Mensagens de amor e fotos clássicas em homenagem ao Dia dos Pais

O Dia dos Pais é comemorado em diferentes datas ao redor do mundo. Aqui no Brasil, comemoramos no segundo domingo de agosto. Em Portugal, Cabo Verde e Moçambique o ‘Dia do Pai’ é comemorado em 19 de março.

Na Alemanha a data sempre é comemorada numa quinta-feira, 40 dias após a Páscoa. Já nos Estados Unidos e no México, o Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho.

Há algumas semanas, as redes sociais de líderes e autoridades gerais que residem nos Estados Unidos foram preenchidas com fotos antigas e palavras de amor em homenagem a esses verdadeiros super-heróis.

O Presidente Russell M. Nelson disse que, “embora os pais não sejam perfeitos, têm um impacto duradouro em suas famílias”.

A Presidente Geral da Sociedade de Socorro Jean B. Bingham, compartilhou que “um dos melhores presentes que um pai pode dar a seus filhos é saber que ele tem um firme testemunho de Deus e de Sua obra”.

Confira as mensagens compartilhadas abaixo:

Presidente Russell M. Nelson

“Nenhum pai mortal é perfeito. Eu não sou; nem foi meu pai ou meu avô. As escrituras estão repletas de relatos verdadeiros sobre pais amorosos e imperfeitos — porém dedicados — que tentaram fazer o melhor que podiam, incluindo Adão, Moisés, Abraão e outros. Eles foram os melhores homens que já viveram na Terra.
Neste Dia dos Pais, olho com alegria para meus filhos, netos e um número crescente de bisnetos. Tenho um testemunho pessoal do impacto de várias gerações de um pai que ama seus filhos — e que ama a mãe de seus filhos.
Há poucas coisas mais ternas para os filhos do que o exemplo de um pai atencioso. O que os pais dizem e fazem permanece para sempre no coração e na mente dos filhos. Bondade, fidelidade, honestidade, paciência e devoção a Deus, ao país e à família são características que definem um pai virtuoso.
O Dia dos Pais é um dia de alegria para a maioria das pessoas, mas é um dia triste para outras. Com gratidão, cada um de nós pode se comunicar com nosso Pai Celestial em oração. Ele nunca está ausente, mas está sempre presente. Nosso Pai Celestial é perfeitamente amoroso, perfeitamente compreensivo e perfeitamente capaz de nos ajudar a nos erguer para vencermos qualquer desafio que enfrentemos. Neste dia, que O honremos e tentemos seguir Seu exemplo, fazendo o melhor que pudermos, dia após dia.”

Presidente Henry B. Eyring

“Um pai, um bispo ou um companheiro sênior de ensino familiar que mostra confiança em um jovem portador do sacerdócio pode mudar a vida dele. Certa vez, um membro do Quórum dos Doze Apóstolos pediu a meu pai que escrevesse um breve artigo sobre ciência e religião. Meu pai era um cientista famoso e um fiel portador do sacerdócio. Mas ainda me lembro do momento em que ele me entregou o artigo que havia escrito e disse: “Antes de eu enviar isso aos Doze, quero que você o leia. Você saberá se está certo”. Ele era 32 anos mais velho do que eu e imensuravelmente mais sábio e inteligente.
Ainda me sinto fortalecido pela confiança que um excelente pai e homem do sacerdócio depositou em mim. Eu sabia que sua confiança não era em mim, mas em Deus, que poderia e iria me dizer qual era a verdade.”

Presidente M. Russell Ballard

“Neste Dia dos Pais, quero demonstrar meu apreço pelo maravilhoso impacto que os pais exercem na vida de seus filhos e entes queridos. Vocês são heróis para eles de inúmeras maneiras, e suas palavras e seu exemplo são uma grande influência para eles. O termo “pai” também se aplica a avôs, tios, irmãos, figuras paternas e mentores.
Meu pai era um homem brilhante que me ensinou o valor do trabalho árduo. Meu avô, que era apóstolo, tirou um tempo de sua agenda atarefada para me levar ao cinema no meu aniversário de 8 anos. As contínuas ações amorosas deles tiveram um impacto em mim por toda minha vida.
Nenhum pai terreno é perfeito, mas ao nos esforçarmos para dar o melhor de nós, conquistamos a confiança daqueles que nos admiram. Eles buscam nosso conselho e nos motivam a nos esforçarmos para ser pais e homens melhores.
Pais, nós os celebramos hoje e todos os dias por fazerem de seu relacionamento com seus filhos e entes queridos uma prioridade eterna em sua vida.”

Élder Jeffrey R. Holland

“Hoje, quero reconhecer os pais onde quer que estejam no mundo. A palavra “pai” é sagrada no vocabulário do evangelho e é repetida desde nossa infância até nossa velhice, em todas as súplicas que fazemos em espírito de oração.
Como pais mortais, precisamos tentar tratar nossos filhos como nosso Pai Celestial nos trata. Quando eles compartilham conosco suas “súplicas” ou até quando nos decepcionam, nunca devemos desistir deles. Devemos continuar tentando, continuar buscando, continuar orando, continuar ouvindo. Devemos mantê-los ao alcance de nossos braços.
Meu amado pai teve um ataque cardíaco durante a época do Natal de 1976 do qual nunca se recuperou. Ele amava dar presentes, e eu fiquei arrasado com esse problema de saúde que ironicamente surgiu durante a época do Natal. Foi então que percebi que meu outro Pai, nosso Pai Celestial — não apenas figurativamente, mas literalmente — nos deu o maior de todos os presentes, ao oferecer a vida e a Expiação de Seu Filho Unigênito.
Não posso imaginar a dor que o Pai sentiu. Foi, no mínimo, uma dor incompreensível. Isso deve ajudar todos os pais terrenos a se lembrarem que pode haver alguma dor envolvida no processo de sermos os pais exemplares que devemos ser.
Pais, saibam que vocês são amados e admirados. Saibam que vocês são cruciais para o grande plano de salvação e que são cruciais para a força e a estabilidade de sua família. Seu exemplo pode manter seus filhos perto de vocês e do evangelho. Eles podem se sentir inclinados a se afastar por conta própria. Cumprir seus próprios convênios é a melhor coisa que vocês podem fazer por qualquer filho ao incentivá-lo a cumprir convênios.”

Dieter F. Utchdorf

“Já se passaram 61 anos desde que fiz meu primeiro voo solo em um avião Piper Cub quando era um jovem piloto, ao iniciar meu serviço militar na Alemanha. Um ano mais tarde, fiz meu primeiro voo solo em um avião a jato no Texas. Eu me senti como um piloto de verdade da Força Aérea. Seis décadas parece ser muito tempo, mas sinto como se isso tivesse acontecido ontem. Recentemente, Harriet e eu visitamos um museu de aviação em Utah. Tiramos uma foto em frente a um avião que pilotei durante meu treinamento na Alemanha há muitos anos.
Para vocês, jovens, pensar hoje no que vai acontecer daqui 60 anos pode parecer uma eternidade; mas, prometo-lhes que ao progredirem na vida nesta linda Terra, vocês vão perceber o quão curta sua vida realmente é, quando comparada à nossa existência eterna. A vida não se inicia quando nascemos e não termina quando morremos. Temos uma perspectiva eterna inimaginável.
É importante ver a vida como uma trajetória e, ao progredirmos em nossa jornada, aprenderemos com as coisas que fazemos — tanto certas como erradas — e sempre poderemos ajustar nosso percurso, mesmo que seja apenas alguns metros.
Quer pensemos sobre quem tentamos nos tornar nos últimos seis ou 60 anos, ou sobre o que aprendemos nos últimos 60 minutos, é por meio da graça de Deus — e por meio da Expiação de nosso Salvador Jesus Cristo — que sempre podemos mudar para melhor e nos aproximarmos de Deus e de nosso destino celestial.”

David A. Bednar

Hoje, gostaria de expressar gratidão pelo maravilhoso exemplo de dois grandes homens e pais que influenciaram minha vida de maneira positiva.

Meu pai, que não era membro da Igreja na época, ajudou-me quando eu era jovem, mais do que qualquer outra pessoa, a me preparar para receber o sacerdócio. Certo domingo, suas perguntas sinceras me ajudaram a pensar sobre o que realmente significava possuir e exercer o santo sacerdócio e representar o Salvador. Nunca me esqueci das lições que aprendi com ele naquela tarde de domingo e desejava sempre ser um bom exemplo para ele.
Anos mais tarde, meu pai se batizou e, no devido momento, tive a oportunidade de lhe conferir o Sacerdócio Aarônico e o de Melquisedeque. Uma das melhores experiências da minha vida foi ver meu pai receber a autoridade e, por fim, o poder do sacerdócio.
O pai da irmã Bednar é um exemplo extraordinário de honestidade e integridade. Sua fé em Jesus Cristo abençoou muitas pessoas ao servir humildemente em seu lar, na Igreja e em sua comunidade. Eu o amo e sempre aprecio seu incentivo e apoio.
Esses grandes homens influenciaram minha vida de maneira poderosa, e o exemplo deles ajuda a guiar minhas decisões.
Feliz Dia dos Pais para os bons homens de todos os lugares que se esforçam para colocar sua família em primeiro lugar e cumprir suas sagradas responsabilidades como pais. Vocês são líderes, professores e provedores da família que o Pai Celestial lhes confiou para guiar nos caminhos da retidão.
Vocês são valiosos e amados.”

Élder Quentin L. Cook

Quando nossos filhos eram pequenos, minha esposa, Mary, e eu decidimos seguir uma tradição que me foi ensinada por meu maravilhoso pai quando eu era criança. Ele conversava conosco individualmente para nos ajudar a estabelecer metas em vários aspectos de nossa vida e depois nos ensinava como a Igreja, a escola e as atividades extracurriculares nos ajudariam a alcançar essas metas.

Quando nosso filho Larry tinha cinco anos, perguntei-lhe o que queria ser quando crescesse. Ele disse que queria ser médico, como seu tio Joe. Continuei, dizendo a Larry como todas as coisas boas que estava fazendo iriam ajudá-lo a se preparar para ser tornar um médico.
Vários meses depois, perguntei-lhe novamente o que gostaria de ser. Dessa vez ele disse que queria ser um piloto de avião. Não havia problema em mudar a meta, por isso expliquei a ele como suas várias atividades iriam ajudá-lo a atingir essa meta. Perguntei a Larry o que o havia feito querer mudar sua meta.
Ele respondeu: “Ainda gosto da ideia de ser médico, mas vi que tio Joe trabalha nas manhãs de sábado e não quero perder os desenhos de sábado na televisão”.
Valorizo muito esse momento como pai. Acredito que ser pai é uma das maiores bênçãos na vida. Também é uma bênção poder dizer que tive um pai maravilhoso e motivador de quem aprendi muito. Ele era um homem incrível e foi um grande exemplo para mim de como ser um marido gentil e um pai atento. Sou tão grato por sua influência em minha vida.”

Élder Gerrit W. Gong

Os pais são uma dádiva de Deus. Meu pai, que serviu durante muitos anos como patriarca na Igreja, era um homem espiritual e caridoso e um pai maravilhoso.

Sei que alguns de nós têm um relacionamento limitado com nosso pai — o que, muitas vezes, não é culpa nossa. Alguns pais são ausentes. Ou pode haver outras razões relacionadas aos pais que tornam o Dia dos Pais difícil para você.
Independentemente de nosso relacionamento com nosso pai terreno, cada um de nós tem um Pai Celestial. Ele nos conhece pelo nome e nos ama individualmente. Lembre-se sempre de que você pode recorrer a Ele quando precisar de consolo. Nosso Pai Celestial ama você eternamente e sempre estará ao seu lado.”

Presidente Jean B. Bingham

“O apelido do meu pai, quase desde o nascimento, era Rowdy (bagunceiro). Não porque essa fosse sua personalidade, mas sua mãe simplesmente gostava desse nome. Como pai, ele também não era “bagunceiro”. Em vez disso, ele era quieto e firme, mas sabia como se divertir. Depois de uma mensagem na noite familiar, ele podia ser vista nos dando um “passeio a cavalo”, fingindo ser um bailarino tentando fazer um arabesco com seus longos membros ou lendo uma história em francês com tal expressão que, embora não entendêssemos as palavras, ficávamos encantados.

Como pai, ele deu a suas sete filhas e dois filhos uma ampla variedade de experiências que nos fizeram valorizar as contribuições e desafios de outras pessoas. E ele construiu nossa confiança combinando altas expectativas com a garantia de que poderíamos realizar tudo pelo que estivéssemos dispostos a trabalhar.

Acima de tudo, sabíamos, sem qualquer dúvida, que ele tinha um testemunho da veracidade do evangelho restaurado de Jesus Cristo. Lembro-me de ouvi-lo orar enquanto nossa família se ajoelhava e de ter tanta certeza de que havia um visitante celestial parado na sala que dava uma espiada. Quando eu tinha dúvidas sobre o evangelho, poderia levá-las a ele e saber que não apenas seria ouvida, mas ele reservaria um tempo para discutir minhas preocupações e me ajudar a encontrar uma resposta.

Estudos mostram, e a experiência pessoal afirma, que os pais têm uma influência poderosa na fé dos filhos. Um dos melhores presentes que um pai pode dar a seus filhos é saber que ele tem um firme testemunho de Deus e de Sua obra, que o tem ajudado em seus próprios desafios, e que um testemunho pode fazer o mesmo por cada um deles também.

Muito obrigado aos pais que compartilham seu testemunho das verdades eternas com amor e segurança!”

Irmã Sharon Eubank

“Esta tela do zoom chamou minha atenção quando eu estava participando das instruções de liderança para a Área Central da América do Norte. Tiffany Hutchinson é segunda conselheira da Sociedade de Socorro na Ala Meeteetse, Wyoming. Ela estava fazendo as tarefas da fazenda enquanto o marido estava movendo as vacas e conectado à reunião do zoom no campo. Isso me lembrou de que nossos chamados estão conosco ao realizarmos nosso trabalho diário, não apenas como um chapéu que usamos aos domingos. Ensinamos, aprendemos, ministramos e lideramos pelo exemplo em qualquer lugar. Tiffany me escreveu mais tarde para dizer: “Temos quatro meninos ferozes entre 3 e 9 anos de idade. Com a rotina do jantar e da hora de dormir em uma noite escolar, a vida é mesmo uma loucura! Mas nossas prioridades são com o Senhor. Tudo o que temos devemos a Ele e o mínimo que podemos fazer é cumprir nossos chamados da melhor maneira possível”. Envio profunda e sincera gratidão a todos os que fazem malabarismos com a vida, a família e os chamados, e cumprem suas prioridades com o Senhor. Vocês são os milagres da Igreja.”

Presidente Camille N. Johnson

“Minha nora me enviou este vídeo do meu filho cortando a grama no início da primavera com sua filha Goldie nas costas! Ela insistiu em ajudar o pai a cortar a grama, então meu filho a colocou nas costas. Tenho certeza de que era mais trabalhoso para ele fazer a tarefa dessa maneira, mas Goldie adorou!

Os pais… têm a oportunidade única de transformar tarefas comuns em momentos memoráveis que ajudam os filhos a se sentirem amados, valorizados e incluídos. Obrigado aos nossos queridos pais por criarem este tipo de memórias valiosas! Feliz dia dos pais!”

Irmã Susan H. Porter

“Meu pai era imigrante. Ele deixou a Alemanha ainda jovem, pouco antes do início da Segunda Guerra Mundial, acabou se reunindo com sua família e se mudou para Long Island, Nova York. Hans conseguiu, por meio da generosidade de outras pessoas e de seu próprio trabalho árduo, obter uma boa educação. Ele conheceu e se casou com minha mãe, membro da Igreja há muito tempo, e juntos criaram a família perto de Corning, Nova York, onde meu pai trabalhava como químico pesquisador. Meu pai me proporcionou muito! Ele era trabalhador, honesto e incentivou os cinco filhos a desenvolver nossos talentos e estudar. Ele nos ajudou com nosso dever de casa, especialmente química e matemática! Sou muito grato por sua influência em minha vida.

Havia algumas coisas que meu pai não podia nos dar, porque ele não era membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. No entanto, fomos muito abençoados por fazer parte de um ramo. O irmão Duke, um querido amigo da família e membro de nosso ramo, batizou-nos e confirmou-nos membros da Igreja. Outras figuras paternas abençoaram nossa vida como mestres familiares, líderes e amigos. Sou grata por cada um deles.

Meu marido, Bruce, foi um pai amoroso e justo, dando muito a nossos filhos, inclusive ensinando-lhes o evangelho e se esforçando para exemplificá-lo em sua vida.

Meu Pai Celestial preencheu as necessidades que nenhum pai terreno ou figura paterna poderia. Recorri a Ele em busca de ajuda e recebi consolo, orientação, inspiração e força de Suas mãos. Comemoro com você neste Dia dos Pais por ter um Pai Celestial!

Sou profundamente grata pelos pais e figuras paternas que abençoaram minha vida.

O que você aprendeu com os pais e as figuras paternas em sua vida?”

Irmã Amy A. Wright

Um dia desses, fiquei pensando sobre o relacionamento sagrado que tenho com meu Pai Celestial como uma de Suas filhas amadas. Fiquei me perguntando como era esse relacionamento na existência pré-mortal. Será que Ele me deu uma bênção paterna antes de eu vir à Terra? Como o pai Leí da antiguidade, será que Ele prestou um testemunho puro e me deu conselhos específicos sobre os desafios que eu poderia enfrentar? Será que externou amor, fé e confiança em minha capacidade de enfrentar as provações na Terra com segurança? Será que Ele aproveitou todas as oportunidades de testificar sobre a divindade, a capacidade e a nobreza de meu Irmão Mais Velho, Seu Filho Unigênito, e admoestou-me a segui-Lo e dar ouvidos às Suas palavras? Será que me abraçou amorosamente ao me ensinar sobre o arrependimento e o perdão, por saber que eu cometeria erros?

Como todos passamos por um véu de esquecimento quando chegamos à Terra, não me lembro do relacionamento que tínhamos antes e, ainda assim, ao orar a Ele, eu me sinto totalmente em casa e segura. São conversas sagradas nas quais me sinto acolhida. Estão repletas do amor mais puro e profundo que já senti na vida. Foi então que lembrei que conheço meu Pai Celestial por conhecer Seu Filho.
Como sou grata por meu Salvador, Jesus Cristo. Graças a Ele, todos os dias são o Dia dos Pais e, por meio Dele, posso buscar orientação e direção de um Pai Celestial amoroso e vivo que me conhece pessoalmente e me ama perfeitamente. Feliz Dia dos Pais!”

Presidente Bonnie H. Cordon

“Eu tenho o MELHOR pai.

Agora ele está no céu, o que ainda é um pouco surreal de se dizer. Eu sei que ele está lá trabalhando e trabalhando duro, mas o que é esse “ótimo trabalho” com que todos estão tão ocupados em ambos os lados do véu?

Papai me ensinou gentilmente sobre meus pais celestiais, meu valor divino e destino eterno. No início eu conhecia essas verdades porque ele as conhecia, e então eu soube porque era verdade.

Enquanto me perguntava que “grande trabalho” testemunhei e, refletia sobre meu pai, percebi uma verdade eterna: éramos nós, as crianças, éramos seu grande trabalho. Ele foi capaz de ver que eu tive um começo e ele estava lá para me dar um meio, mas minha jornada continuaria para sempre. Ele viu que seu grande trabalho era nos conduzir ao nosso grande trabalho.

O Élder Neil L. Andersen testificou recentemente que “sua própria jornada pessoal como filhos de Deus não começou quando o primeiro fôlego de ar entrou em seus pulmões nesta Terra nem terminará quando vocês derem seu último suspiro na mortalidade” (Conferência Geral, abril de 2021).

Papai fez o melhor trabalho emulando exatamente o que o Pai está fazendo. NÓS somos todos SEU ‘ótimo trabalho’.”

Michelle D. Craig

“Eu estava com medo e doente — era uma nova missionária servindo na República Dominicana e estava hospitalizada com uma infecção renal. Não queria voltar para casa, mas me lembro de desejar que minha família soubesse onde eu estava para que pudesse orar por mim. De repente, percebi que o telefone estava tocando. Atendi o telefone hesitantemente e ouvi a voz de meu pai. Não podia acreditar — como ele sabia onde eu estava? Como ele sabia que precisava me ligar?

Bem, ele não sabia, mas o Espírito Santo sabia.
Meu pai tinha recebido fortes impressões de que eu estava doente e que precisava de consolo. Com a ajuda do escritório da missão e de um vizinho que falava espanhol, ele conseguiu me localizar. Os pais sempre encontram suas filhas
Com frequência reflito sobre essa experiência — um pai terreno estendendo a mão em um momento de necessidade, para me assegurar de que eu era amada, que estavam orando por mim, que eu não estava sozinha e que tudo ficaria bem. Mas tive que atender o telefone para me conectar com Ele! Assim como somos amadas e estimadas por pais e figuras paternas nesta vida, sei que somos amadas e estimadas por nosso Pai Celestial — sendo quem somos agora e em quem poderemos nos tornar. Sei que esta é uma das maravilhosas verdades da eternidade. Ele está pronto para nos receber de braços abertos. Ao aceitarmos Seus convites (feitos por profetas e apóstolos antigos e modernos), podemos ouvir Sua voz e saber de modo pessoal que somos amadas, que não estamos sozinhas e que tudo ficará bem.”

Becky Craven

“Em 31 de março de 2018, entrei em meu novo escritório no prédio da Sociedade de Socorro depois de ser apoiada como segunda conselheira na presidência geral das Moças. Olhei ao redor da sala que seria meu espaço de trabalho pelos próximos cinco anos. Sentimentos de entusiasmo foram absorvidos por pensamentos de inadequação e um pouco de medo. Sentei-me em uma cadeira desconhecida colocada atrás da mesa que pertencera à irmã Neill Marriott até o dia anterior, e desejava que ela estivesse ali para me aconselhar e me ajudar a encontrar meu caminho neste novo chamado. Eu a amava e a admirava (ainda a amo e admiro até hoje!) — ela é uma heroína em nossa casa!
Enquanto mexia nas gavetas, fiquei me perguntando como foi o processo para eu ser escolhida para me sentar na cadeira dela. Quando abri a gaveta de lápis, encontrei um bilhete simples escrito à mão por ela: “Olá querida irmã! Embora eu ainda não saiba quem estará sentada à esta mesa, saiba que estou orando por você e enviando-lhe meu amor”. Ela até desenhou um coração e um rosto sorridente! O bilhete não era sofisticado, mas era exatamente o que eu precisava ouvir de alguém que sabia exatamente como me sentia naquele momento. Suas palavras simples de amor e apoio estão emolduradas sobre a mesa que agora compartilhamos. Eu as leio todos os dias e tiro delas fé, coragem e amor. Espero servir melhor ao próximo de maneiras simples, como a irmã Marriott fez por mim. Tenho certeza de que ela não pensou muito sobre o bilhete que deixou na gaveta da escrivaninha há pouco mais de três anos, mas eu penso nele todos os dias. Servir pode ser algo muito simples.”
Fonte: LDS Living

 

| Inspiração

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *