Grande Bacia.

CURELONS e CUMONS – Éter 9:19 – São animais. Não sabemos que tipo de animais eram, contudo. Se Joseph Smith, ao traduzir as placas de ouro estava se referindo a animais que hoje não mais existem ou se estava se referindo a animais que existem, mas hoje são conhecidos com outros nomes, não sabemos. Sabemos que eram “especialmente úteis” para o homem.

ZIFE – Mosias 11:3, 8 – Aparentemente um metal ou liga metálica da antiguidade. Em Hebraico a palavra se relaciona com “brilhante” (adjetivo) e “revestir” ou “laminar” (verbo)

RAMEUMPTOM – Alma 31:21 – Zoramitas ricos e obstinados adoravam em um lugar, durante determinado dia da semana, o qual possuía um púlpito sagrado – e neste púlpito repetiam a mesma reza: a de que eram escolhidos para salvação, enquanto todos os outros morreriam e seriam condenados.

ZARAENLA – Mosias 7:13 – Zaraenla é o nome de um personagem, mas também de uma das principais cidades do povo nefita. Ela foi capital dos nefitas por muitos anos, e é mencionada frequentemente em Alma, Helamã e 3 Néfi.

RABANA – Mosias 18:13 – Rabana é uma palavra lamanita usada para tratar divindades. Amon recebeu este tratamento devido ao grande milagre de defender os rebanhos do rei contado em Alma 17-18.

MORIÂNCUMER – ÉTER 2:13 – Nome de uma terra em que o povo jaredida passou antes de chegar a Terra Prometida. Mais tarde, por revelação, aprendemos que este também era o nome do Irmão de Jarede.

Acesse e leia o Livro de Mórmon, clicando aqui.

| Livro de Mórmon
Publicado por: Lucas Guerreiro
Escritor, Advogado, Membro da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB/SP, Membro da J. Reuben Clark Law Society São Paulo. Fez Missão em Curitiba - Brasil. Gosta de desenhar, estudar filosofia, fotografar, viajar e assistir series de super-heróis.
Mykayla Skinner fica em primeiro lúgar na competição Glasgow.
Jovem SUD se Prepara Para as Olimpíadas do Rio de 2016
casamento
Participe do Concurso #SummerSealings

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *