Eu sou solteiro. E sou membro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Posso dizer com segurança que a Igreja é um lugar para todas as pessoas, inclusive os solteiros.

Os solteiros podem participar de tudo na Igreja. Podem ir ao Templo, exercer chamados, inclusive de liderança. Os instituto e muitas outras atividades estão disponíveis para os solteiros.

As escrituras não mencionam nada sobre se Jesus Cristo foi ou não casado. Ainda que fosse, a maior parte da vida dele foi certamente como solteiro. Vários profetas e santos nas escrituras eram solteiros quando realizaram coisas incríveis. Recordo apenas alguns: Néfi, quando foi buscar as placas de Latão, Davi quando derrotou Golias e Maria quando recebeu a mensagem de que seria a mãe do Filho de Deus.

Esses personagens eram solteiros, mas não sozinhos. Sua principal companhia era o Espírito de Deus, que os auxiliou a realizar coisas maravilhosas. O mesmo se dá com os solteiros hoje.

Ser solteiro na Igreja é normal

O Presidente James E. Faust, comentou certa vez:

“Lembre-se de que todos nós já fomos solteiros, somos solteiros agora ou, em algum momento, podemos voltar a ser solteiros; portanto, ser solteiro na Igreja não é um fato extraordinário.”

Então ele acrescentou:

“É fácil rotular alguém como solteiro e depois não ver nada além do rótulo. Os solteiros são pessoas e devem ser tratados como tal. Nem todos são solteiros por vontade própria. Como disse o salmista, sejamos “pai de órfãos” e lembremos que “Deus faz que o solitário viva em família” (Salmos 68:5–6). Todos pertencemos à família de Deus e um dia voltaremos à presença Dele, para as mansões que Ele preparou para todos os Seus filhos.”

A pressão para casar

Os solteiros que vivem o evangelho desejam casar e constituir família. Eles entendem o valor do casamento, e sabem que o Plano de Deus inclui uma família eterna. Existem vários motivos para um solteiro na Igreja não casar. Muitas vezes esses motivos não são aparentes, nem para a própria pessoa solteira – e alguns deles independem da própria pessoa. Muitos solteiros se angustiam por não entenderem o motivo de ainda não estarem casados, sendo que possuem esse desejo e procuram observar os mandamentos da melhor maneira possível.

Existe, portanto, uma pressão emocional muito grande no interior de cada solteiro na Igreja que deseja formar uma família eterna.

Tal pressão se intensifica com a pressão externa. Bons familiares, líderes e amigos da Igreja incentivam os solteiros a namorar e casar. Tais incentivos, ainda que bem intencionados às vezes geram desconforto, tristeza e decepção ao solteiro. Nunca é adequado comparar uma pessoa com outra ou sugerir que o solteiro não se casa por ser exigente demais.

Seja lá qual o motivo pelo qual alguém desejoso de casar não se casa, nunca é sensato apontar defeitos ou fazer comparações. Cada pessoa é diferente, e vive em circunstancias diferentes. Os solteiros precisam de amor.

Quando aos solteiros que se sentem pressionados, o Presidente Boyd K. Packer disse:

“Falamos muito sobre famílias. Às vezes, com amargura, vocês terão vontade de dizer: ‘Fala-se tanto a respeito de famílias, mas eu não tenho família…’ parem por aí! Não acrescentem a próxima frase: ‘Gostaria que parassem de falar tanto a respeito de famílias’. Orem para que continuemos a falar sobre famílias; sobre pais, mães e filhos e noite familiar, casamento no templo e companheiros eternos e tudo o mais, porque tudo isso será seu. Se pararmos de falar nessas coisas, então vocês, mais do que todos, sairão perdendo com isso”. (Conferência da AIM do Sacerdócio de Melquisedeque, junho de 1973; citado por James E. Faust, “Happiness Is Having a Father Who Cares”, Ensign, janeiro de 1974, p. 23.)

Assim, uma maneira de lidar com a pressão de casar não é se ofendendo com as pessoas ou afastando-se dos convênios. Devemos continuar a orar e aprender a doutrina da família eterna, com esperança de que um dia essas serão nossas bênçãos.

O tempo de Deus

O tempo de Deus não é o nosso tempo. Os caminhos Dele não são os nossos caminhos. Ele sabe o que é melhor para nós. Se guardarmos os mandamentos como solteiros um dia mereceremos as bênçãos de uma união eterna.

Alguns se preocupam por estarem envelhecendo. Essa preocupação não faz sentido se você desenvolver uma fé vigorosa. Abraão tinha 100 anos quando se tornou pai de Isaque. Seu filho Isaque tinha 40 anos quando se casou. A sister Kristen Oaks, esposa do Presidente Dalllin H. Oaks, tinha mais de 50 anos quando se casou. Ela se considera uma “recordista mundial”! Ela, de fato, esperou longo tempo, guardando os mandamentos e sofrendo com a pressão emocional, espiritual, física e social de ser uma mulher solteira na Igreja. Mas por fim, casou!

Ela disse que se perguntava se estava fazendo algo errado para adiar as belas bênçãos prometidas a ela em sua bênção patriarcal.

“Eu tinha 53 anos para fazer isso. Nada estava acontecendo. Eu estava começando a pensar que minhas orações não estavam respondidas.

Mas ela teve um despertar espiritual e começou a perceber que cada momento era precioso e que ela estava preparando o terreno para coisas melhores. Ela disse ao Senhor, “no entanto, Ele queria me usar para construir o Seu reino, eu aceitaria”. Mudando seu comportamento, ela começou a passar menos tempo sozinha no computador e mais envolvida nas atividades da ala. Ela mudou seu estudo das escrituras, concentrou suas orações em uma perspectiva eterna e procurou oportunidades de servir e ministrar.

“Minha pergunta original foi: ‘Estou fazendo algo errado?’ Eu aprendi que essa é a pergunta errada”, disse ela. Suas orações, estudo das escrituras e comportamento começaram a refletir uma pergunta diferente: “O que mais posso fazer que está certo?”

A irmã Oaks disse que os santos dos últimos dias devem ter compaixão.

“Como membros da Igreja, temos que ter cuidado para não julgarmos uns aos outros e suspendermos quaisquer premissas anteriormente mantidas que possam prejudicar nossa capacidade de aceitar uns aos outros em qualquer nível.”

Deus espera que tenhamos fé e determinação suficientes e confiemos Nele para continuar nos movendo, vivendo e nos regozijando. Ele espera que nós não simplesmente encaremos o futuro, mas o aceitemos e o façamos bonito. Ele está esperando ansiosamente pela chance de responder às suas orações. ” (“Sister Oaks Shares Personal Experience to Encourage Single Members to Stay Positive, Faithful”, Church News – 18 Jan 2019)

um apóstolo

Conclusão

Como solteiros podemos decidir seguir a Deus e seu Evangelho sempre, com fé de que as promessas se cumprirão. Ao obedecermos todos os mandamentos podemos fazer uma contribuição significativa e no devido tempo ter a oportunidade de encontrar alguém especial para dividir experiências, amor e fé.

Todos que forem fiéis se casarão. O Presidente Howard W. Hunter disse:

“Esta é a Igreja de Jesus Cristo, não a igreja de casados ou solteiros, ou de qualquer outro grupo ou indivíduo. (…)

As promessas dos profetas de Deus sempre mostraram que o Senhor Se preocupa com vocês; se forem fiéis, receberão todas as bênçãos. O fato de não serem casados ou não terem uma família nesta vida é uma condição temporária, e a eternidade é um longo tempo. O Presidente Benson lembrou-nos de que “o tempo só conta para o homem. Deus tem em mente uma perspectiva eterna” (A Liahona, agosto de 1990, p. 41). Preencham sua vida com atividades dignas e significativas.” (Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: Howard W. Hunter, Capítulo 16)

O Presidente Faust concluiu:

“Ser solteiro não significa que você deva desistir de ser feliz. O Presidente Harold B. Lee (1899–1973) disse, certa vez: “A felicidade não depende do que acontece fora de você, mas do que acontece dentro de você. Ela depende da maneira como você encara os problemas da vida”. (“Boas vindas a todos os solteiros”, A Liahona, Agosto de 2017).