Pergunta

Olá vovô,

Estou confuso. Existem religiões demais. Na verdade, todas eles aceitarem o fato de que somos seres espirituais e estamos aqui só por um tempo. Precisamos mesmo das religiões? Porque desconfio que Jesus não era a favor das religiões organizadas, mas sim da liberdade espiritual, assim como as crianças!

Charles

Resposta

Querido Charles,

Vamos fazer uma suposição. Suponha que há um Deus que é o Pai literal dos espíritos de todas as pessoas. Vamos supor que Ele deseja que todos os Seus filhos desfrutem a felicidade máxima durante a vida na mortalidade e que quando morrem vão voltar a viver com Ele. Mas o Pai vive em um mundo onde há somente a perfeição e qualquer conceito de egoísmo, ego, orgulho ou qualquer forma de avareza não pode ser tolerado lá. Então o Deus Pai chamou certas pessoas muito justas para representá-lo para o resto do povo e instruiu as pessoas de modo que homens podem mudar a vida a fim de qualificarem-se para viver com Deus, depois que morrem. Ele também organizou-os em grupos de estudo, para que possam aprender de modo eficaz o caminho da vida e da salvação e receber apoio mútuo uns dos outros ao buscarem seu objetivo comum.

Satanás, que é o adversário de toda a justiça, na tentativa de destruir a obra de Deus que foi projetada para trazer Seus filhos de volta à Sua presença, estabelece muitas organizações falsas que ensinaram princípios que agradam os interesses de muitos, mas que não têm o poder nem autoridade para aperfeiçoar ou redimir os homens.

Acontece que todas essas suposições acima são verdadeiras. Existe a necessidade de uma organização que ensine aos homens a verdade e leve-os de volta à presença de Deus. É para isto que a Igreja de Deus serve. Há somente uma organização assim que é patrocinada e aprovada por Deus. Todas as outras têm algumas verdades, mas nem todas.  Então precisamos da religião de Deus para nos trazer de volta à Sua presença. Essa religião é centrada no grande sacrifício expiatório do Salvador e Redentor da humanidade, que é Jesus Cristo o Senhor, o Filho Unigênito do Pai, que aceitou, diante de Deus, a responsabilidade por todas as coisas ruins que todas as pessoas fazem. Ele pagou o preço por todos aqueles pecados que exigiu uma justiça eterna, para que se qualquer indivíduo que levasse a vida de acordo com os ditames do Salvador ou dos Seus representantes apostólicos aqueles pecados não sejam cobrados, e ele seria perdoado por tê-los cometido e receberia permissão de entrar na presença de Deus, Seu Pai e viver para sempre em completa alegria, felicidade e perfeição. Por isso é necessário que exista a Igreja de Jesus Cristo.

Vovô.

 

Fonte: AskGramps

Relacionado:

3 Razões que Tornam a Religião Necessaria na Sociedade