Para apoiar o novo programa de aprendizado da Igreja – “Vem, e Segue-me” – vou publicar semanalmente comentários sobre a lição designada. Neste ano somos convidados a estudar o Novo Testamento. Na lição de hoje (designação de 31 de dezembro a 6 de janeiro) estudaremos sobre a nossa responsabilidade pessoal de estudar o evangelho.

Para acessar  a lição clique aqui.

A Responsabilidade do seu aprendizado é sua

O Élder David A. Bednar ensinou:

“Como aprendizes, temos de agir e ser cumpridores da palavra e não meros ouvintes que recebem a ação. Vocês são agentes que atuam e procuram aprender pela fé, ou estão esperando ser ensinados e receber a ação? (…) Um aprendiz que exerce seu arbítrio agindo de acordo com princípios corretos abre seu coração ao Espírito Santo e O convida a ensinar, a testificar com poder e a confirmar o testemunho. O aprendizado pela fé exige esforço físico, mental e espiritual e não apenas uma receptividade passiva” (“Aprender pela fé”, A Liahona, setembro de 2007, p. 20).

Às vezes pensamos que sem um professor excelente e um método inovador não vamos conseguir aprender. Isso não é verdade, especialmente quando ao Evangelho de Jesus Cristo. Precisamos nos humilhar e buscar a verdade por nós mesmos.

Demostramos essa humildade separando um horário durante o dia para lermos e meditarmos sobre as escrituras. Estudamos num lugar adequado, longe de distrações e sem pressa. Estamos preparados para anotar perguntas e impressões que vieram a nossa mente. A promessa é que se formos diligentes receberemos revelação através do Espírito Santo.

O Espírito Santo é o verdadeiro professor. Néfi foi ensinado pelo Espírito Santo, e por isso aprendeu coisas grandiosas (1 Néfi 11). Temos o mesmo direito.

O que procurar ao estudar

No primeiro momento as histórias e personagens podem nos chamar mais atenção. Mas as escrituras não são um romance. Apesar de contar histórias reais e cheias de emoção, as lições contidas lá devem ter um efeito prático na nossa vida.

Quando estudamos devemos procuras os princípios e doutrinas do evangelho, que  nos ajudarão achegar ao Pai.

Doutrina é uma verdade eterna e imutável. O presidente Boyd K. Packer ensinou que “a doutrina verdadeira, quando compreendida, muda as atitudes e o comportamento” (“Criancinhas”, A Liahona, janeiro de 1987, pp. 17–18). Ao estudar as escrituras pessoalmente e em família, busque as verdades que podem ajudá-los a aumentar seu relacionamento com Deus.

Lidando com dúvidas

A lição desta semana também nos ajuda a lidar com dúvidas. Eis os conselhos:

“Ao buscar conhecimento espiritual, perguntas podem surgir em sua mente. Os seguintes princípios poderão ajudá-lo a lidar com questionamentos de maneira a edificar sua fé e seu testemunho:

  1. Buscar entendimento por meio de fontes divinamente designadas. Deus é a fonte de toda a verdade, e Ele a revela por meio do Espírito Santo, das escrituras e de Seus profetas e apóstolos.
  2. Agir com Fé. Se as respostas não chegam logo, tenha confiança de que o Senhor as revelará no devido tempo. Até lá, continue vivendo pela verdade que você já conhece.
  3. Manter uma perspectiva eterna. Procure ver as coisas pela perspectiva do Senhor, não do mundo. Encare suas dúvidas no contexto do plano de salvação do Pai Celestial.”

O efeito de conhecer a verdade e se converter a ela por meio do estudo das escrituras

Lemos com admiração que os lamanitas de sete cidades que receberam a pregação de Amon e seus irmãos nunca apostataram (Alma 23:6). Não foi o brilhantismo, aparência e carisma dos missionários nefitas que produziu essa conversão duradoura. Alma explicou a seu filho Helamã que as escrituras foram a chave:

“Sim, eu te digo que, se não fosse pelas coisas que estes registros contêm, que estão nestas placas, Amon e seus irmãos não poderiam ter convencido tantos milhares de lamanitas dos erros das tradições de seus pais; sim, estes registros e suas palavras fizeram com que eles se arrependessem; isto é, por eles foram levados a conhecer o Senhor seu Deus e a regozijarem-se em Jesus Cristo, seu Redentor.” (Alma 37:9)

Portanto, quando mergulhamos diligentemente no aprendizado do evangelho podemos ser verdadeiramente convertidos. Essa, inclusive, é a meta deste nosso programa:

“O objetivo de todo aprendizado e ensino do evangelho é fortalecer nossa conversão e nos ajudar a nos tornar mais semelhantes a Jesus Cristo. Por esse motivo, quando estudamos o evangelho, não estamos simplesmente buscando novas informações; queremos nos tornar uma “nova criatura” (ver 2 Coríntios 5:17). Isso significa confiar em Cristo para mudar nosso coração, nossa opinião, nossas ações e até nossa natureza.”

O que você achou da lição desta semana. Mencione ai nos comentários!