Gratidão: A melhor coisa de 2020

Por quase todo o ano de 2020, tudo o que vi foi tristeza, briga, xingamentos, desgraças, negatividade, orgulho, dor, perda de esperança, corrupção, engano, escândalo, gritos e uma perspectiva sombria sobre o futuro.

Talvez tenha sido minha culpa. Talvez eu simplesmente não estivesse vendo o lado bom da vida. Mas eu não posso mascarar as coisas. É assim que 2020 tem sido para mim até agora. Um ano meio mais ou menos.

Mas então, no dia 20 de novembro, um médico de 96 anos chamado Russell M. Nelson foi nas redes sociais e pediu para que todos inundassem a Terra com gratidão.

Disse que era um homem de ciência e também um homem de fé. Normalmente, homens de ciência e homens de fé não conseguem se dar bem, não é? Eles deveriam.

Russell M. Nelson é, talvez, uma das melhores mentes médicas e científicas da terra e, ainda assim, também é o líder de uma das maiores denominações cristãs do mundo.

Sua mensagem chegou na hora certa. Muitas pessoas estavam desistindo dos outros, desistindo de si mesmas e perderam a fé na humanidade. Tristeza, depressão e infelicidade cresciam no mundo todo.

Apenas em alguns minutos depois, sua mensagem tinha mudado tudo. Se meu feed nas redes sociais fosse qualquer indicação do estado de espírito dos meus amigos, posso dizer que as coisas não estavam indo muito bem até 19 de novembro. Mas no dia 20 de novembro foi como se eu fosse transportado para um mundo diferente, em um ano diferente de 2020.

O que eu vi nas redes sociais na última semana foi um milagre. Em toda parte que eu ia, eu era elevado espiritualmente por uma pessoa ou por outra. Em vez de abrir meu feed, e depois de alguns segundos fechar tudo por causa das coisas que as pessoas estavam postando, fui elevado pelo otimismo e gratidão por aqueles a quem estou conectado por meio das redes sociais.

Eu observei como se quase todas as pessoas que eu conhecesse tivesse aderido ao #SerGrato por todas as coisas que são importantes para elas. As coisas que traziam verdadeira alegria. Algumas coisas eram simples. Algumas coisas eram profundas. Tudo era edificante.

Mas por que esse líder espiritual de 96 anos sentiu a necessidade de citar a “ciência” por trás da gratidão?

Porque o Deus é um grande cientista, e ele projetou cientificamente os nossos corpos e mentes para responder positivamente a uma vida da gratidão.

Cientificamente, a emoção negativa que vem com a ingratidão, age como uma substância tóxica que causa inflamações e que pode levar a uma maior chance de desenvolver doenças cardíacas e outras doenças. Dr. Russell M. Nelson, cirurgião cardíaco, prescreveu o remédio mais forte que ele conhecia para o coração físico e espiritual.

Gratidão.

Simplesmente #SerGrato

O neurocientista Alex Korb, da UCLA disse que é impossível focar ao mesmo tempo em sentimentos positivos e negativos. A gratidão libera a dopamina (o neurotransmissor responsável pela motivação) e nos faz querer sentir dessa maneira sempre. O objetivo era que uma prescrição de 7 dias de gratidão fosse o bastante para tornar disso um hábito para cada um de nós.

Dr. P. Murali Doraiswamy, da divisão de Psicologia Biológica da Duke University Medical Center disse “se a gratidão fosse uma droga, ele seria o produto mais vendido do mundo com uma indicação para manutenção da saúde de cada sistema principal dos órgãos.”

Eu senti como se eu estivesse vendo meus amigos “se curando” por meio da gratidão. Como se o mundo voltasse ao normal e a gratidão superasse todas as tristezas.

As pessoas agradeceram pelas provações, pelos altos e baixos.

Uma conexão do LinkedIn agradeceu pelo tempo que pôde passar com sua irmã antes dela falecer neste ano.

Um outro amigo agradeceu por seu câncer. Como assim? Por quê? Se você conhecesse este homem, você saberia que foi sua atitude positiva e coração agradecido durante suas provações lhe ajudaram a passar por tudo.

Um outro amigo, agradeceu pela medicina moderna que lhe ajudou com a sua ansiedade.

Outras pessoas eram gratas por seus entes queridos, mães, pais, cônjuges e filhos. Alguns eram gratos por seus antepassados, pioneiros, e por um outro dia de vida.

Mas em todos os casos, a gratidão dos meus amigos tornou-se um raio de esperança e de luz toda vez que eu verificava minhas redes sociais.

Em que lugar do mundo encontramos pessoas agradecendo por ter câncer ou por encontrar algo bom em meio ao falecimento de sua irmã? Especialmente nesta época difícil?

Essas almas inteligentes aprenderam uma das lições mais grandiosas de suas vidas. Essa gratidão cura um mundo de doenças. Lutar contra o infortúnio com negatividade e desespero conduz somente a mais desespero. A única maneira de vencermos tudo é por meio da gratidão. É tão simples, mas ao mesmo tempo é como a serpente de bronze no deserto para os filhos de Israel. É olhar e viver. Tenha gratidão e viva. Fisicamente e espiritualmente.

Tenha uma vida que esteja cheia de amor em meio a uma tempestade à sua volta. Não viva com medo. Viva com gratidão e o medo desaparecerá.

Eu estava relutante com as redes sociais em março. Desde então, tenho visto muitas emoções positivas e negativas em consequência de escrever no meu blog e de compartilhar nas redes sociais. Mas eu nunca vi qualquer coisa como o que aconteceu no dia 20 de novembro quando um homem da ciência e da fé nos pediu para ser gratos.

Que esta prescrição de sermos mais gratos se torne um hábito saudável que aconteça não só nesta semana.

Fonte: Greg Timble

| Inspiração

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *