Felicidade: Deus não se Esqueceu de Nós

Salvador e uma criança - perspectiva mórmon sobre adoção

Escrito por Jennifer Francis, um membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (“Mórmons”).

O Pai Celestial deseja que sejamos felizes por isso deu o Seu Filho unigênito, Jesus Cristo (João 3:16). Em Doutrina e Convênios, um livro de escrituras modernas dada por revelação, e no Livro de Mórmon, um registro dos assuntos de Deus com os antigos habitantes do continente americano, fala que porque Ele desceu abaixo de todas as coisas, o Salvador sabe exatamente como nos socorrer e nos consolar em nossas enfermidades (Doutrina e Convênios 88:6; Livro de Mórmon: Alma 7:12). Ele não só conhece o caminho para a felicidade, Ele é o Caminho que conduz a ela (João 14:6).

O Presidente Dieter F. Uchtdorf, um apóstolo moderno e segundo conselheiro na Primeira Presidência (o mais alto conselho governativo da igreja), falou recentemente à Sociedade de Socorro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (conhecida também por amigos de outras religiões como a “Igreja Mórmon”). A Sociedade de Socorro é uma das maiores organizações femininas do mundo. O Presidente Uchtdorf inclui a questão da felicidade como um dos tópicos do seu discurso.

“Não se esqueçam de serem felizes agora”, disse Uctdorf. A felicidade não é apenas nosso destino, mas uma condição real e duradoura que faz parte de quem somos do nosso DNA de nossas mitocôndrias. O profeta Joseph Smith disse: “A felicidade é o objetivo e o propósito da nossa existência, e será o seu fim, caso sigamos o caminho que conduz a ela” (History of the Church, 5:134).

Um profeta do Livro de Mórmon chamado Leí resumiu o significado das palavras “alegria” e “oposição”.

Ele diz: “Adão caiu para que os homens existissem; e os homens existem para que tenham alegria” (2 Néfi 2:24-25.). No mesmo capítulo, Leí diz qual o papel e porque existe oposição em todas as coisas. A frase “para que tenham alegria” implica para mim o exercício do arbítrio ou o poder de escolher, sendo a alegria apenas uma consequência.

As incontestáveis evidências pavimentam o caminho para a felicidade, o justo exercício do arbítrio com suas consequências e efeitos, pode ser uma luz para aqueles que estão nas trevas. O apático e o desinteressado podem fazer um exame no coração, e seguir o convite do Salvador, procurando-a tendo a promessa segura de poderem encontra-la (Bíblia Sagrada: Mateus 7:7).

“… Podemos encontrar a felicidade e alegrias até mesmo nos menores passos de nossa jornada”, disse o Presidente Uchtdorf. Ele explica como isso pode ser feito, exortando-nos a viver em estado de alerta. “Não fechem os olhos e o coração para as belezas simples e refinadas dos momentos comuns do cotidiano, que compõem uma vida abundante e bem vivida”.

Presidente Uchtdorf alertou que a felicidade pode ser desperdiçada se nos tornamos muito ansiosos ou melancólicos e tristes esperando que nossa lista de desejos aconteça. Uma pessoa pode ziguezaguear entre a tristeza e a raiva, vivendo graus de frustração, amargura e desesperança. “O problema surge quando deixamos de lado a nossa felicidade e nos dedicamos à espera de um acontecimento futuro — o nosso bilhete dourado”.

Duas amostras de perguntas que devemos evitar fazer são: “Quanto mais devo esperar?” “Quando esse dia chegara?” Nosso Pai Celestial pode nos responder individualmente com uma mensagem de paz em seu próprio tempo, e em sua própria maneira, e de acordo com sua própria vontade (Bíblia Sagrada: Genesis 41:16; D&C 88:68). Assim como uma árvore cortada adoçou as águas amargas para os filhos de Israel no deserto (Êxodo 15:23-25), o Cristo vivo, que já foi sacrificado em uma cruz de madeira, pode fazer com que nossas amargas dificuldades e oposição se tornem doce. O profeta Leí do Livro de Mórmon estava certo, a mortalidade é um casamento adequado entre a felicidade e os desafios, onde as bênçãos são derramadas dos céus fazendo com que a nossa taça matrimonial seja preenchida.

Presidente Uchtdorf disse: “Ao tecer nossa manta de gratidão pelas bênçãos… [que] recebemos”, curamos as feridas causadas pelos momentos desafiadores e nos presenteiam com uma miríade de possibilidades.

Momentos pessoais que tem me ajudado em minha “longa jornada rumo à perfeição”:

Uma resposta a uma oração que veio um pouco de cada vez, através de pessoas diferentes de modo aleatório, ao invés de uma resposta direta. Informações que pareciam desconexas, mas por meio da inspiração do Espirito, dotadas de significado.

As silhuetas em movimento de homens, ferramentas manuais moldando a terra, cores avermelhadas riscando o céu matutino: Uma mudança estética do trabalho.

Minha sobrinha que lê em deitada em sua cama ao lado de Dallas, o pitbull de nariz vermelho da família com apenas 7 meses de idade. Seus olhos estão curiosos e concentrados; seu filhote esta com sono. Ela está sentada em seu estômago com as pernas para cima; Dallas está de costas, com as patas para o ar, a língua caída do lado. A inocência pictórica da jovem adolescente e o amado animal de estimação.

O som de uma lata colocado sobre uma mesa ao lado da minha; eu digo bom dia ao meu querido e muito amado colega de trabalho.

“Eu pensei que todo mundo podia cozinhar”, diz o meu amigo. Uma sequencia de erros culinários: sopa sem caldo; um pequeno incêndio no fogão; um peixe marinado ao limão espetado com um longo garfo de cozinha, tudo isso enquanto estou morrendo de rir.

Assistindo a uma mensagem de vídeo de um amigo no Facebook.

As incontestáveis evidências – um caminho para a felicidade, o exercício adequado do arbítrio com suas consequências – são uma luz para mim, esteja eu sentada no crepúsculo ou na negra noite. Eu aceito de todo o coração o convite do Salvador de procura-la, com a promessa de encontra-la (Bíblia Sagrada: Mateus 7:7).

Eu sou teimosa no meu desejo de ser feliz e com a força do Senhor, eu escolho ser feliz.

Recursos adicionais:

Saiba mais a respeito da felicidade e como decidir ser feliz no site oficial de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Saiba mais sobre o plano de felicidade e salvação de nosso Pai Celestial para todos nós.

| Inspiração

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *