fbpx

Jovem santo dos últimos dias vende água para pagar enxoval missionário

Com uma história de empreendedorismo e autossuficiência, Ítalo Oliveira, de 21 anos, se prepara para servir uma missão de tempo integral.

Em 2018, enquanto caminhava na rua, Ítalo viu dois missionários de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e sentiu vontade de falar com eles. Mas não com a intensão de saber sobre o evangelho e sim “zoar” os missionários.

Dias depois, ele acordou com sua mãe dizendo que havia dois “mórmons” procurando por ele. Ítalo e seu irmão conversaram com os élderes, que os ensinaram sobre a restauração do evangelho e os convidaram para ir à Igreja.

“Havíamos recebidos os missionários em outra ocasião, muito tempo antes. Mas em 2018, com meus 17 anos, senti que deveria pertencer ao evangelho”.

O desejo de servir uma missão de tempo integral

Mas não foi fácil. Seus pais não queriam que ele fosse batizado, e por ser menor de idade, ele precisava da autorização de seus pais. Levou um tempo até que todos concordassem com o seu batismo e Ítalo conta que “foi um momento muito feliz”.

Logo veio o período de servir uma missão de tempo integral, e não diferente de outros rapazes, Ítalo adiou, chegou a se programar para servir em 2019, mas desistiu.

Já em 2021, ao ouvir o Presidente Nelson falar sobre a fé para servir em uma época de pandemia, Ítalo sentiu algo diferente.

“Lembro-me que comecei a pensar como seria injusto eu ter recebido o evangelho e que outras pessoas não recebessem essa benção. Eu precisava compartilhar do fruto. Orei naquela noite. Chorei muito ao orar. O discurso do Profeta me motivou a entender a importância dessa obra. O real desejo me veio no ano passado, em abril”.

A experiência de ajudar os missionários

Quando perguntei se Ítalo já havia acompanhado os missionários durante uma lição, ele disse que começou a sair com os élderes recentemente e que a experiência está sendo incrível.

“É incrível sentir o Espírito Santo tocar as pessoas, eu quase choro, mas como tenho vergonha de chorar na frente de amigos, me seguro (risos). Mas toda vez que eu divido com os missionários é mais um testemunho da obra do Senhor e mais uma oportunidade de fazer aquilo que tanto quero, servir em uma missão”.

Ao se preparar para servir sua missão, Ítalo decidiu empreender para conseguir comprar seu enxoval e pagar os exames e tratamentos médicos necessários. Para isso, ele trabalhou com jardinagem e hoje trabalha vendendo água em uma das avenidas principais de sua cidade, Viamão, Rio Grande do Sul.

O princípio da autossuficiência

“Tive um amigo, um irmão do evangelho, pai de família, que me ajudou muito no princípio da autossuficiência. Ele dizia que me ajudava porque passou pelo que passei e queria que eu sofresse menos.”

Ítalo disse que no início empreendia só para aguardar enquanto se preparava para servir missão. Com o passar do tempo, mesmo sabendo que a Igreja poderia ajudá-lo em sua preparação, ele sentiu o desejo de pagar ao máximo que pudesse de seu enxoval.

“Para mim, é muito especial trabalhar e poder conseguir meu dinheiro e comprar o necessário, mesmo que seja algo simples, como um terno usado. O importante é eu ter o testemunho da veracidade do evangelho.

O evangelho nos ensina a ser autossuficientes, eu quis seguir com firmeza aos meus princípios e aos do Senhor. Se sou jovem e tenho a capacidade de trabalhar, por que não trabalhar?”

Ítalo começou a trabalhar com jardinagem, ele disse que começou só com uma enxada, e que orou para que o Senhor o ajudasse a conseguir trabalhos batendo de casa em casa. Na primeira semana, ele trabalhou de segunda a sábado.

Logo, um amigo começou a trabalhar com ele e enquanto também se preparava para servir missão.

“Obtive testemunhos diários com meu trabalho, o Senhor me deu testemunho do dízimo e de outras tantas as bênçãos”.

Busca por inspiração

Quando o trabalho com jardinagem começou a ficar mais fraco, Ítalo conta que orou ao Senhor e pediu por inspiração.

“Lembro-me que o Espírito me revelou com clareza que eu deveria vender água. Após isso, busquei mais inspiração para que pudesse ter mais criatividade e dar um serviço de qualidade, e elas chegaram. Comecei a planejar o trabalho de venda das águas e comecei a vender com um rapaz, amigo meu e membro da igreja que estava se preparando para o FSY”

Hoje, Ítalo está fazendo os exames odontológicos e ainda faltam alguns itens para que ele complete seu enxoval. Com um forte testemunho, ele diz que tem certeza que o Senhor abriu o caminho para que ele pudesse trabalhar e ser fortalecido espiritualmente.

“O evangelho do Senhor é feito de sacrifícios para que possamos receber as bênçãos. Sei que tudo realmente veio Dele”.

Ítalo é uma inspiração para muitos jovens que se preparam para servir como missionários de tempo integral e para aqueles que buscam ser autossuficientes.

Veja também: Como falar [e não falar] com seu filho sobre servir missão

| Inspiração
Publicado por: Vanessa Pozete
Tradutora e intérprete, nascida em Fortaleza, criada em Santos, casada e com três filhos. Serviu missão Brasil João Pessoa. Ama a maternidade, fotografia, praia e livros de aventura e ficção. É a Localization Specialist do time português na More Good Foundation.
A Igreja de Jesus Cristo doa mais de 1 tonelada de alimentos para o...
O Coro do Tabernáculo se prepara para o futuro da Igreja de Jesus...

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *