apostolosA páscoa é uma festa na qual celebramos a libertação. Jesus Cristo é o ponto central da Páscoa – pois Ele é o libertador: venceu a morte física e espiritual, nos concedendo a certeza da ressurreição e a possibilidade de Vida Eterna.

Muitos, porém, o negam ou não o compreendem. Esta é um das principais razões porque Ele chamou Apóstolos e Profetas. A palavra apóstolo vem do grego e significa “enviado” (“Apóstolo” Tópicos do Evangelho). Podemos confiar nas palavras dos apóstolos de Cristo e adquirir a certeza de que Ele vive e nos liberta.

Torna-se um apóstolo alguém que recebe um testemunho especial de Jesus Cristo pelo poder do Espírito Santo. Torna-se apóstolo alguém que é chamado por revelação pelo presidente da Igreja para ocupar uma vaga no quórum dos Doze Apóstolos ou na Primeira Presidência da Igreja.

Os apóstolos são homens comuns, sujeitos a doença, tristeza e dificuldades – tais como nós. Mas possuem um chamado extraordinário. Eles são fieis, compreendem a doutrina e são cheios de amor de Deus. Sua principal responsabilidade é testificar a respeito de Cristo:

“Sinto que as pessoas têm um grande desejo de ouvir o testemunho de um Apóstolo. [Isso é] o que mais satisfaz aqueles que participam da reunião (…) Acho que as pessoas gostam das instruções, dos conselhos, das respostas à suas perguntas e coisas assim, mas o que mais apreciam é ouvir esse testemunho. Não que eles não o possuam, — estamos compartilhando um testemunho que a maioria que o ouve também o possui — mas sendo essa a primeira e a mais importante responsabilidade de um Apóstolo, prestar testemunho de Cristo (…) é o que causa maior impacto.” [1]

Abaixo listamos alguns testemunhos que podem lhe ajudar a adquirir ou fortalecer o seu testemunho e compreensão de Cristo e seu sacrifício. Especialmente para esta Páscoa considere os seguintes testemunhos, de alguns dos Apóstolos modernos:

Élder James E. Faust (falecido):

“Tenho agora o privilégio e a bênção de deixar com vocês meu testemunho e bênção. Faço isso como uma das testemunhas especiais, declarando com toda a convicção de meu ser e todas as células de meu corpo, do alto da cabeça até a sola dos pés, que Jesus é o Cristo e o Redentor do mundo e nosso Salvador, o cabeça desta Igreja. Sei que Ele está próximo da liderança desta Igreja. Sei que Seu Espírito está ao alcance de todos nós individualmente e em nossos chamados. Ele vive. Não tenho dúvida alguma disso. Posso testificar com a mesma convicção e certeza que tinha o irmão de Jarede. Está escrito que, ao ver o dedo de Deus, ele não mais creu, porque passou a saber (ver Éter 3:6, 19).”

“Sei e testifico com as palavras de Pedro. Quando alguns dos santos começaram a se afastar, o Salvador ficou desanimado e perguntou aos Doze: “Quereis vós também retirar-vos?” Pedro respondeu: “Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. E nós temos crido e conhecido que tu és o Cristo, o Filho do Deus vivente” (João 6:67). Por essa mesma autoridade, presto testemunho de Sua divindade e de Seu ser, e sei disso com uma certeza que ultrapassa o conhecimento decorrente do sentido da visão, porque nos é dado pelo Espírito saber com uma certeza maior do que a proporcionada pelos sentidos físicos.”(Inícios, James E. Faust).

Elder Neil L. Andersen:

“Se queremos conhecer o Salvador, precisamos estar dispostos a abandonar as coisas do mundo e oferecer ao Senhor um coração quebrantado e um espírito contrito, com fé em que Ele nos fortalecerá e que Sua obra por fim triunfará. (…) Com absoluta certeza [sei] que [Jesus Cristo] vive hoje. Ele ressuscitou. Por causa Dele, nós também viveremos novamente”. [2]

Elder Jeffrey R. Holland:

“Sei que Deus é, em todas as ocasiões e de todas as maneiras e em todas as situações, o nosso amoroso e misericordioso Pai Celestial. Sei que Jesus foi Seu único filho perfeito, cuja vida foi oferecida com amor pela vontade tanto do Pai quanto do Filho, para a redenção de todos nós, que não somos perfeitos. Sei que Ele Se levantou da morte para viver novamente, e por tê-lo feito, vocês e eu também levantaremos da morte.” [3]

Presidente Henry B. Eyring:

“Sou testemunha da Ressurreição do Senhor tão seguramente como se tivesse estado naquela noite com os dois discípulos, na casa junto à estrada de Emaús. Sei que Ele vive tão seguramente quanto Joseph Smith soube, quando viu o Pai e o Filho, naquela manhã radiante, em um bosque de Palmyra. (…)

(…) Disso testifico, como testemunha do Salvador e nosso Redentor ressuscitado”. [4]

Presidente Thomas S. Monson:

“De todo o coração e com todo o fervor de minha alma, ergo a voz em testemunho, como uma testemunha especial, e declaro que Deus, de fato, vive. Jesus é o Seu Filho, o Unigênito do Pai na carne. Ele é nosso Redentor; o nosso Mediador junto ao Pai. Foi Ele que morreu na cruz para expiar por nossos pecados. Tornou-Se as primícias da Ressurreição. Ele morreu para que todos possam viver de novo. ‘Clamemos, hoje, com fervor: “Eu sei que vive meu Senhor”‘ [“Eu Sei Que Vive Meu Senhor,” Hinos nº 70].” [5]

Para ouvir mais Testemunhos Especiais dos Apóstolos modernos clique aqui.

Já vivi o suficiente para ver grandes milagres realizados pelas mãos dos apóstolos. Testifico que eles realizam a obra do Senhor com grande poder e autoridade. Eles recebem revelação constantemente e são uma bênção para toda nação que os recebe. Todas as pessoas do mundo podem ter o privilégio de ouvir esses homens de seis em seis meses, durante a Conferência Geral da Igreja. Que privilégio! Estamos nos aproximando de mais uma Conferência Geral. Clique aqui para saber mais sobre a Conferência.

 

 

____________

NOTAS

[1] Elder Christofferson, “Deixar que o Santo Espírito Guie“, Profetas e Apóstolos, lds.org

[2] “É necessário sacrifício para conhecermos verdadeiramente o Senhor“, Profetas e Apóstolos, lds.org

[3] Eu Creio, Senhor”,Ensign ou A Liahona, maio de 2013, p. 95

[4] Vinde a Mim”, Ensign ou A Liahona, maio de 2013, p. 25

[5] Eu Sei Que Vive Meu Senhor!”, Ensign ou A Liahona, maio de 2007, p. 22