Com uma carreira abrangente variando de filmes santos dos últimos dias a programas de TV populares, Corbin Allred tem desfrutado de muito sucesso. Sentamos com ele para um bate-papo e descobrimos que Natalie Portman ligou para ele a fim de desejar boa missão na época em que foi servir.

Como foi dar uma pausa na carreira de ator para servir uma missão?

Eu tinha 19 anos de idade e estava meio que na dúvida de se eu deveria servir uma missão ou não e quando eu deveria ir ou se eu deveria esperar, porque havia um monte de coisas acontecendo com a minha carreira. Mas eu recebi muita força do Espírito e a garantia de que o que eu estava fazendo naquela época era a melhor coisa para mim. Minha carreira era muito trivial quando comparada com o valor e a importância do evangelho.

Corbin, qual foi a estrela de Hollywood com quem você mais gostou de trabalhar?

Trabalhei com muita pessoas maravilhosas que eu diria que um dos atores mais graciosos com quem já trabalhei foi William Petersen, que do CSI original, ele era o personagem principal.

Outra atriz com quem trabalhei foi Natalie Portman. Eu fiz um filme com ela chamado “Em qualquer outro lugar”. Eu fazia o namorado dela no filme e ela foi muito amável e humilde. É uma das pessoas mais inteligentes com quem trabalhei. Ela é muito educada e inteligente.

Quando estávamos trabalhando naquele filme, eu tinha dito a ela que eu era santo dos últimos dias e nós conversamos um pouco sobre religião. Eu disse a ela que uma missão era algo que eu ia fazer e ela me disse para avisá-la se fosse servir uma missão e para onde eu iria. E assim, vários meses depois de gravar esse filme, recebi meu chamado de missão e mandei-lhe uma mensagem avisando que o chamado tinha chegado e para onde eu estava indo. Na noite anterior de eu entrar no CTM, ela ligou para me desejar boa missão. Eu tinha trabalhado com ela meses antes em um filme. Ela não tinha que fazer aquilo. Ela estava muito, muito interessada no que eu estava fazendo e se importava o suficiente para me reservar um tempo em sua agenda ocupada e me telefonar parar desejar sucesso na minha missão. Ela sabia apenas de nossa conversa que era muito importante para mim, então achei muito elegante e muito amável da parte dela ter feito isso.

De que maneiras você defende suas crenças como ator?

Uma vez em particular recebi uma oferta para fazer um filme e receber uma grande quantia em dinheiro, mas o papel era de um personagem muito bruto e vulgar com linguajar impróprio. Não havia nudez ou abuso de substâncias nem qualquer outra coisa assim, mas a linguagem era simplesmente vil. E então eu disse ao meu empresário: “Preciso que você diga ao produtor que estou interessado no projeto, mas eu jamais diria essas palavras”. E ele disse “Ok, eu vou dizer a ele”. Quando me retornou, ele informou que eles disseram que a oferta era pegar ou largar. Aqui está o dinheiro e o projeto é seu se você quiser, mas você precisa estar disposto a dizer o que queremos que você diga. E eu não pensei nem por um segundo. Eu disse: “Não estou interessado” E muitas pessoas diriam, “Seu empresário ficou bravo por você ter recusado esse papel?” – Porque ele receberia um salário substancial também. Houve silêncio do outro lado da linha, e então meu empresário me disse: “Corbin, eu te amo” E desligou o telefone.

Fonte: LDSLiving

Relacionado:

15 Mórmons famosos que talvez você não conheça