4 personagens do Livro de Mórmon que inspiram a vencer desafios

Em alguns momentos da vida as dificuldades e limitações impedem o alcance de novas metas e objetivos. Por vezes a caminhada na Terra é árdua e pensa-se que não existe um meio de sair do problema. O Livro de Mórmon contém relatos de pessoa que vivenciaram momentos de dúvidas, incertezas, perseguições, escolhas erradas, arrependimento e a força que tem um testemunho e fé.

Sendo assim, passa-se a analisar o exemplo de quatro personagens importantes do Livro de Mórmon, quais sejam, Néfi, Enos, Capitão Morôni e Alma, o filho.

 A fé inabalável de Néfi

Néfi, Lamã e LemuelNéfi, filho de Leí e Saria, foi obediente e tinha uma fé inabalável nas palavras de Deus. Sempre apoiou seu pai enquanto profeta e servo escolhido do Senhor, mesmo em meio às reclamações de seus irmãos mais velhos, Lamã e Lemuel. Estes insistiam em diminuir sua fé e tratar o sagrado como um fardo, ainda assim, Néfi não desanimou. Certa vez, quando o Senhor ordenou que construísse um navio e seus irmãos zombaram pelo fato de Néfi nunca ter construído um, ele disse:

“Ora, se o Senhor possui tão grande poder e fez tantos milagres entre os filhos dos homens, por que não pode ensinar-me a construir um navio”? [1]

Portanto, Néfi ensina que por maior que pareça o desafio, desanimar e retroceder não é o melhor caminho, o Senhor sabe o potencial de Seus filhos, sem dúvidas, no momento certo, proverá um meio.

 

Enos: a oração fervorosa

Enos, filho de Jacó, certo dia quando foi caçar na floresta, lembrou dos ensinamentos de seu pai e sentiu o desejo de ser perdoado de seus pecados. Enos orou a Deus durante todo o dia e a noite, quando ouviu do Senhor que seus pecados haviam sido perdoados por causa de sua fé em Cristo.

Quantas vezes pensamos que o Senhor não ouve nossas orações ou demora a respondê-las? Quantas vezes paramos para analisar nossa conexão com os céus?

Enos ensina que a oração sincera fortalece o espírito e aproxima de Deus, quando se busca aconselhar-se com o Senhor os milagres acontecem.  O Senhor disse a Enos algo que se aplica a cada um hoje:

“[…] Tudo quanto pedires com fé, acreditando que receberás em nome de Jesus Cristo, tu receberás”. [2]

 

Capitão Morôni e a defesa da liberdade do país

Capitão Morôni Estandarte da Liberdade

Imagem via LDS.org.

Vive-se um momento de intensa intolerância religiosa e inversão de valores. Capitão Morôni foi um justo comandante militar nefita e era um homem de Deus. Ele ensina a importância de defender o que é justo e não relativizar suas crenças, compartilhar a verdade, respeitar as diferenças e lutar pela liberdade de um povo.

Hoje a luta não é com espadas e escudos como na época do Capitão Morôni, mas o desafio de defender a liberdade e nossas crenças continua. Sigamos, pois, o seu conselho:

“[…] vedes que Deus nos manterá e conservará e preservará enquanto formos fiéis a ele e a nossa fé e a nossa religião; e nunca permitirá o Senhor que sejamos destruídos, a não ser que caiamos em transgressão e renunciemos a fé ”. [3]

 

 

Alma, o filho, e o poder do arrependimento

Alguma vez já pensou que tudo está ruim em sua vida e que não tem solução? Já pensou que não é digno de receber o perdão do Senhor?

Alma, filho de Alma, não acreditava nos ensinamentos transmitidos por seu pai, que era líder na Igreja. Ele tornou-se um homem mau e perseguia os membros da Igreja, incentivando que se afastassem do caminho. Seu pai sempre orava pedindo que ele pudesse se arrepender de seus pecados e acreditar na verdade.

Certo dia, Alma, o filho, e os filhos de Mosias foram surpreendidos com a aparição de um anjo que perguntou a Alma, o filho, por que ele lutava contra a Igreja. Alma, o filho, caiu por terra e devido ao susto, ficou sem falar e se mexer durante dois dias e duas noites. Ele testificou ao povo que seus pecados haviam sido perdoados e reconheceu o grande poder de Deus. Após esse episódio, Alma, o filho, tornou-se um grande missionário e proclamava os ensinamentos de Cristo a todas as pessoas.

“Não obstante, depois de haver passado por muitas tribulações e de haver-me arrependido quase até a morte, o Senhor, em sua misericórdia, julgou que me deveria tirar de um fogo eterno; e nasci de Deus”. [4]

Portanto, o arrependimento é real e por mais obscura que seja a vida neste momento, Cristo nos deu a possibilidade de escrever uma nova história a cada dia, sem distinção.

Aqui são alguns conselhos, e você, que personagem do Livro de Mórmon te inspira a vencer os desafios do dia-a-dia? Compartilhe nos comentários!

 

Referências:

[1] 1 Néfi17:51

[2] Enos1:15

[3] Alma44:4

[4] Mosias27:28

| Livro de Mórmon
Publicado por: Ana Larissa da Silva
Missionária retornada, natural de Crato-CE, atualmente é professora universitária do curso de Direito da Universidade Regional do Cariri-URCA, ama servir, fazer trabalhos manuais, é uma boa ouvinte e está sempre pronta a consolar e motivar aqueles que a procuram.
Estudo das Escrituras. Diretos Reservados. Usado com permissão.
5 Recursos da Nova Edição da Bíblia
Marcos Aidukaitis
Serão com Élder Aidukaitis lota Capela em São Paulo

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *