A Sérvia jogará com o Brasil nesta Quarta-feira, dia 27 de Junho de 2018 pelos jogos da Copa do Mundo. Mas o que você sabe sobre esse país?

A Sérvia, oficialmente República da Sérvia (se preferir em sérvio: Република Србија), é um país europeu. A capital é Belgrado, localizado no sudeste da Europa, na região balcânica. Faz fronteira a sudoeste com Montenegro, país do qual se separou em 2006, a oeste com a Bósnia e Herzegovina, a noroeste com a Croácia, ao sul com a Macedônia e com a Albânia, ao leste com a Romênia e com a Bulgária e ao norte com a Hungria. Após a ocupação militar estrangeira e de eventos que foram considerados como uma limpeza étnica levada a cabo contra a população sérvia mediante a expulsão e a eliminação física, o poder político albanês instalado no Kosovo, proclamou unilateralmente a independência da província, no sul, em 17 de Fevereiro de 2008, como República do Kosovo, mas o governo sérvio, tal como o russo, o espanhol e outros, não a reconhece, reivindicando-a como Província Autónoma de Kosovo e Metohija.

É uma ex-república iugoslava tendo integrado, até Junho de 2006, uma confederação com Montenegro denominada Sérvia e Montenegro. No dia 5 de junho do mesmo ano, a Sérvia declarou sua independência, 2 dias após Montenegro ter feito o mesmo. No entanto, a Sérvia foi reconhecida como o estado sucessor da união, que por sua vez sucedia a República Federal da Jugoslávia. Em 22 de Dezembro de 2009 a Sérvia apresentou a candidatura oficial de adesão à União Europeia.

Desde o fim da Primeira Guerra Mundial, a Sérvia tem sido a fundadora da maioria dos Estados eslavos meridionais, que pertenciam originalmente ao Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos (rebatizado mais tarde de Reino da Iugoslávia. Fez parte da então República Socialista Federativa da Iugoslávia, da República Federal da Jugoslávia e da União de Estado da Sérvia e Montenegro. Após um referendo em Montenegro, em 2006, o estado federal foi dissolvido e a República da Sérvia, com base na carta constitucional, reconheceu a independência de Montenegro em 5 de Junho daquele ano.

A Sérvia possui duas províncias autônomas: Voivodina e Kosovo e Metohija. Desde o bombardeio da OTAN na Jugoslávia, em 1999, Kosovo e Metohija está sob ocupação da Organização das Nações Unidas. Instituições provisórias de Auto-Governo do Kosovo, onde os albaneses compõem a maioria étnica, se iniciaram em 17 de Fevereiro de 2008, sob forte protesto da Sérvia, que não reconhece a independência do Kosovo nem a declaração ilegal de soberania, usando como base a sua própria constituição, além da Resolução 1244 do Conselho de Segurança das Nações Unidas. A situação de conflito entre o governo sérvio e o poder instalado no Kosovo ainda se estende, e vários países se posicionaram sobre o feito.

A República da Sérvia é membro da Organização das Nações Unidas (ONU), do Conselho da Europa, da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), da Parceria para a Paz e da Organização de Cooperação Econômica do Mar Negro. É, também, um candidato oficial à adesão à União Europeia (UE), além de ser um país militarmente neutro, e tem o estatuto de observador na Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC).

Religiões

Você sabia que a maior igreja ortodoxa do mundo fica na Sérvia? Sim, isso mesmo. A Catedral de São Sava, fica em Belgrado (capital do país) e é a maior igreja ortodoxa do mundo!

São Sava, foi o primeiro arcebispo* da Sérvia (1219-1233) e também um dos santos mais importantes da Igreja Ortodoxa Sérvia, da qual é considerado fundador. É filho de Estêvão Nêmania, fundador do estado medieval sérvio e irmão do primeiro rei da Sérvia.

Segundo a constituição sérvia, o estado é secular, e garante a liberdade religiosa. Cerca de 6 milhões de sérvios se declaram cristãos ortodoxos (84,5% da população). A Igreja Ortodoxa Sérvia é a mais tradicional instituição religiosa do país. O resto da população se divide entre católicos romanos (6%), muçulmanos (3%), protestantes (1%), dentre outras denominações religiosas. Cerca de 110 mil sérvios se declaram ateus, ou agnósticos (1,2% da população).

Sérvia nas copas do mundo

A Seleção Sérvia de Futebol representa a Sérvia em competições internacionais desde a dissolução de Sérvia e Montenegro, em 2006.

Sucessora natural da Seleção Servo-Montenegrina de Futebol, que, por sua vez, já era sucessora da Seleção Iugoslava de Futebol. Na Copa de 2010, primeira copa disputada como nação independente, não correspondeu às expectativas e foi eliminada na primeira fase. Mas o time surpreendeu a todos quando aplicou uma vitória de 1 a 0 na forte Seleção Alemã de Futebol. Em 2014, durante as Eliminatórias para a Eurocopa 2016,a Sérvia e a Seleção Albanesa de Futebol protagonizaram um episódio controverso de violência no futebol.O jogo teve que ser cancelado enquanto a Sérvia fazia 3 a 0 na Albânia.No dia seguinte,a FIFA concedeu três pontos a Albânia.Como forma de punição,o jogo seguinte entre as duas equipes (Sérvia 2X1 Albânia)teve estádio fechado e sem público.

Sua maior vitória foi contra a Alemanha na Copa do Mundo FIFA de 2010 por 1×0 na fase de grupos, com gol de Milan Jovanovic. Mas, como havia perdido para  Gana por 1×0 e para a Austrália por 2×1, a seleção foi eliminada.

Em 2014 não foi classificada para a Copa do Mundo.

Nos jogos da Copa do Mundo na Rússia, a Sérvia jogou contra a Costa Rica no dia 17 e ganhou de 1 a 0. No dia 22 jogou contra a Suíça e perdeu de 2 a 1. E hoje, joga com o Brasil no estádio Spartak (ou Otkrytie Arena), em Moscou.

Hino Nacional da Sérvia

Como o idioma sérvio não é tão fácil para nós, talvez nunca tenhamos interesse em saber o que ele diz. Quer descobrir?

O atual hino nacional da República da Sérvia, cujo título oficial é “Боже правде”, em alfabeto latino Bože pravde (Ó, Deus de justiça) foi composto em 1872 por Davorin Jenko (melodia) e Jovan Đorđević (letra).

Para ouvir o hino nacional da Sérvia, clique aqui e acompanhe (ou tente) a letra que se segue:

Deus Justo
Tu que nos salvaste da ruina até agora
Ouve as nossas vozes
e sejas a nossa salvação, agora também
Com a Tua mão poderosa guia e protege
o barco do futuro da Sérvia
Deus ajude e salve o povo sérvio e suas terras
Una a nossa querida irmandade
na construção gloriosa do país
A nossa unidade fará a derrota do Diabo
e será a nossa melhor arma
Que os frutos dourados brilhem
Da árvore da unidade sérvia
Deus ajude e salve o povo sérvio e suas terras
Senhor! Afasta de nós Tua vingança,
Trovão de Tua temida ira;
Abençoa cada cidade e vila,
Montanha, prado, coração e torre sérvios
Quando a nossa gente avançar em direção à batalha
Guia-nos até a vitória
Deus ajude e salve o povo sérvio e suas terras
Depois da escuridão
aparece a luz
e do desespero da mais cruel escravidão
A Sérvia mais uma vez renasce
Protege a nossa pátria
fruto da luta de cinco séculos
Deus ajude e salve-nos
Assim roga o povo sérvio.

Ao que nos parece o povo sérvio é um povo de fé!

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na Sérvia

Mischa Markow foi o primeiro missionário SUD a trabalhar na Sérvia. Chegou a Beograd em Maio de 1899. Forças de oposição logo se voltaram contra ele e Markow foi banido para a Hungria em Junho de 1899 sem batizar ninguém.

O presidente da Missão Checoslovaca, Arthur Gaeth, visitou Belgrado em Agosto de 1934, onde havia dois membros da Igreja, a irmã Evize Vujicic e o irmão Mateja Spacek. Gaeth realizou uma reunião de adoração com eles e quatro amigos. Nenhum outro trabalho missionário foi realizado na Iugoslávia até a década de 1970.

Em Outubro de 1974, o representante da Primeira Presidência, David M. Kennedy, visitou Belgrado em busca de reconhecimento pela Igreja. Pouco depois, os missionários que serviam na Áustria iniciaram um programa para ensinar aos emigrados iugoslavos que trabalham lá, com a esperança de finalmente abrir o trabalho missionário na Iugoslávia.

Antecipando o estabelecimento de uma missão lá, a Igreja chamou Gustav Salik como presidente da missão e o colocou na Áustria, perto da fronteira com a Iugoslávia, em 1975. Salik passou o ano seguinte tentando abrir a missão, mas não conseguiu a permissão necessária para trabalhar no país. Em 1977, os missionários entraram como estudantes. Eles usavam roupas casuais, mas não podiam fazer proselitismo. Embora eles servissem principalmente na Croácia, eles também trabalhavam em Belgrado.

Lee e Marilyn Manwill chegaram a Belgrado em Janeiro de 1983, o primeiro casal missionário a servir em tempo integral naquela cidade. Os primeiros batismos foram em Maio do mesmo ano. Ou seja, há apenas 35 anos!

Em novembro de 1983, um ramo (pequena congregação) foi organizado.

Em Junho de 1991, a Eslovênia e a Croácia declararam independência da Iugoslávia. A ameaça de guerra civil fez com que os líderes da Igreja evacuassem todos os missionários que trabalhavam na antiga Iugoslávia em 1º de Julho de 1991.

Quatro meses depois, os missionários retornaram a Belgrado. Dois meses depois, a Igreja comprou um edifício, o culminar de um esforço de cinco anos. Em 28 de Janeiro de 1992, o prédio passou por inspeção; um dos requisitos para a obtenção de status legal de uma organização, o que significa que a Sérvia reconheceu oficialmente a Igreja. Os missionários receberam então vistos permanentes para trabalhar no país. Em Fevereiro daquele ano, os missionários abriram a segunda cidade sérvia, Novi Sad.

Guerra civil irrompeu em 1992. Como a comunicação era melhor entre Budapeste e Belgrado, a responsabilidade pela Sérvia foi temporariamente transferida para a Missão Hungria Budapeste em Novembro de 1993. Pouco tempo depois, os missionários foram evacuados para outros países da Europa Central devido ao aumento das tensões.

No verão de 1995, a Sérvia foi transferida de volta para a Missão Austria Vienna. Pouco tempo depois, a Sérvia cancelou os vistos para os missionários estrangeiros. Os dois últimos missionários saíram da Sérvia em Setembro de 1995. Durante o ano seguinte, o Presidente da Missão Áustria Viena, Swen R. Swenson, visitou os membros da Igreja na Sérvia todos os meses. A Igreja também contribuiu com assistência humanitária durante esse período. Uma paz tênue foi alcançada em Novembro de 1995 e os missionários voltaram à Sérvia em Junho de 1996.

A violência no Kosovo começou em 1996. À medida que a violência aumentava, o trabalho missionário diminuía. Os missionários foram evacuados da Sérvia para a Croácia em Outubro de 1998. Três semanas depois, os missionários puderam retornar à Sérvia.

Este tempo de crescimento e trabalho missionário foi de curta duração. Em Março de 1999, a violência recomeçou. Os missionários foram evacuados da Sérvia pouco antes do surto. Em setembro de 2000, a responsabilidade pela Sérvia foi transferida para a Missão Bulgária Sofia. E em dezembro de 2001, depois que a paz foi restaurada, seis missionários voltaram para a Sérvia.

Há atualmente na Sérvia 378 membros, 2 centros de história da família e 3 congregações(ramos).

Notas

Arcebispo do grepo archepiskopos: “arché que quer dizer “primeiro” + “episkopos” que significa “supervisor é um bispo que pode ser católico ou protestante que, normalmente, está à frente de uma arquidiocese(comparado as estacas). Foi uma criação administrativa da Cúria Romana para atender aos anseios das populações e dioceses mais afastadas de Roma.

Fonte: Sala de Imprensa Mórmon

Relacionado:

A História dos Mórmons na Costa Rica