12 lições da Primeira Presidência e Quórum dos Doze para lidar com a COVID e outras provações

Em março deste ano, fomos apresentados à COVID-19 e por sua causa o mundo vive até hoje uma pandemia. Muita coisa mudou na vida de todos, nossa rotina, trabalho, relacionamento com entes queridos e hábitos. Tudo isso para nos proteger dessa doença maligna. 

Felizmente, pudemos ter acesso às palavras de nossos queridos profetas e apóstolos, que nos instruíram com mensagens de amor, conforto e esperança. 

Confira quais foram os doze tópicos que eles nos ensinaram.

imprensa

1. O antídoto para o medo é a fé em Jesus Cristo

“Estar conectado com Deus é crucial. Ter o sentimento que Deus está andando com você. É um sentimento de confiança no Senhor, de que Ele está cuidando de nós. A única maneira de lidar com o medo é por meio da fé”, disse o Presidente Henry B. Eyring

O Presidente Nelson também prometeu: “O caminho será sempre esburacado a frente, mas o destino será sereno e seguro.” Buscar confiar no Salvador nos traz paz e conforto, o que faz com que o medo seja deixado de lado.

2. O Senhor abençoa Seu povo em momentos de provação e desânimo

“Mesmo em meio à nuvens de tristeza, podemos encontrar coisas boas”, disse o Presidente Nelson. Segundo o Presidente Ballard, “Existem lições que estamos aprendendo agora que nos ajudarão a nos tornar melhores pessoas.”

Por mais que nossas circunstâncias atuais não sejam fáceis, o Senhor nos abençoa com revelação e vontade de encontrar as soluções para nossos problemas.

3. O Senhor prepara Sua Igreja e Seus povo para passar pelos desafios da vida

As revelações proféticas dos últimos anos nos prepararam para esse momento de pandemia. “Por causa da revelação, os líderes da Igreja nunca expressaram medo à medida que a pandemia de COVID-19 afetava o mundo. Ao invés disso, nos perguntávamos: ‘Como podemos melhorar? Como podemos abençoar as pessoas”, disse Élder Dale G. Renlund.

O Élder Ulisses Soares disse que “as revelações que são recebidas pelos líderes da Igreja hoje são parte da preparação para o amanhã, ou ano que vem, ou os próximos anos.”

4. Os desafios são uma oportunidade para refletir sobre nossas vidas

O Élder Jeffrey R. Holland comparou a quarentena como uma espécie de dia do Senhor obrigatório, “onde saímos de nossa rotina, da vida cotidiana, e consideramos nossa dependência de Deus e das bênçãos que normalmente passam despercebidas.” É um momento para ponderarmos sobre nosso relacionamento com Deus.

“Agora que a maioria de nós passa mais tempo em casa e temos a chance de pensar sobre despertarmos para o Senhor. Os eventos recentes podem ser como um alarme espiritual que nos faz manter o foco nas coisas que mais importam”, disse o Élder Quentin L. Cook.

Elder Holland e Elder Cook foram companheiros missionários na Inglaterra

5. Momentos de provação e agitação são importantes para a mudança e o aperfeiçoamento

O Élder Neil A. Andersen disse que esse momento de pandemia pode ser perfeito para mudar nossa perspectiva temporal para uma perspectiva eterna. “Jamais nos encontraremos em uma situação em que o Senhor não nos ensinará se estivermos dignos. O objetivo desta vida é se tornar, não só viver. É um momento para sermos ensinados do alto”, disse.

“Não podemos enxergar esta pandemia como uma barreira, mas como algo que tem o potencial para nos ajudar a melhorar em cada aspecto de nossas vidas”, disse o Élder Dieter F. Uchtdorf.

6. Mesmo em meio à desafios, a obra do Senhor continua progredindo

O Élder David A. Bednar disse que “nenhuma mão ímpia pode impedir o progresso da obra e nenhuma pandemia impedirá que este trabalho progrida também. Em meio a todos os desafios que enfrentamos agora para lidar com esse vírus, o trabalho avança.”

Mesmo com os compromissos e designações canceladas por conta da pandemia, os líderes da Igreja continuaram a ensinar, treinar e abençoar as pessoas por meio da tecnologia. O trabalho do Senhor continuou, mesmo com tantas adversidades. “Podemos reunir nossos membros em qualquer lugar do mundo. E por vídeo, senão por áudio. Podemos nos comunicar com eles. Estamos dando passos para frente a cada final de semana,” disse o Élder Ronald A. Rasband.

7. Tempos difíceis nos dão a oportunidade de ponderar sobre as outras pessoas

A tendência natural do homem é pensar em si mesmo, mas em momentos como esses, podemos “nos virar em direção às outras pessoas e nos preocuparmos com o bem-estar uns dos outros,” disse o Élder D. Todd Christofferson.

O Élder Gerrit W. Gong disse: “O distanciamento social pode existir, mas não significa que estamos espiritualmente distantes.”

Élder Gong e Élder Soares, novos apóstolos

8. O Senhor permite que Seus filhos sejam altamente favorecidos por Ele

Conhecemos a história de Néfi e seu registro no primeiro livro do Livro de Mórmon. Mesmo com tantas aflições em sua vida, Néfi mostra grande gratidão e reconhece as muitas bênçãos que recebeu em sua vida. O Élder Gary E. Stevenson compartilha: “Em meio à aflição e tristezas, o Senhor também nos permitiu ser altamente favorecidos por Ele”.

9. Revelação pessoal ajudará os filhos de Deus a navegar por mares agitados

O Senhor sabe que precisamos de revelação para viver a cada dia e ser inspirados. O Élder Renlund disse que “[A orientação por meio do Espírito Santo] certamente virá a nós”. 

E os membros do Quórum dos Doze também recebem revelação para nos guiar. O Élder Gong disse, “Queremos saber a vontade do Senhor e queremos saber como abençoar Seus filhos.” 

10. Existe poder em ensinar sobre Jesus Cristo e na maneira de fazê-lo

Esse momento de pandemia também se tornou um momento de aprendizado, com a utilização de novos recursos e da tecnologia. “Esse momento permitirá que a Igreja cresça no futuro e influencie mais vidas e faça mais o trabalho de salvação do que antes. Olharemos para trás e enxergaremos esse momento como um tempo fundamental de preparação e não somente algo que tivemos que suportar”, disse Élder Cook.

11. Os filhos de Deus podem olhar para frente com confiança

O Presidente Nelson comentou sobre como viu as pessoas se esforçando durante a quarentena e como aproveitaram o melhor dessa situação. “Aprendi como nossos membros são maravilhosos,” disse. “Heróis individuais vieram à tona. Por exemplo, inúmeros profissionais da saúde e instituições arriscaram muito, mesmo suas vidas, para cuidar de outras pessoas.”

E o Presidente M. Russell Ballard disse: “Sejamos felizes e continuemos a prosseguir, façamos o melhor que pudermos e essas circunstâncias mudarão.”

12. Provações são uma preparação para a eternidade

O Élder David A. Bednar compartilhou, “Com a perspectiva eterna que o evangelho restaurado nos traz e a graça que nos vem por meio da Expiação do Salvador, podemos aprender lições da adversidade da mortalidade que nos preparam para as bênçãos da eternidade. Precisamos orar. Precisamos buscar. Precisamos pedir. Temos olhos para ver, e ouvidos para ouvir. Mas podemos ser grandemente abençoados para aprender lições que nos abençoarão agora e para sempre.”

Fonte: Church News

| Profetas Hoje

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *