14 verdades sobre revelação pessoal compartilhadas pelo Élder Renlund

Na quinta-feira, 27 de maio, o Élder Dale G. Renlund, do Quórum dos Doze Apóstolos, compartilhou 14 princípios sobre a revelação pessoal que podem ajudar os missionários e nós a sentir e reconhecer o Espírito.

“A revelação é uma habilidade para a vida, não somente uma maneira temporária de ser um missionário eficaz.

Ao usar ou dominar o Espírito Santo dessa forma, descobriremos que o Espírito Santo se transforma um companheiro em quem se pode confiar e depender. Você pode receber revelação.

À medida que aprende essas habilidades para usar o dom do Espírito Santo que recebeu, Deus mudará seu futuro para sempre. Ele irá abençoar, proteger e ajudar você. Eu sei que isso é verdade”, disse o Élder Renlund.

O apóstolo compartilhou experiências pessoais, escrituras e ensinamentos de outros líderes da Igreja sobre revelação pessoal.

1. É preciso revelação para ouvir a voz de Deus

“Como aprendemos com as orações sacramentais, se estivermos dispostos a tomar sobre nós o nome de Jesus Cristo, lembrar sempre Dele e guardar Seus mandamentos, podemos afirmar que temos o Espírito Santo conosco todos os dias e a qualquer hora.

A revelação pode ser constante”, disse o Élder Renlund.

Em seguida, ele citou o presidente Russell M. Nelson:

“Se quisermos ter a esperança de filtrar as diversas opiniões e filosofias dos homens que atacam a verdade, precisamos aprender a receber revelação.

Nos dias que estão por vir, não será possível sobreviver espiritualmente sem a orientação, a direção, o consolo e a influência constante do Espírito Santo”.

2. Aprender a receber revelação exige esforço

O simples feito de ter o dom do Espírito Santo não nos dá o direito de receber revelação quando a pedimos. Receber revelação exige esforço.

A oração é necessária, mas nem sempre suficiente por si mesma, disse o Élder Renlund. Ele também mencionou o jejum e a paciência como esforços adicionais para receber revelação.

“Esperar no Senhor e confiar que Ele responderá quando souber o que é melhor é muito importante. Aprendi que é arrogante e inútil exigir revelação ou estabelecer um prazo para o Senhor.”

3. Precisamos ser dignos de receber revelação

O Élder Renlund disse que devemos fazer o melhor para guardar os mandamentos de Deus e não dar desculpas para o pecado.

Além disso, ele enfatizou a necessidade de recorrer a Deus por meio da oração diária, do estudo das escrituras, do arrependimento e da participação semanal no sacramento.

“É improvável que recebamos outra revelação a não ser: ‘Você precisa se arrepender!’ Até que resolvamos o que está obstruindo nosso progresso no caminho do convênio.”

4. É preciso preparação para receber revelação

A preparação para receber revelação pessoal inclui estudar, ponderar e orar.

“O Espírito Santo não consegue se lembrar de algo que você não colocou primeiro em sua mente.

Portanto, a admoestação para ‘entesourar continuamente as palavras da vida em sua mente’ vem antes da promessa de que  na mesma hora o que deve ser dado a cada homem”, disse o Élder Renlund.

5. Reconhecer a voz do Espírito é fundamental para compreender a revelação pessoal

O Élder Renlund falou sobre as várias maneiras pelas quais o Espírito Santo se comunica de acordo com as escrituras.

Sua voz é suave e gentil; pode ser pungente e ardente; afeta a mente e o coração; traz paz, alegria e esperança, não medo, ansiedade e preocupação; nos convida a fazer o bem e não o mal; e é esclarecedora, não intrigante.

“Precisamos ser capazes de reconhecer como o Espírito se comunica conosco.

Qualquer pessoa pode reconhecer a voz de sua própria mãe ou pai porque é uma voz que sempre fez parte de sua vida.

Precisamos estar igualmente familiarizados com o som da voz do Espírito.”

6. Para receber revelação, devemos eliminar distrações

“Para receber revelação pessoal, devemos nos retirar da contenção, tentação e barulho do mundo. Não recebemos revelação quando estamos com raiva, agitados ou ocupados”, disse o Élder Renlund.

7. Receber revelação requer proximidade

Às vezes, a revelação não vem a menos que a pessoa esteja perto do objeto ou assunto, ou empenhada naquela tarefa antes de receber a revelação.

“Os missionários não receberão os sussurros do Espírito sobre com quem compartilhar uma mensagem do evangelho quando estiverem casualmente relaxando em seu apartamento e não estiverem prontos para falar”, disse o apóstolo.

“Eles têm mais probabilidade de receber essa impressão quando entram em contato e interagem com outras pessoas.”

8. A revelação se torna constante, pois contamos com revelações anteriores

A revelação geralmente é sequencial e se torna mais clara com o tempo, disse o Élder Renlund.

Além disso, às vezes a pessoa reconhece uma impressão do Espírito depois de ter agido e obtido um resultado positivo.

“Quando contamos com uma revelação anterior, isso pode servir como um trampolim para uma nova revelação.”

9. A chave é ter fé em nossa capacidade de receber revelação

O Élder Renlund citou Doutrina e Convênios 8:10:

“Lembra-te de que sem fé nada podes fazer; portanto, pede com fé.”

“A fé aumenta quando sabemos que o que pedimos coincide com a vontade de Deus, quando sabemos que pedimos o que devemos e pedimos o que é justo.”

10. Aja com fé, mesmo quando você não tem certeza de que recebeu uma revelação

Às vezes, nos perguntamos como prosseguir, como distinguir entre nossos pensamentos e os sussurros do Espírito Santo, disse o Élder Renlund.

Ele citou os ensinamentos do falecido Élder Richard G. Scott, do Quórum dos Doze: Quando você ora a Deus, explica um problema e propõe uma solução sensata, a resposta de Deus pode vir de uma das três maneiras:

Sentir paz, conforto e segurança por uma decisão acertada.

Sentir uma sensação de desconforto, indicando que a decisão está errada. “Quando Deus diz não, (…) é para evitar erros”, disse o Élder Scott.

Sentir que não temos uma resposta. “O Élder Scott ensinou que, quando isso acontecer, podemos ‘desejar agradecer-lhe’ porque isso é ‘prova de sua confiança’ em nós”, disse o Élder Renlund. “Vamos fazer o melhor que pudermos e a clareza virá.”

11. Na revelação pessoal, você deve estar aberto ao inesperado

Você precisa estar receptivo a tudo o que Deus deseja revelar, não importa o quão inesperado seja, e não definir limites que impeçam mais inspiração.

“Alguém que diz: ‘Só ensinarei aqueles que acredito que estão preparados para ouvir a mensagem do evangelho’ não está aberto ao grande escopo e visão de Deus.

Você não pode julgar que algo não vem do Espírito Santo simplesmente porque não era o que esperávamos ou desejávamos”, disse o Élder Renlund.

12. A revelação está dentro dos limites que Deus dirigiu

O escopo da revelação pessoal é proibido pelas situações e chamados pessoais. Por exemplo, apenas o Profeta e Presidente da Igreja pode receber revelação para a Igreja, disse o Élder Renlund.

“Joseph Smith disse: ‘(…) é contrário ao sistema de Deus que um membro da Igreja, ou qualquer outra pessoa, receba instruções para alguém cuja autoridade seja maior do que a sua.’

No entanto, ele prometeu: ‘Qualquer dos oficiais desta Igreja tem o privilégio de receber revelações, no que concerne ao seu chamado e dever na Igreja.'”

13. A revelação não será contrária à palavra revelada

O Espírito opera dentro da estrutura das escrituras, profetas vivos, manuais e líderes, disse o Élder Renlund.

“O Espírito não nos levará a quebrar os mandamentos de Deus ou nossos convênios.”

A revelação sempre estará em harmonia com os ensinamentos das escrituras, dos profetas e da ordem da Igreja, e ninguém jamais se sentirá inspirado a quebrar os mandamentos e a orientação revelados de Deus.

“Lembre-se, a razão pode levar à revelação, mas não pode substituir a revelação”, acrescentou o apóstolo.

14. Quando a revelação pessoal é confirmada pela união, é mais seguro

Quando várias pessoas em uma presidência, quórum, grupo ou irmandade sentem a mesma inspiração, é mais provável que seja uma orientação de Deus, disse o Élder Renlund.

“A união traz poder ao invocar a revelação do céu.”

Fonte: Church News

 

| Vida dos Santos dos Últimos Dias

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *