Lancei um novo vídeo chamado AME TODAS AS PESSOAS, que fala sobre como todos são bem-vindos a participar do amor e das bênçãos de Cristo e deste evangelho. Falo de coisas que todo SUD deveria saber. Nunca é certo ensinar o ódio. Nunca é certo desmerecer e julgar sem nem uma oportunidade ou companheirismo mostrados. Nunca é certo abandonar alguém. Todos são bem-vindos e convidados a participar da salvação, da mudança, da verdadeira felicidade, do sentimento indescritível do amor de Cristo, de Sua Expiação e da chance que Ele dá de uma vida melhor. Este é o meu vídeo favorito. Compartilho nele   minha mensagem favorita. E a resposta tem sido incrível.

Comentários

Mas ao ler comentários na minha conta do Instagram em resposta a como “existem pessoas que julgam na nossa igreja”, tive vontade de escrever algo que tenho certeza de que a maioria das pessoas não sabe:

Julgar as pessoas NÃO é algo que um mórmon deveria fazer.

Altas expectativas NÃO é algo que um mórmon deveria ter.

Padrões quebrados NÃO são coisas que um mórmon deveria ter

Não é exclusividade da nossa nem de nenhuma, religião.

Lições aprendidas na vida

E se eu aprendi alguma coisa morando na costa leste dos EUA como não-membro por 21 anos, é exatamente o seguinte: Ódio, mágoa, julgamentos, padrões, ofensa e expectativas, definitivamente NÃO são coisas que um SUD deveria observar, mas a HUMANIDADE.

E se eu aprendi alguma passando um ano no trabalho dedicado à pesquisa de outras religiões para um projeto, é o seguinte:

Todo mundo julga.

Se achamos que a maioria dos pais nunca fica desapontada por seu filho não atingir suas expectativas e que isso não acontece com ninguém—

Se achamos que não existem pessoas em outras religiões que sentem vergonha por se vestirem diferente—

Se achamos que não há expectativas não atingidas nas famílias, no trabalho ou com mentores em nenhum outro lugar —

Se achamos que não há corações partidos e famílias desestruturadas que escolheram caminhos diferentes em mais nenhum lugar —

Se achamos que em lugar nenhum existe pessoas que dizem que farão algo e então vivem outra coisa —

então talvez tenhamos problemas maiores.

Ser SUD deveria ser agradável, não doloroso

Eu sei como pode ser doloroso ser um Santo dos Últimos Dias. Contudo, isso acontece porque esperamos mais dos nossos membros, porque “sabemos” que eles foram ensinados de forma diferente.

Eu sei pode ser doloroso ser membro quando deveríamos para estar juntos nessa.

Mas nosso ataque impropriamente é dirigido.

Nossa pedra de tropeço é que presumimos as coisas. Presumimos que as pessoas sentem, o que nós sentimos, e que nossa opinião está sempre correta e justificada. E presumimos que todos aprenderam o que nos foi ensinado e que todos sabem o que nós sabemos.

Mas se não achamos que isso não é ofensivo para ninguém, principalmente vindo da família ou de sua comunidade—

então talvez tenhamos problemas maiores.

de religião

O “ser” humano

A realidade é que é doloroso, não importa quem somos, onde estamos ou a que pertencemos. Porque isso também é humano.

E a verdade é que, não importa a idade, raça, o sexo, a religião, orientação sexual, localização; estamos nessa juntos! O fato profundo que realmente somos irmãos e irmãs não tem limites.

Então, antes de nos magoar com as pessoas e apontar o dedo tirando conclusões imprecisas —

antes de ouvir falsas acusações dos outros e deixá-los nos impedir-nos de fazer o que devemos fazer—

antes de ofender impropriamente,

antes de dirigir-nos a Deus com o coração partido e sentimentos de solidão e culpa culpando ele e Sua Igreja —

pensemos duas vezes.

Lembrete

Lembremo-nos de que nenhuma experiência ‘mundana’ pode tirar o incrível poder do amor.

Que nenhuma ação de ‘homens’ pode tirar o poder incrível e a realidade de Deus.

Que nenhum comentário ofensivo ou falso sobre outra pessoa pode tirar a realidade e a importância de Seu mandamento dado a nós de perdoar a todos seguir em frente.

Nenhum padrão não cumprido, pecado ou caminho diferente pode tirar a verdade imutável do que todos pertencemos a Deus. E Ele nunca nos abandona.

Conclusão

Livre-se de qualquer mágoa ou peso causado por alguém que é HUMANO.

Porque NADA vale a pena se tivermos que renunciar a nossa felicidade eterna.

Absolutamente nada vale a pena se tivermos que virar as costas ao ser mais poderoso que existe.

Porque somos todos humanos e estamos todos juntos!

Como sempre, com amor e orações a vocês!

Beijos, AL

Escrito por Al Carraway e publicado originalmente em inglês no site AlCarraway.com.

Relacionado:

Veja o que acontece quando amamos as pessoas sem julgar