As percepções do Élder Holland sobre 8 nomes menos conhecidos de Cristo

Depois de servir como um Apóstolo do Senhor e estudar os nomes de Cristo por 25 anos, o Élder Holland compartilhou em seu livro “Witness for His Names”, algumas percepções sobre os vários nomes de Cristo.  Confiram alguns abaixo.

Adonai

Essa palavra significa literalmente “meus senhores”. É a forma plural de adon ou Senhor. É um dos principais sinônimos em hebreu para Jeová, usado na bíblia hebraica mais de 430 vezes para referir-se ao Ser Divino do Velho Testamento, Ele que nasceria na mortalidade como Jesus Cristo.

Coroa de Glória/Grinalda Formosa

Nos últimos dias, quando pessoas perdidas e falsos profetas, “com o vinho, e com a bebida forte… andam errados na visão, e tropeçam no juízo” (Isaías 28:7), o Senhor dos Exércitos intervirá vitoriosamente, “por coroa gloriosa, e por grinalda formosa” (Isaías 28:5) na terra.

Coroa e grinalda são sinônimas, com o primeiro normalmente feito de metal, enquanto o último geralmente é uma faixa de tecido.

Ambas habitualmente carregam preciosas gemas, e ambas transmitem um senso de realeza ou vitória alcançada em competição.

A sugestão aqui é que as pessoas precisarão desesperadamente de liderança nos últimos dias, o que o Messias proverá tanto real quando vitoriosamente.

Somos relembrados da pungência da Expiação de Cristo quando nos lembramos que uma “coroa de espinhos” (Mateus 27:29) foi colocada sobre Sua cabeça após a noite de Seu interrogatório e durante Sua crucificação.

Isaías 28:5-9; Mateus 27:29. Hebreus 2:9

Edificador do Céu e da Terra

Edificador poderia justificavelmente ser considerado um sinônimo de Criador, assim como é em uma frase como “edificadores da constituição”. Esta é uma explanação perfeitamente satisfatória para este título.

No entanto, um edificador em uma era antiga de construção sempre era um carpinteiro, um artesão que arrumava paredes interiores e exteriores, salas e corredores de uma casa ou loja através das madeiras verticais que utilizavam e que davam a estrutura formas e dimensões.

Talvez exista um significado especial no fato de que o filho do carpinteiro de Nazaré, foi um edificador muito antes de vir a terra para aprender habilidades de construção na oficina de Seu pai adotivo.

Um edificador também pode ser aquele que traz definição e perfeição a um projeto, assim como aquele que edifica uma obra de arte – outra descrição adequada para o trabalho do Senhor.

Efésios 2:21; 4:16; Doutrina e Convênios 20:17

Morada da Justiça

Está frase única de Jeremias sugere não somente que Jeová é justo, mas também que o ambiente no qual Ele reina e a atmosfera na qual Ele governa são caracterizados pela justiça.

Seu povo pode estar confiante, seguro e próximo em Sua presença, sabendo que o julgamento será justo, seja qual for a Sua decisão como juiz.

Salmos 71:3; 89:14; 91:9; Jeremias 50:7

“Ó Jerusalém” – Greg Olsen

Ministro do Santuário

Esse título refere-se ao papel sacerdotal nos templos, tanto nos antigos quanto nos modernos, e destaca Seu relacionamento com as ordenanças de salvação no geral. O Dele é um “ministério tanto mais excelente,” (Hebreus 8:6) devotado àqueles que Ele vem para salvar.

Todos nós poderíamos fazer mais para reverenciar o momento que temos para adorá-Lo em Seu santuário, o espaço sagrado de nossos edifícios.

Mateus 20:28; Hebreus 8:2-3

Arte de Yongsung Kim

Um prego num lugar firme

Em um comovente tributo messiânico, Isaías profetizou sobre a missão e a crucificação de Cristo com as seguintes palavras:

“E vesti-lo-ei da tua túnica, e cingi-lo-ei com o teu cinto, e entregarei nas suas mãos o teu domínio, e será como pai para os moradores de Jerusalém, e para a casa de Judá.

E porei a chave da casa de Davi sobre o seu ombro; e abrirá, e ninguém fechará; e fechará, e ninguém abrirá.

E pregá-lo-ei como um prego num lugar firme, e será como um trono de honra para a casa de seu pai.

E nele pendurarão toda a honra da casa de seu pai, os renovos e os descendentes, como também todos os utensílios menores, desde as taças até todos os odres.

Naquele dia, diz o Senhor dos Exércitos, o prego pregado em lugar firme será tirado, e será cortado, e cairá; e a carga que nele está será destruída, porque o Senhor o disse.”

Quando os soldados romanos colocaram os cravos de crucificação na carne de suas vítimas, eles primeiramente o fizeram nas palmas de suas mãos.

Por causa da possibilidade do peso do corpo rasgar a carne e não suportar o peso a ser carregado, eles também colocaram pregos em seus pulsos na ligação de ossos e tendões, que não rasgariam independentes do peso.

Portanto, o prego no pulso foi o “prego num lugar seguro”. Uma vez removido e cortado, o fardo do corpo crucificado (mais literalmente, o fardo da Expiação) teve fim.

Se tratando de nossa salvação, Cristo é o “prego num lugar firme” – que nunca falha, nunca hesita, sempre é a mais certa e confiável força na eternidade.

falará

Arte de Yongsung Kim

Poderoso Senhor

Este título é regularmente usado nos tempos modernos, mas era muito comum em algumas culturas antigas, referindo-se àqueles que ocupavam posições como governantes ou monarcas.

Seu significado vem da palavra poder, que divide uma raiz em comum com outras palavras como potente e potencial.

1 Timóteo 6:15

Siló

No livro de Gênesis, a vinda do Senhor é descrita como a vinda de “Siló” (Gênesis 49:10). Esta referência poderia não ser clara, se não fosse pela Tradução de Joseph Smith, que oferece essa interpretação, “Messias que é chamado Siló” (TJS, Gênesis 50:24).

Embora o significado real da palavra Siló seja debatido, sabemos que foi o nome dado a uma antiga cidade em Samaria, o principal centro de adoração israelita antes da construção do templo de Salomão. Alguns linguistas acreditam que a palavra significa “paz”.

Fonte: LDS Living

Relacionado:

Élder Holland: O Salvador resumiu Seu ministério em 1 princípio: ‘ameis uns aos outros’

| Fé em Jesus Cristo

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *