É incrível a dor que sentimos quando passamos por um desilusão amorosa.

As vezes é quase uma dor física.

Pelo menos foi assim comigo quando eu passei por um término de relacionamento pela primeira vez. Fui eu que levei a bota e eu me perguntava se eu encontraria alguém melhor. Eu me perguntava se eu me sentiria atraída por outra pessoas e se eu realmente seria feliz com alguém um dia.

A resposta curta: Sim.

Agora, olhando para trás, eu posso ver que o término foi um bênção e que eu tinha uma pessoa maravilhosa me esperando no futuro.

Mas naquela época eu senti que havia um buraco em meu peito que nunca seria preenchido.

Embora nenhum término de relacionamento seja agradável, eu acredito que os piores términos são aqueles inesperados, que nos deixam sem chão porque você já tinha sentido que Deus aprovava que você se casasse com a pessoa que agora é seu ou sua ex.

pecados

Mas era minha alma-gêmea

Em um devocional da BYU, Dr. Thomas B Holman disse:

“Eu quero deixar duas coisa bem claras sobre o que significa ‘a pessoa certa.’

Primeiramente, filmes, peças, e ficção nos fazem acreditar que há uma ‘alma-gêmea’ em algum lugar e que de alguma forma fizemos uma promessa na pré-existência de casar com essa pessoa.

Podemos pensar que encontrar um(a) companheiro(a) eterno(a) é simplesmente esperar pela noite encantada, trocar olhares com alguém do outro lado de uma sala cheia de gente, andar de mãos dadas em direção ao templo, e viver felizes para sempre.

Não importa o quão romântico isso pareça, não é de acordo com o que os profetas dizem. O Presidente W. Kimball disse o seguinte:

‘(…) As “almas gêmeas” são ficção e uma ilusão; e embora todo rapaz e toda moça busque com total diligência e espírito de oração o cônjuge com o qual a vida será a mais compatível e bela possível, é certo que quase todo bom homem e boa mulher podem ter felicidade e um casamento bem-sucedido se ambos estiverem dispostos a pagar o preço. (…)’

É evidente que as coisas não se baseiam somente em esperar a sua alma-gêmea chegar. Não há uma pessoa perfeita, e isso nos traz muito conforto.

Se você passou por um término doloroso, pode ter certeza que há alguém especial com quem você pode ser eternamente feliz. Você pode virar a página.

Mas por que o Senhor me deu a confirmação?

Eu creio honestamente que um dos presentes mais importantes que Deus possa nos dar é quando Ele confia e deixa que escolhamos com quem nós vamos nos casar. Eternidade é bastante tempo e poder escolher a pessoa com quem vamos passar esse tempo é uma benção sagrada. Mesmo que não haja alma-gêmeas, deve haver pelo menos uma pessoa com quem você vai querer passar a eternidade.

Mas, e se essa pessoa não sentir que deve passar a eternidade com você?

Élder Uchtdorf disse:

“Acho que me apaixonei por minha esposa, Harriet, na primeira vez que a vi. Mesmo assim, se ela tivesse decidido se casar com outro, acredito que eu teria conhecido outra pessoa e me apaixonado por ela. Sinto-me eternamente grato por isso não ter acontecido, mas não creio que ela fosse minha única chance de felicidade nesta vida, nem eu tampouco para ela.”

Um das coisas que mais me chamou atenção no que ele falou foi “se ela tivesse decidido se casar com outro.” O Senhor nos deixa escolher com quem vamos nos casar.

Muitas vezes, falar “Bem, o Senhor disse que eu não devia me casar,” pode ser uma desculpa esfarrapada. Falar isso é mais fácil do que expressar nossos sentimentos e dizer que não queremos casar com a pessoa.

Entretanto, muitos pessoas assumem erroneamente que se elas não receberem um sinal dos céus, elas não devem se casar com a pessoa que estão namorando. Mas na verdade, se você não sentir um sentimento negativo, provavelmente Deus já está lhe dizendo que pra ele está tudo bem se você casar com essa pessoa.

Dito isso, eu gostaria de compartilhar algo que minha madrasta compartilhou comigo.

Minha irmã e eu estávamos passando por um término de namoro ao mesmo tempo e estávamos devastadas. Minha irmã sentiu que Deus aprovava o relacionamento dela, mas o namorado não. Quando eu perguntei sobre isso para minha madrasta, ela respondeu:

“Bem, às vezes você pode ser a pessoa certa para alguém mas ela não é a pessoa certa pra você, ou vice e versa.”

quereis

Exercendo o Arbítrio

Na maioria das vezes, basta os dois estarem guardando os mandamentos e os convênios para Deus aprovar o relacionamento.

Eu acredito que o Senhor não quer que sejamos servos indolentes, apenas recebendo a ação e não agindo por nós mesmos. Ele quer que tomemos as decisões primeiro e então que levemos essa decisão a Ele.

“Pois eis que não é conveniente que em todas as coisas eu mande; pois o que é compelido em todas as coisas é servo indolente e não sábio; portanto, não recebe recompensa.

Em verdade eu digo: Os homens devem ocupar-se zelosamente numa boa causa e fazer muitas coisas de sua livre e espontânea vontade e realizar muita retidão.

Pois neles está o poder e nisso são seus próprios árbitros. E se os homens fizerem o bem, de modo algum perderão sua recompensa.” – D&C 58:26-28

Isso não quer dizer que não devemos perguntar a Ele se ele aprova nossa decisão de casar com certa pessoa. É essencial que façamos isso. Mas também devemos reconhecer que o Senhor confia que tomemos boas decisões. Guardar os mandamentos nos dá o privilégio de sentir se nossas decisões são boas para nós de acordo com as confirmações e avisos do Espírito Santo.

Fonte: ThirdHour

Relacionado:

Unicórnios, Almas Gêmeas e Outras Criaturas Míticas