Você nunca está sozinho, o Senhor sempre caminha com você e sempre ouve suas orações

Este artigo é a tradução de uma publicação feita pelo apóstolo Dieter F. Uchtdorf via Instagram na última quarta-feira (12).

Um dos sentimentos universais que temos, às vezes, como humanos é a solidão. Durante as férias do ano passado, eu conheci muitos missionários que estavam passando seu primeiro dia de Ação de Graças ou Natal longe de casa.

Uma coisa que os ajuda a passar por isto é ter uma ligação mais forte com as suas famílias em casa.

Porque agora eles podem se comunicar regularmente com suas famílias, eles não só se sentem mais próximos de suas famílias, mas suas famílias se sentem mais envolvidas em seu trabalho missionário.

É lindo testemunhar as bênçãos que vêm de uma conexão mais forte com suas famílias.

Acredito que uma das melhores maneiras de superar nossa solidão é estabelecendo duas conexões importantes. A primeira conexão é com Deus.

Deus conhece todos os seus pensamentos, as suas tristezas e as suas maiores esperanças. Deus sabe quantas vezes você o procurou. As muitas vezes que chorou sozinho.

Lembre-se que Ele estende Sua mão para você. Se o ouvir, Ele falará com você hoje mesmo.

A segunda conexão é com os que nos rodeiam. Às vezes podemos nos perguntar: “Por que preciso ir à Igreja?” Lembre-se que nossas alas e ramos nos fornecem uma comunidade espiritual.

Quando enfrentamos a solidão, o medo, a inadequação, ou qualquer outra dificuldade por ser humanos, não devemos hesitar em procurar ajuda e conexão com aqueles ao nosso redor.

Quando formos à Igreja, façamos mais do que dividir um hinário ou cumprimentar uns aos outros. Sente-se ao lado de alguém diferente. Mostre um interesse genuíno neles.

Procure maneiras de se conectar com eles. Através de nossas conexões por meio de nosso serviço ou ministração, podemos combater a solidão ou saudades de casa que eles podem estar sentindo.

Fonte: Instagram

Relacionado:

Élder Holland: A Igreja de Jesus Cristo é um lugar de finais felizes

| Inspiração

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *