Por que é importante falar sobre pornografia cedo em um relacionamento?

A pornografia é um tópico difícil. Nem todos gostam de falar abertamente sobre este assunto. No entanto, se não for discutido, pode ser extremamente prejudicial para um relacionamento. Vamos falar sobre porquê a pornografia precisa ser discutida com mais frequência (especialmente antes do casamento).

Definindo a pornografia

Para começar, quero ter certeza de que estou sendo bem clara com relação ao que estou falando. De acordo com o site da Igreja,

“Qualquer material em fotos, por escrito, etc. cujo objetivo seja estimular de maneira inadequada os desejos sexuais é pornografia.”

Isto inclui fotos, vídeo, livros, redes sociais, videogames, conversas telefônicas, músicas entre outros. Se estimula desejos sexuais, é pornografia.

internet e testemunho

Junto com a pornografia vem a masturbação (nem sempre). Já conversei com muitos Santos dos Últimos Dias que tentaram me convencer que não é um pecado. Por favor, não caia nessa armadilha. O Presidente Spencer W. Kimball disse,

“A masturbação, uma indiscrição bastante comum, não é aprovada pelo Senhor nem por Sua Igreja, independentemente do que possa ter sido dito por outros cujas “normas” sejam mais baixas. Os Santos dos Últimos Dias são estimulados a evitar essa prática.”

Portanto, quando eu menciono pornografia nesse artigo, entenda que também estou me referindo a masturbação. Mesmo sendo praticados ao mesmo tempo, eles são considerados pecados separados. Ambos devem ser discutidos cedo em um relacionamento.

A pornografia é uma assassina da intimidade porque faz com que seus usuários objetivem seus parceiros. A masturbação e a pornografia juntas também podem destruir a intimidade, porque seu usuário só alcança a satisfação desta maneira.

Hora de ficar desconfortável

Por que esse tópico é um tabu? Em minha opinião pessoal, acredito que essa é a vontade de Satanás. O adversário deseja que guardemos nossos segredos mais escuros para nós mesmos.

Ele quer que nos sintamos sozinhos e sem amor. O sentimento de culpa e desespero vem dele, e não de nosso Pai Celestial.

É claro que falar sobre pornografia é desconfortável. É algo muito pessoal e sério. Não estou dizendo de maneira alguma que você deve confessar nossos pecados e dizer a todos sobre o assunto. Quero falar sobre a importância de discutir a pornografia em relacionamentos sérios.

Quando falo que a conversa sobre pornografia precisa ser discutida cedo, não estou falando durante o primeiro encontro.

Quero falar sobre a importância de falar sobre o assunto, assim que percebemos que o relacionamento irá progredir para algo mais sério (em nossa religião, isto provavelmente significa casamento).

Mas como?

Todas as pessoas são diferentes, então fale sobre o assunto da melhor maneira para você. Eu uso o meu humor quando estou desconfortável, então, eu usei isto para quebrar o gelo e começar a conversa com o meu esposo.

Brinquei sobre como meu primo me pediu para falar sobre pornografia no meu encontro. Nós rimos e falamos brevemente sobre como foi importante não termos aquela conversa em nosso primeiro encontro.

Então eu disse, “Na verdade, acredito que é muito importante. Você se importa se tivermos essa conversa logo?” Ambos gostamos porque tivemos um tempo para orar e nos prepararmos para aquela conversa.

Quando você conversar com o seu parceiro, por favor, tenha paciência. Peça para que o Espírito esteja com você. Tenha um coração disposto a amar e perdoar.

Apesar de pornografia e masturbação serem pecados bem comuns, eles são extremamente comuns (especialmente entre os homens).

Meu presidente de missão me aconselhou a não procurar um homem sem pecados. Ele disse para que eu procurasse um companheiro que é honesto sobre seu passado, responsável pelo presente e trabalha duro para se preparar para o futuro.

Tenho uma oração em meu coração quando falo sobre esse assunto. Se alguém realmente se arrepende de seus pecados, o Pai Celestial o perdoa. Nós também devemos perdoá-lo.

Entender as bênçãos

A primeira razão pela qual você e seu companheiro devem discutir sobre pornografia cedo é para preparar vocês para o futuro. Infelizmente, esse problema tende a acontecer novamente.

A tentação pode nunca passar completamente. Se vocês têm uma conversa honesta e aberta, vocês podem fazer planos para permanecer responsáveis um pelo outro.

Vocês também podem estabelecer limites e metas para evitar as armadilhas do inimigo.

Os outros propósitos dessa conversa são construir a confiança e praticar a comunicação. E também abre espaço para fazer perguntas.

Também pode ajudar uma pessoa que teve problemas no passado. Todas essas coisas serão de grande valor para você e para o seu relacionamento.

“Quando um casal aprende a falar sobre isto, eles podem falar sobre qualquer coisa”. – Vauna Davis, Diretora Executiva da Utah Coalition Against Pornography

Sou grata por ter conversado com o meu esposo sobre pornografia e masturbação cedo. Isto realmente criou um alicerce de honestidade e vulnerabilidade.

Por termos tido essa conversa profunda e séria no início, nossa comunicação tornou-se melhor com o tempo. Descobrimos que podemos ser verdadeiros e vulneráveis uns com os outros.

Por último, lembre-se que Satanás quer que nos sintamos sozinhos. Quando temos problema com pornografia, o adversário espera que guardemos segredo e que nunca compartilhemos nossa culpa com ninguém.

Ter um aliado e ter alguém em quem confiar arruinará os planos de Satanás. Tornar-se responsável por alguém é extremamente útil quando se trata de superar esses desafios.

Pornografia: Uma conversa contínua

Agora, só porque você falou sobre pornografia uma vez no início do seu relacionamento não significa que não precise discuti-lo novamente!

Este tópico deve sempre ser discutido abertamente. Você deve frequentemente conversar com seu companheiro (dependendo de suas necessidades). Atenha-se aos seus planos!

Se esse relacionamento se transformar em casamento, entenda que pornografia e masturbação ainda são pecados, mesmo quando a intimidade sexual entre marido e mulher é permitida. O presidente Gordon B. Hinckley disse:

“Vocês não podem deixar-se envolver com qualquer forma de pornografia. Simplesmente não podem envolver-se em práticas imorais ou baixar as barreiras do controle sexual. As emoções que se agitam dentro de vocês, fazendo com que os rapazes sejam atraídos pelas moças, e vice-versa, são parte de um plano divino, mas devem ser refreadas, contidas e controladas, ou irão destruí-los, tornando-os indignos das muitas e grandiosas bênçãos que o Senhor reservou para vocês.”

Note que há algumas exceções. Não podemos aceitar de maneira alguma o envolvimento com este pecado. O presidente Spencer W. Kimball também disse:

“Se não é natural, simplesmente não faça. Isto é tudo, e toda a vida familiar deve ser mantida limpa e digna e em um plano muito alto. Algumas pessoas dizem que por trás das portas do quarto vale tudo. Isto não é verdade e não há desculpas para o Senhor.”

Portanto, por favor lembre-se que a pornografia e a masturbação sempre serão pecado. Ao mesmo tempo, lembre-se sempre que o Pai Celestial e Seu Filho Jesus Cristo o conhece.

Eles amam você. Eles sempre terão os braços abertos para você. Se você cometeu um erro, você não está longe do alcance Deles e pode se arrepender!

Recursos

A Igreja oferece muitos recursos para ajudar se você tem um ente querido que está com dificuldades com o vício em pornografia. Confira a página oficial da Igreja dedicada somente para este tópico.

Desejo o melhor para você em suas conversas, relacionamentos e casamento! Saiba que através da oração, do perdão e da comunicação honesta, tudo é possível.

Fonte: Third Hour

Relacionado:

Vício em Pornografia: não desista de lutar contra esse mal!

| Fortalecendo as Famílias

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *