Surfista profissional renúncia aos seus títulos para se tornar bispo na Igreja de Jesus Cristo

A idade, as lesões ou a diminuição da capacidade são todas razões pelas quais um atleta profissional normalmente deixaria o esporte. Entretanto, a carreira do surfista profissional Tuhiti Wong Pao-Sing está longe de terminar, mas é provável que ele nunca mais ganhe outra competição de surfe.

Não é por falta de talento. Em 2006, Tuhiti ganhou o título de Master Taapuna, a competição mais importante do surfe local em Taiti. Inclusive, ele ainda compete nela e em outras competições todos os anos.

Depois de ganhar esse título, em um domingo, há 15 anos, ele decidiu deixar de surfar aos domingos, que é quando acontecem as finais pelo título de Master Taapuna e outras competições locais de surfe, apesar de todos os anos ainda se classificar para a fase final.

Renunciar os títulos do surfe

Ao tomar sua decisão, Tuhiti refletiu sobre esse conselho do presidente Russel M. Nelson sobre santificar o dia do Senhor:

“Quando eu era bem mais jovem, estudei o trabalho de outros que tinham compilado listas de coisas para fazer e coisas para não fazer no Dia do Senhor.

Foi só mais tarde que aprendi nas escrituras que minha conduta e minha atitude no Dia do Senhor constituíam um sinal entre mim e meu Pai Celestial.

Com esse entendimento, não precisei mais de listas do que fazer ou evitar.

Quando tinha que tomar a decisão sobre uma atividade ser ou não adequada para o Dia do Senhor, simplesmente me perguntava: “Que sinal quero dar a Deus?”

Essa pergunta fez com que minhas escolhas para o Dia do Senhor ficassem bem claras.”

Respeito e reconhecimento

Desde que decidiu não competir aos domingos, Tuhiti ganhou o respeito e o reconhecimento de seus companheiros e mídia local na Polinésia Francesa.

“Com frequência, meus amigos do circuito me pedem que eu ore por eles”,

Tuhiti continúa:

“Eu amo muito esse esporte. Quando comecei, as competições me emocionaram e eu queria mostrar a todos o quão bom eu era. Logo, comecei a receber ofertas de patrocinadores locais e estrangeiros. Nesse momento eu já era pai e precisava tomar uma decisão.

Com frequência, tinha discussões com minha esposa sobre o domingo. Ela tinha razão. Eu estava dedicando muito tempo ao surfe. Entretanto, eu não queria perder meus patrocinadores, que me permitiram entrar em equipes profissionais do surfe muito reconhecidas, que são muito caras”

Wong Pao-Sing disse que sua esposa e filhos foram sua motivação para ser um exemplo de fé.

“Eles determinaram a pessoa em quem eu quero me tornar. E, claro, minha fé pessoal e a educação que recebi dos meus pais e líderes, assim como o exemplo de excelentes atletas que são membros da Igreja e não competem aos domingos, como Errol e Naea Bennett, me ajudaram a tomar essa decisão”, disse.

Coloque Deus em primeiro lugar e o restante será acrescentado

Tuhiti disse que sua paixão ainda estava ali, mas ainda faltava algo. Sua família feliz.

“Então, decidi dar prioridade às minhas responsabilidades como esposo e pai.

Deixei de competir no domingo de 2006 depois de ganhar o título. Esse ano, a competição Master Taapuna foi dedicada ao meu tio Nelva Lee, o irmão mais novo da minha mãe, que morreu afogado enquanto surfava nesse lugar.

Ele foi meu mentor, o homem que me animou a ser o melhor no esporte e garantiu que eu estava indo bem”.

Tuhiti sempre pensou que tinha que competir aos domingos para manter seus patrocinadores.

“Quando parei para dedicar por completo meu domingo ao Senhor, me deparei com patrocinadores que me deram abertura para explicar por que não surfo aos domingos nas finais das competições, e que minha vida espiritual e familiar são o mais importante para mim.

Eles me apoiaram em minhas decisões apesar de tudo e em troca me pediram que fizesse sessões de fotos e vídeos de surfe respeitando o domingo. E assim eu tenho tudo!”

Se tornar bispo

No fim de 2020, Tuhiti quebrou uma perna enquanto surfava. Enquanto se recuperava, esteve sete meses fora do circuito de surfe.

Durante esse tempo, Tuhiti foi chamado para ser bispo da ala Barrio Papeari no Taiti. O líder da Igreja local que estendeu esse chamado a Tuihiti lhe disse:

“Claramente recebi a resposta de que você será o novo bispo, sua convalescença te ajudará a se adaptar às suas novas responsabilidades.

Sei que seu exemplo como jovem devoto que se esforça por colocar ao Senhor em primeiro lugar inspira aos jovens a caminhar pela senda do convênio”.

Ainda que Tuhiti seja muito talentoso, ele aceita que nunca mais irá ganhar uma competição importante, já que escolheu respeitar o dia do Senhor.

“Sinto que meu Pai Celestial está feliz com minha decisão. Sobre tudo, nada irá se comparar jamais com a felicidade da minha família e o equilíbrio que alcançamos juntos.

Não julgo aqueles que escolheram não respeitar o dia do Senhor ou algum outro princípio, Todo mundo precisa ser animado com amor e compaixão”.

Fonte: LDS Living e Newsroom

| Vida dos Santos dos Últimos Dias

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *