Ela leu o Livro de Mórmon para provar que as pessoas estavam erradas e sua vida mudou

Quando Calyann Barnett começou a ler o Livro de Mórmon, ela encheu as páginas de sua cópia com evidências de que o livro não era verdadeiro.

Isso continuou até que um dia ela sentiu uma voz que a levaria a uma decisão de mudança de vida. Essa voz lhe disse: “Você pode acreditar ou pode continuar cética.”

Um novo vídeo da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias compartilha a história de Barnett.

Barnett trabalha como estilista de celebridades para atletas. Um dia, quando estava em um evento com o seu cliente da NBA, Dwayne Wade, ela reparou num colega que não estava bebendo.

Quando Barnett perguntou ao seu colega Clarke Miyasaki (Diretor de Crescimento da Stance Socks), por que ele não bebia, ele explicou um pouco sobre sua fé e crenças.

Apesar de Barnett achar o estilo de vida de Miyasaki interessante, demorou um tempo até sentir fortemente que precisava mudar sua vida.

Ela parou de beber e, alguns meses depois, ela perguntou a Miyasaki mais sobre sua fé. Miyasaki compartilhou a história do Livro de Mórmon, e a resposta de Barnett não foi exatamente o que ele esperava.

“Ela olhou para mim e disse: ‘é a coisa mais estúpida que já ouvi'”. Eu disse: ‘Bem, isso não correu como eu planejei’”, disse Miyasaki no vídeo.

Barnett ficou muito intrigada sobre como uma pessoa como Miyasaki acreditava na história das placas de ouro, então ela decidiu que iria provar que ele estava errado ao ler o Livro de Mórmon.

Quando começou a ler, ela enviava suas perguntas para Miyasaki. Uma das suas maiores preocupações era que alguns texto do livro pareciam racistas.

“A parte de trás do meu livro… está cheia de anotações como ‘a maldição da pele escura e ‘sua pele tornou-se branca'”, disse Barnett.

“E então eu estava discutindo com ele, eu estava tipo, ‘como pode haver uma religião e fé em Deus, mas ainda haver tanto texto nela que parece que você está alienando um grupo inteiro de pessoas? Para mim, como negra, você está dizendo que eu sou amaldiçoada.”

Mas então ela continuou lendo e se deparou com 2 Néfi 26:33: “E convida todos a virem a ele e a participarem de sua bondade; e não repudia quem quer que o procure, negro e branco, escravo e livre, homem e mulher; e lembra-se dos pagãos; e todos são iguais perante Deus, tanto judeus como gentios.”

“Aquele foi um momento de descoberta.” Deus ama a todos – não importa quem você é, não importa o que você é, não importa o que você fez – Deus ama a todos”, disse Barnett.

Ela continuou lendo e sentiu uma voz dizendo que ela tinha uma decisão, “você pode acreditar ou você pode continuar cética.” Através do Livro de Mórmon, ela recebeu um testemunho de que “Jesus é real”, e decidiu acreditar e acabou sendo batizada.

Barnett termina o vídeo com um convite para que outros leiam O Livro de Mórmon.

“Escolham apenas alguns capítulos”, disse ela. “Basta começar a ler, e tenho certeza de que haverá algo que vai falar com você, que vai ajudar a reafirmar, ajudar a confirmar, que é verdade. E Deus ama você. Ele está aqui por você. Acredite e veja o que acontece.”

Fonte: LDS Living

| Inspiração

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *