Sou mórmon e estou desempregado(a). O que devo fazer?

Pessoas criando planejando pensando

Vivemos em uma época com um alto índice de desemprego em nosso país, segundo o IBGE, vivemos a maior época de desemprego desde 2012, em Abril esse índice estava em 10,2% da população desempregada. Pessoalmente, vi muitos amigos serem demitidos este ano e enfrentando um mercado cada vez mais duro e competitivo. O que você pode fazer para superar essa provação? Quais recursos a Igreja oferece para auxiliar aqueles que procuram a autossuficiência? Listamos alguns recursos, princípios e atitudes que podem ajudar!

1 – Comunique a todos seus amigos que está procurando emprego

Amigos conversando

Comunique os amigos da Ala! 77% das vagas no Brasil são preenchidas por indicação.

Segundo pesquisa divulgada pela Robert Ralf, o Brasil é o segundo país que mais contrata por indicação no mundo, sendo 77% vagas preenchidas através de indicação. Na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, nós somos incentivados a cuidar uns dos outros, especialmente quando alguém está passando por um momento de dificuldade.

Ao avisar os seus líderes e irmãos de sua ala, muitas oportunidades podem aparecer! Mesmo que seus líderes e amigos não tenham nenhuma vaga em aberto, talvez eles conheçam alguém que esteja contratando, ou algum local ou maneira eficaz para encontrar um trabalho. Não se atenha a comunicar apenas seu círculo de amizade, mas pondere a possibilidade de conversar com membros de outras alas e com a liderança da estaca.

2 – Continue a estudar

Livros e Escrituras

Pesquisa relatou que cada ano de estudo representa 15% de acréscimo ao salário

Muitas pessoas escolhem estudar apenas quando encontrar um bom emprego e tiver uma situação financeira estável, sendo que, na verdade o estudo trará uma situação financeira estável. Pesquisa apresentada na Faculdade Getúlio Vargas citou que cada ano de estudo representa um acréscimo de 15% ao salário do trabalhador. Além disso, o Senhor ordenou no livro de Doutrina e Convênios que buscássemos conhecimento nos melhores livros, pelo estudo e pela fé.

É interessante lembrar que o Senhor não condicionou este mandamento e muito menos o revogou. É requerido de todos os membros da Igreja Dele que continuássemos nosso caminho pela jornada do aprendizado. Talvez devido a sua situação familiar você não possa fazer um curso de ensino superior, ou realizar uma pós-graduação ou mestrado, mas hoje em dia, a tecnologia nos permite realizar muitos cursos e adquirir conhecimento de forma gratuita. Cito duas plataformas a Cousera e a FGV online, onde você pode “turbinar” seu currículo com cursos das melhores faculdades do Brasil e do mundo, gratuitamente, cumprindo assim com a vontade do Senhor.

3- Seja humilde ao receber uma proposta

Oração Orar

Talvez não seja o emprego dos sonhos que susterá sua você e sua família

Tenho muitos amigos que continuam desempregados por esperar o emprego dos sonhos, recebendo boas oportunidades, mas por ter recebido um salário melhor no passado, as rejeitando. Há um sábio ditado popular que diz: “Onde pinga não seca“. Para voltar para o mercado de trabalho, talvez seja necessário aceitar um emprego que não é o emprego dos sonhos, e então você voltará a gerar renda e poderá procurar um emprego melhor com mais calma. Meu conselho não é de que aceitem qualquer emprego, especialmente empregos que vão contra os princípios do Evangelho, mas que ponderem todas as possibilidades, e busquem o Senhor e seus líderes antes de rejeitar qualquer proposta de trabalho honesto.

4- Aprenda um novo idioma

Jesus

Ele fala todos os idiomas. Quando aprendemos um novo idioma nos tornamos mais semelhantes a Ele

Aprendemos em em Doutrina e Convênios que “um dos propósitos de Deus é de suprir aos filhos Dele”. O Senhor é

um Pai amoroso e não deseja que nós passemos por momentos de dificuldade, Ele sempre estará pronto para nos ajudar na busca da autossuficiência. Uma das maneiras que temos de melhorar nossas chances no mercado de trabalho, é falando cada vez mais idiomas. O mercado de trabalho está cada vez mais globalizado e pesquisas como esta na revista EXAME indicam que falar outros idiomas é uma das maiores tendências na valorização do currículo.

Há muito tempo o inglês já não é mais um diferencial e sim um requisito, para a grande maioria das vagas. Caso você já fale inglês fluentemente, não pare aí, aprenda outro idioma. Aprendemos nas escrituras que “todo princípio de inteligência que alcançarmos nessa Terra surgirá conosco na ressurreição”, então não paremos após aprendermos a falar inglês. Caso você ainda não desenvolveu a fluência nesse idioma, busque a ajuda do Senhor e trace metas para aprendê-lo! Além de te beneficiar em sua carreira, será uma grande bênção para sua vida e serviço na Igreja, pois muitos discursos e livros só estão disponíveis em inglês.

Ainda sobre aprender outros idiomas, uma verdade é que Deus fala todos os idiomas, e quando nós aprendemos um novo idioma, nos tornamos mais semelhantes a Ele.

5 – Use os recursos educacionais da Igreja

pathway

Você conhece esse programa de ensino superior a distância da BYU?

Os recursos educacionais da Igreja foram estabelecidos para serem utilizados. Cito o Pathway, que é um programa de ensino superior a distância fornecido pela Universidade Brigham Young Idaho, através de um valor simbólico, e que fornece diploma de bacharel como se você tivesse estudado presencialmente. E também o Fundo Perpétuo de Educação que pode te ajudar a financiar seus estudos, devolvendo o valor a Igreja após estar graduado e empregado.

Não entrarei em detalhes sobre estes dois programas, mas convido você a caso tenha interesse em algum deles, conversar com seu bispo sobre estes programas inspirados que já abençoaram a vida de milhares de santos no Brasil e no mundo.

6- Faça sua parte e Ele fará a Dele

Jesus e Pedro Mar

Faça a Sua parte, faça tudo possível, e então, espere a mão Dele.

Uma das promessas mais reconfortantes do Senhor é a que encontramos no décimo versículo da seção 82 de Doutrina e Convênios, onde Ele disse: “Eu, o Senhor, estou obrigado quando fazeis o que eu digo”. Ele não pode mentir. Se nós obedecermos, Ele cuidará de nós, e não deixará faltar nada. Na semana que pedi minha esposa em casamento fiquei desempregado, e logo fiquei desesperado. Quando expressei meu desespero ao meu bispo, ele gentilmente riu e me perguntou: “Filho, você é um dizimista integral certo? Então não precisa se preocupar.” 

No Velho Testamento o Senhor nos desafio a viver a lei do dízimo e das ofertas, e fazer prova Dele, pois Ele abriria as janelas do céu e nos abençoaria. Essa é uma promessa real! Com a ajuda Dele e muito esforço, consegui um bom emprego, que me ajudou a me casar e cuidar da minha família. Presto meu testemunho que o dízimo é um mandamento muito importante, mas o estudo também é, e quando as duas coisas caminham juntas, quando buscamos todos os recursos possíveis e nos esforçamos, sabemos que Ele nos abençoará, pois Ele prometeu.

Caso você esteja fazendo todo seu melhor e ainda não recebeu a bênção que você precisa, não desanime! A corrida para a vida eterna não é um tiro de 100 metros rasos, e sim uma maratona, ou seja, o Senhor espera que sejamos constantes em nossos esforços, Ele nos prova e Ele nos ama. Não desanime, a bênção virá!

Você também pode se interessar por:

O que o Presidente Monson ensinou sobre Educação&Carreira?

| Vida dos Santos dos Últimos Dias
Publicado por: Viccenzo Benatti
Mórmon, marido e pai, Viccenzo serviu na Missão Brasil Goiânia e isso mudou sua vida completamente. É especialista em marketing digital e é apaixonado por aprender e ensinar.
Greg Trimble e Kris. Imagem via gregtrimble.com.
O melhor conselho sobre casamento que eu já recebi
Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mórmon, sites oficiais
Estes são os sites e páginas oficias da Igreja de Jesus Cristo no...

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *