Tenho lidado com minha depressão desde eu tinha 12 anos. São quase duas décadas (por favor, não faça as contas) testando o que funciona, o que não funciona e como manter a minha sanidade. Definitivamente não aprendi tudo o que se pode saber, e depressão é um monstro que muda constantemente. Ela é o camaleão mais evoluído de todos que parece se intrometer em os aspectos da sua vida. Mas aprendi o suficiente para me ajudar não só superar os tempos difíceis, mas a encontrar alegria na vida. Se você está sofrendo, então aqui estão os truques e dicas que me ajudaram.

1 – Ler as Escrituras e Orar

Eu sei que essa dica parece óbvia ou inútil. Mas ela é a número um por uma razão muito boa: quanto mais perto você está de Deus melhor é sua vida. Basicamente, ter o espírito de Deus com você traz luz à vida. Deus é igual a luz e luz é igual a felicidade. O desespero não encontra lugar em um coração cheio de luz, e um coração fica cheio de luz quando está perto de Deus.

Além disso, o estudo das escrituras e a oração formam um canal até o Senhor. Passei os primeiros quatro anos da minha depressão — praticamente todo o ensino médio — quase todos os momentos em oração. Por vezes passei horas e horas de joelhos. Não fui magicamente curada, mas fui fortalecida. Mesmo agora, depois de anos lidando com isso, eu ainda encontro forças ao orar e encontro ajuda e respostas nas escrituras.

2 – Fazer o que Ama

A depressão pode fazer você sair de si e negligenciar a vida em favor da sobrevivência. O Ardil 22 é que quanto mais você se concentrar na sobrevivência, mais você negligenciará aquilo que vai ajudá-lo a viver; quanto mais você parar de fazer as coisas que você ama, mais você se afundará num mar de infelicidade. Portanto, mesmo quando for difícil, mesmo quando você tiver vontade de apenas ficar sozinho ou ficar na cama o dia todo e bloquear o mundo, faça o que ama. Você pode não achar que ama no momento, mas quanto mais você tentar, mais fácil será. Um dia você ficará feliz por ter persistido.

3 – Socializar-se

Sabe qual é outro efeito desagradável da depressão? Se esconder do mundo e das pessoas. Mas isto é um erro porque as pessoas podem trazer luz e alegria. Sua família e seus amigos querem ajudá-lo e só o fato de ter outro ser humano com quem compartilhar seus problemas com pode fazer uma enorme diferença. Além disso, ficar sozinho é mais deprimente. A solidão e a depressão se alimentam uma da outra. Não faça isso consigo mesmo; não torne sua vida ainda mais difícil e sua depressão ainda mais forte.

4 – Servir

Quando você está com depressão, você fica focado quase que exclusivamente em si mesmo; é aquele mecanismo de sobrevivência desagradável. Todo o seu esforço e pensamento são usados para “empurrar as coisas com a barriga” e aguentar só mais um dia. Outro erro. Se você conseguir pensar em outra pessoa em vez de só pensar em si mesmo, você sentirá seus fardos aliviados. Até um breve momento de trégua é capaz de te dar força. Não é necessário fazer nada grande. Lavar a louça para a sua mãe ou colega de quarto ou cônjuge; ligar para um amigo em necessidade; visitar uma casa de repouso. Procure na Internet por [qualquer coisa] (apenas sirva). Aliviar os fardos de outras pessoas aliviar o seu próprio.

5 – Buscar Ajuda

Seja tomar remédio, fazer terapia ou aconselhamento, busque ajuda. Não há vergonha nenhuma em qualquer uma dessas coisas. Por cerca de dois anos meus pais ficaram agoniados sem saber como me ajudar. Eu estava falando com um profissional, mas não estava ajudando em nada. Tomar remédio era uma opção, mas eles não queriam iniciar algo do qual eu teria de depender pelo resto da minha vida… eu não era tão exigente. Eu só queria alívio para minha agonia. Para encurtar a história, depois de uma intervenção divina eu finalmente comecei a tomar a medicação que mudou minha vida da noite para o dia. A diferença foi gritante e incrível.

O tipo de ajuda varia de acordo com suas circunstâncias. Talvez você tenha um desequilíbrio químico, como eu tinha, então você precisa de medicação. Talvez você esteja passando por um momento difícil e precise conversar com uma terceira pessoa, alguém que não te conhece. Seja qual for a sua circunstância, busque ajuda e não se preocupe com o que os outros pensam. Não se trada da vida deles, sim da sua.

6 – Desenvolver Hábitos Saudáveis

A maneira que o corpo, o cérebro e o espírito se interligam é um mistério que o homem ainda tem que desvendar. Sim, existem teorias, mas todas se resumem a uma que afeta todas. Você não se sente fisicamente doente ou cansado quando está deprimido? O homem pode não compreender isto completamente, mas Deus entende. Caso contrário, ele não nos teria dado a palavra de sabedoria mais de um século atrás, muito antes de a ciência fazer a conexão entre o bem-estar físico e mental.

Exercícios

Eu corro todos os dias. Eu preciso. É a corrida, a atividade física que clareia minhas ideias e ajuda a aliviar a tensão. Nos dias em que eu não corro, sinto meu corpo e espírito doentes. Obviamente nem todos podem correr. Ande. Faça yoga. Levante peso. Faça uma trilha. Faça algo que faça você se mexer de alguma maneira.

Alimentação Balanceada

Assim como os exercícios podem ajudá-lo tanto fisicamente quanto emocionalmente, ter uma dieta saudável também ajuda. Sabe aquela sensação de que comeu um boi que você tem depois do natal? Você se enche de peru e panetone e a próxima coisa de que se dá conta é que está dormindo e babando no sofá. Então você acorda e parece que um caminhão te atropelou. É assim que me sinto quando como muito açúcar, mas o caminhão é depressão. Saiba como os alimentos afetam você e coma moderadamente daqueles que deixam você com a sensação do caminhão.

Sono

A depressão mexe com tudo, uma dessas coisas é sua rotina natural de sono. Quando estou passando por um período depressivo, não consigo dormir à noite e durmo até mais tarde no dia seguinte. Não sei o que é isso, mas este é um fenômeno bastante comum entre as pessoas com problemas emocionais/mentais. Ao mesmo tempo, eu sempre me sinto emocionalmente melhor quando consigo acordar cedo. Embora não seja sempre possível, tente manter uma boa rotina de sono: deite cedo e acorde cedo.

7 – Ser Paciente

Você terá dias ruins (eu chamo os meus de dias sombrios), aqueles momentos quando você parece estar em um buraco, apesar de tudo o que fizer. Você pode ter feito todas essas coisas nesta lista religiosamente (eu faço) e ainda assim se pegar lutando contra a depressão. Seja paciente consigo mesmo e com o Senhor. Não existe nenhuma cura mágica, nenhum tratamento que vai tornar você “normal”. Mas tudo bem. Quando esses sentimentos sombrios vierem, examine-os. Pergunte a si mesmo por que está tendo um dia ruim, provavelmente aconteceu algo com o que você consegue lidar. Talvez você brigou com alguém da família ou ouviu uma história triste. Resolva o que puder e tenha fé quando se deparar com algo que não puder resolver.

8 – Amar a Si Mesmo

Ame a si mesmo, ame o ser incrível, único e que vale muito a pena que você é. Não importa o que você acha que tenha feito, como é sua aparência ou que você se ache uma pessoa horrível, você é divino e importante. Permita que essa alma incrível brilhe. Se você não conseguir assumir seu papel de filho de Deus, então comece devagar. Encontre algo bom sobre si mesmo. Se não conseguir encontrar algo, peça ajuda a um amigo ou membro da família. Alguém vai conseguir ajudar. Você é amado por muitas pessoas.

9 – Começar um Diário da Felicidade

Parece uma ideia nerd, mas isso ajuda. Eu mantenho uma coleção de citações, pensamentos e imagens que me fazem feliz. Cada vez que me deparo com algo que me alegra o coração, eu adiciono à pilha. Você pode querer anotar no seu diário algumas coisas todos os dias acontecem de bom. Eu fiz isso durante um ano inteiro depois que meu irmão morreu, e descobri a beleza nas pequenas coisas.

10 – Escolher a Felicidade

O mais importante é que você precisa escolher a felicidade. Ela não simplesmente acontece; tem que ser uma decisão, um esforço. Mesmo durante os momentos ruins — principalmente durante os momentos ruins — sorria. Sorria e escolha a alegria.

Escrito por Allison Weber e traduzido por Luciana Fiallo.

Fonte: mormonhub.com