A resposta de Joseph Smith a um pastor que pediu sinais da veracidade do evangelho

A maioria de vocês vai lembrar de quando Serém negou a Cristo e pediu um sinal. Ele conseguiu, mas foi ferido.

“E aconteceu que ele me disse: Mostra-me um sinal, por esse poder do Espírito Santo mediante o qual sabes tanto.

E eu disse-lhe: Quem sou eu para tentar a Deus, a fim de mostrar-te um sinal do que tu sabes ser verdade? Não obstante, tu negá-lo-ás, porque és do diabo. Contudo, não seja feita a minha vontade; mas se Deus te ferir, que seja esse um sinal para ti de que ele tem poder tanto nos céus como na Terra; e também de que Cristo virá.  E seja feita a tua vontade, ó Senhor, e não a minha.

E aconteceu que quando eu, Jacó, disse estas palavras, o poder do Senhor desceu sobre ele, de modo que ele caiu por terra” (Jacó 7:13-15).

 

Veja também: 14 dicas excelentes para quem tem dificuldade de estudar as escrituras (você não pode ignorar a #9)

Sinais da veracidade do evangelho restaurado

Algo semelhante quase aconteceu quando um homem foi até Joseph Smith e pediu um sinal para provar que o evangelho era verdadeiro.

Quando a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foi fundada pela primeira vez, as pessoas se levantavam e perguntavam: “Que sinal você nos mostrará para que possamos acreditar?”

Lembro-me de um pastor que foi até Joseph Smith, acho que se chamava Hayden. Ele entrou e se apresentou a Joseph, e disse que tinha percorrido uma distância considerável para ser convencido da verdade.

“Por quê”, disse ele, “Sr. Smith, quero saber a verdade, e quando estiver convencido, vou gastar todo o meu talento e tempo na defesa e divulgação das doutrinas de sua religião, e quero que saiba que convencer-me é equivalente a convencer toda a minha sociedade, totalizando várias centenas”. Bem, Joseph começou a expor a ele o surgimento da obra e os primeiros princípios do Evangelho, quando o Sr. Hayden, exclamou:

Pode ser interessante: O que aprendemos com Joseph Smith sobre adversidade

“Ó, isso não é a prova de que eu precisava, a prova que eu gostaria de ter, é um notável milagre, eu quero ver alguma poderosa manifestação do poder de Deus, eu quero ver um milagre notável; e se realizar tal, então acreditarei com todo meu coração e alma, e exercerei todas as minhas forças e toda a minha grande influência para convencer os outros; e se você não fizer um milagre desse tipo, então eu sou o seu pior e mais perigoso inimigo”.

“Bem” disse Joseph: “O que desejas? Queres ficar cego ou mudo? Queres ficar paralisado, ou queres ter uma mão atrofiada? Faça a sua escolha. Escolha o que quiser, e em nome do Senhor Jesus Cristo será feito”.

Esse não é o tipo de milagre que eu quero”, disse o pastor “Então, senhor”, respondeu Joseph, “Não há nada que eu possa fazer,  não vou trazer qualquer problema sobre qualquer outro corpo, senhor, para convencê-lo.” (Journal of Discourses, Vol.2, p. 326 – P. 327, George Albert Smith, 24 de junho de 1855)

Fonte: Meridian Magazine

| Para refletir

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *