Anjos no Coro: Como uma mulher se conectou com sua mãe durante a Conferência, uma década depois de seu falecimento.

Ao esperar por uma nova conferência a cada seis meses, muitas pessoas aguardam os hinos que serão cantados ao vivo pelo Coro do Tabernáculo da Praça do Templo.

No entanto, como o Presidente Nelson prometeu durante as considerações finais da Conferência Geral de outubro de 2019, a Conferência Geral de abril de 2020 não seria nada comum.

A celebração bicentenária teve muitas mudanças e eventos memoráveis o que incluiu, pela primeira vez em décadas, a falta de um coro ao vivo.

Como muitos membros da igreja, Megan Limburg assistiu a conferência de abril ansiosa e animada – sabendo que seria “memorável e inesquecível”.

Devido à preocupação global de saúde, Megan sabia que haveriam alguns ajustes quanto a música tocada ao vivo e que seriam usadas músicas gravadas.

Mas enquanto assistia a primeira sessão de sábado, Megan notou que as gravações do Coro que estavam sendo usadas não era somente as recentes, mas algumas antigas também.

Ao assistir o coro, Megan imaginou se poderia ver um rosto familiar – sua falecida mãe.

Uma conferência memorável e inesquecível

O Deseret News reportou que o Presidente Nelson sabia que devido ao o surto da COVID-19, a conferência passaria por alguns ajustes. Ele solicitou que o coral começasse a gravar os hinos planejados para abril.

As gravações começaram a ser feitas aos poucos, até que o governo do estado de Utah restringisse o encontro de grandes grupos. Então, a música para a conferência de abril de 2020 foi uma combinação de gravações de conferências passadas.

Para muitos membros antigos e atuais do coro, foi uma oportunidade de verem a si mesmos, alguns amigos e de reviver algumas memórias especiais. Mas para Megan foi mais do que isto – foi um presente do céu.

Um coro angelical

Na primeira sessão de domingo, a mãe de Megan, que cantava no Coro do Tabernáculo apareceu. Megan assistia o início da sessão com sua família, quando uma gravação feita em 2009 da música “This is My Beloved Son” foi usada.

“Assim que a música começou, meu filho mais velho disse ‘Mãe[a gravação] é de quando a vovó estava no coral’. Então, ela apareceu logo no começo e todos tivemos um sentimento de amor – e choramos”, disse Megan.

Ao perguntar o que aquela experiência significou para ela, Megan respondeu, “Eu espera que a conferência fosse memorável, mas eu não esperava que anjos estariam contando no coral… foi um testemunho para todos nós de que anjos fizeram parte dessa conferência histórica.”

Megan explicou que sua mãe acreditava nisso quando era viva. Enquanto crescia, Megan se lembra de sua mãe compartilhar que sentia que haviam vozes extras cantando junto ao Coro do Tabernáculo – vozes celestiais.

A mãe de Megan, membro do Coro do Tabernáculo por 16 anos, se orgulhava de ser uma missionária musical e de compartilhar o evangelho em todo o mundo.

Ao cantar, ela teve oportunidade de compartilhar seu testemunho através da música. Ela disse que sua mãe sentia que era “um lindo presente que ela havia recebido”.

Megan disse que cantar no Coro do Tabernáculo era tudo para sua mãe. Ela também falou sobre os problemas de saúde que sua mãe enfrentou.

“Ela lutou contra o câncer diversas vezes e ela teve um tumor que envolveu suas cordas vocais. Seu maior medo era estar viva e não poder cantar novamente” ela relembra.

Ainda assim, a mãe de Megan continuou a compartilhar seu “precioso presente” com o mundo até o momento de seu falecimento – e depois.

Em um post recente em seu Facebook, Megan escreveu sobre sua experiência:

“Quão apropriado que somente a uma semana antes de completar 10 anos de seu falecimento ela canta novamente em uma conferência geral especial, para compartilhar seu testemunho inabalável de Jesus Cristo com seus netos e muito de vocês também.”

Megan concluiu seu post com hashtag “#familiesareforever”, (as famílias são eternas).

Fonte: LDS Living

Recomendado:

Presidente Nelson: Que possamos nos unir em jejum pela cura em todo o mundo

 

| Fortalecendo as Famílias

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *