Uma nova iniciativa global do Sistema Educacional da Igreja trará a educação para os membros da Igreja em todo o mundo “no caminho do Senhor”, anunciou o Élder Kim B. Clark, Setenta autoridade geral e comissário de educação da Igreja, durante a transmissão anual do treinamento para os Seminários e Institutos de 2016 realizado em Utah em 14 de junho.

“O Senhor está se movendo com grande poder na terra para tornar a educação disponível para muitos mais dos seus filhos, e para reforçar a aprendizagem e ensino de todos os tipos em seu reino”, ele disse. “Estamos em um caminho para o futuro que nos levará para um novo terreno espiritual e educacional. O Senhor nos convida a fazer coisas novas. Ele está nos orientando para mudar a nossa forma de trabalhar, de fazer melhor e ser melhor do que nunca.”

Mais de 50.000 instrutores e seus cônjuges de 150 países ouviram – no Centro de Conferências ou via online – líderes da Igreja abordarem temas voltados para funcionários e jovens do Sistema Educacional da Igreja (SEI). Além de Élder Clark, falaram a Irmã Neill F. Marriott, segunda conselheira na presidência geral das Moças, e Chad H Webb, administrador dos Seminários e Institutos de Religião.

Painel de discussão - Seminários e institutos

Professores do seminário e do instituto assistem um painel de discussão sobre o novo programa. Imagem via mormonnewsroom.org.

Em uma mesa redonda gravada anteriormente, os líderes da Igreja compartilharam sua visão do programa Domínio Doutrinário, anunciado a pouco tempo. O painel incluiu a participação de Élder Clark, da irmã Bonnie L. Oscarson, presidente geral das Moças, do Irmão Webb, de Tom Valetta, desenvolvedor do currículo, da irmã Heidi H. Weed, uma das diretoras do seminário, e de Dan Hedlund, um instrutor do seminário.

A Iniciativa de Educação Global do SEI

Durante seu discurso, o Élder Clark anunciou uma nova iniciativa e encorajou os instrutores do seminário e do instituto a “serem melhores e fazerem melhor do que jamais foi feito.”

Com o foco em educar a nova geração de forma mais profunda e poderosa do que no passado, o Élder Clark falou sobre o convite do Senhor para aprender com Ele, e tornar-se participante de “Seu poder divino.” É esse poder que levará o Sistema Educacional da Igreja para o futuro.

“Agora, em junho de 2016, podemos ver um pouco mais sobre o futuro da educação da Igreja, com maior clareza e compreensão, do que em agosto do ano passado”, disse o Élder Clark. “Quero compartilhar com vocês o que nos foi dado pelo Senhor desde aquela época, e o que isso significa para todos nós.”

Com o desejo de “alcançar mais amplamente toda a Igreja e oferecer a muitos mais membros os tipos de oportunidades educacionais” disponíveis através do Sistema Educacional da Igreja, o Élder Clark falou das discussões que o comitê executivo do Conselho de Educação da Igreja teve ao longo dos últimos meses.

Começando no ano passado, o grupo discutiu formas de proporcionar oportunidades de educação para os membros da Igreja, onde quer que a Igreja esteja organizada. A partir dessas discussões surgiu uma nova iniciativa – a Iniciativa de Educação Global do SEI.

“Eventualmente, as oportunidades da iniciativa incluirão a educação religiosa como uma parte essencial e fundamental de qualquer programa que podemos oferecer”, disse o Élder Clark.

A Iniciativa de Educação Global do SEI irá fornecer oportunidades educacionais para estudantes de todo o mundo através da coordenação entre os diferentes programas da Igreja a um custo acessível. O Élder Clark guiou os instrutores por meio de quatro princípios orientadores da nova iniciativa.

Primeiro, educação. “Educação – a luta pela perfeição – é uma experiência espiritual essencial para a construção do reino de Deus e o estabelecimento de Sião”, disse o Élder Clark. “A inclusão da instrução religiosa, as experiências advindas das reuniões e um foco espiritual na aprendizagem online será essencial.”

Em segundo lugar, o Élder Clark disse que a Iniciativa de Educação Global será um trabalho colaborativo amplo, envolvendo todas as instituições do Sistema Educacional da Igreja.

“Faremos parceria com os serviços de Auto-Suficiência, o Departamento Missionário e outros departamentos da Igreja, conforme o caso, e nos apoiaremos o máximo possível nos recursos, cursos e programas que já existem”, ele disse.

Em terceiro lugar, as aulas serão entregues online, em institutos e capelas.

“Instrução em locais de ensino, incluindo escolas técnicas locais, faculdades e universidades, combinadas com a educação religiosa em um instituto local, é uma parte importante desta iniciativa.”

E em quarto lugar, “os alunos irão acessar os programas por meio de suas unidades locais da Igreja, guiados pelos líderes do sacerdócio, apoiados pelo SEI e os serviços de Auto-Suficiência. Este padrão garante que a Presidência da área, Setentas de Área, presidentes de estaca e bispos/presidentes de ramos façam parte desta iniciativa em seu ministério. Quando isso acontecer, o trabalho ocorrerá sob a direção das chaves do sacerdócio”.

A nova iniciativa tem implicações importantes para os instrutores, diretores e administradores nos programas de seminário e instituto, disse o Élder Clark.

“Seu papel nesta iniciativa é fundamental”, ele disse aos instrutores e líderes presentes. “Em primeiro lugar e mais importante, a educação religiosa é o fundamento de todos os programas que oferecemos. Os objetivos da iniciativa são todos centrados no evangelho, e, portanto, o ensino do evangelho é crítico.”

A Iniciativa de Educação Global  trará muitas mais pessoas para os institutos e seminários e os institutos serão responsáveis pela implementação e gestão dos programas de ensino secundário da iniciativa.

“De formas muito importantes, a iniciativa permite-nos centrar nos carentes e aqueles que lutam”, ele disse. “O Salvador convidou-nos a procurar a ovelha perdida. Através da iniciativa, e através de seus esforços, vamos fazer isso tanto física como espiritualmente.”

Um senso de pertencimento

Durante seu discurso, a irmã Marriott falou da importância da criação de uma sala de aula onde os alunos  sintam “um senso de pertencimento.”

Neill F Marriot e marido falam com jovem

Neill F. Marriot e seu marido, David C. Marriott, respondem a perguntas após a apresentação. Imagem via mormonnewsroom.org.

“Como podemos criar um lugar que não pertença ao mundo?”, ela perguntou. “Nós consistentemente colocamos algo melhor – o Espírito – em seu lugar. Nós impregnamos a sala de aula com verdade e honestidade – duas virtudes que faltam no cenário mundano. A busca honesta dos alunos pela verdade pode ser recompensada em sua sala de aula com sólida compreensão espiritual, que permanecerá com eles quando voltarem para o mundo”.

Vendo o exemplo do Salvador, a Irmã Marriott falou dos lugares em que o Salvador ensinou durante Seu ministério. Se foi em uma colina, dentro de uma casa, perto de um poço, ao lado de um campo, dentro de um barco ou em um quarto superior privado, o Salvador “escolheu lugares diferentes dos escolhidos pelo mundo para ensinar seus seguidores.”

“Vocês, professores do seminário e instituto, podem fazer o mesmo – bem dentro das paredes de sua sala de aula, seja na igreja, em um edifício escolar, ou em suas próprias casas”, ela disse. “Sim, eles entrarão em sua sala de aula com uma ampla variedade de atitudes. Eu lhes pergunto, como eles estarão ao irem embora?”

Os professores têm a oportunidade de facilitar a conexão com o Espírito e com poderosas verdades que se relacionam com a vida dos estudantes. Embora a diversão na classe seja convidativa para a juventude, as aulas não devem ser efêmeras, ensinou a irmã Marriott.

“Somente verdades doutrinárias de Jesus Cristo têm o poder salvador – e o Pai Celestial quer que Seus filhos sejam salvos”, ela disse. “Trabalhamos sob seu poder e direção.”

Ajudar os alunos a entender a “realidade diária da redenção de Cristo deveria ser dominante em nossas mentes e nas mentes dos estudantes”, ela disse.

“Quando eles sentem que Ele os ajudará a superar as trevas do mundo, esperança e uma ligação espiritual emanam em suas vidas”, ela disse. “Sua sala de aula pode ser um lugar de conexão. Eles vão aprender, com a mente e o coração, que Ele irá guiá-los no caminho. Ele vai curar nossas feridas e Ele o fará mais cedo do que mais tarde, se eles, os jovens, se abrirem e confiarem Nele.”

A irmã Marriott falou sobre a forma adequada de abrir-se para os alunos, sobre partilhar experiências pessoais sem “nenhuma perfeição fingida.”

“Essa autenticidade será um presente de boas-vindas aos seus alunos, e então eles terão um padrão para aplicar o verdadeiro evangelho em seus próprios desafios, assim como você aplica”, ela disse.

Novamente usando o Salvador como um exemplo, a irmã Marriott falou da criação da Terra como um padrão para a criação de um ambiente de sala de aula “divinamente concebido”. Fé, planejamento espiritual, esforço amoroso e ordenado, obediência estrita e uma compreensão do que os filhos do Pai Celestial precisam para crescer e prosperar são padrões que um professor pode simular em sua sala de aula, o “modo do Senhor”.

“É o seu espaço”, ela disse. “Eu gosto de pensar que nas melhores salas de aula realmente não existem espaços vazios. De uma parede a outra, do chão ao teto, tudo está cheio de amor e aceitação, tudo construído sobre a fé na Expiação e nos ensinamentos do Salvador”.

O novo programa Domínio Doutrinário irá facilitar o questionamento e a busca honesta.

“Algumas dúvidas e o tom dos alunos pode soar como ofensa”, ela disse. “Ame-os onde eles estiverem e deixe que eles saibam que você aprecia sua pesquisa honesta. Quando não sabemos as respostas dizemos: ‘Eu não sei, mas eu ainda quero falar com você.” E, então, trabalhe com os alunos, com respeito e em espírito de oração, para encontrar a melhor resposta disponível.

“No entanto, o modo de aprendizado do evangelho de dar comidinha na boca deve parar! Professores, joguem sua colher no lixo e entreguem uma pá aos alunos! Eles também precisam cavar as respostas.”

Domínio Doutrinário

No mais recente devocional “Noite com uma Autoridade Geral” para o pessoal do seminário e instituto, o Élder M. Russell Ballard, do Quórum dos Doze Apóstolos, explicou a necessidade de proteger os estudantes de influências mundanas que enfraquecem sua fé.

“Ele encorajou-nos a ajudá-los a seguir o padrão do Senhor de descobrir a verdade e a ajudá-los em seus esforços para encontrar respostas às suas perguntas”, disse o irmão Webb. “Para responder a esta necessidade, ele anunciou que o Conselho de Educação da Igreja aprovou recentemente um programa chamada Domínio Doutrinário, que ele se referiu como “inspirado e oportuno.”

Detalhando a finalidade e os elementos do Domínio Doutrinário, o irmão Webb disse que a nova iniciativa ajudará os alunos a aprofundarem a compreensão da verdadeira doutrina e a construírem sua fé ao pensarem e responderem as perguntas.

“A mesma necessidade que estamos abordando para a nossa juventude através do programa Domínio Doutrinário existe entre os jovens adultos”, ele disse. “No entanto, não estamos pedindo aos professores do instituto para implementar o programa Domínio Doutrinário. Esta necessidade será satisfeita por meio dos cursos fundamentais do evangelho, onde os professores irão incorporar os princípios associados ao programa Domínio Doutrinário.

O irmão Webb ensinou aos ouvintes os fundamentos da nova iniciativa, começando com o tema “Adquirir Conhecimento Espiritual”, que inclui três princípios fundamentais – agir com fé, examinar conceitos e questões com uma perspectiva eterna, e buscar uma maior compreensão por meio de fontes divinamente designadas.

Chad H Webb ensina seminario e instituto

Chad H. Webb, administrador dos seminários e Institutos de Religião, introduz o novo programa Domínio Doutrinário para professores do seminário e do instituto. Imagem via mormonnewsroom.org.

“Após aprenderem os padrões necessários para adquirir conhecimento espiritual, será dado aos alunos a oportunidade de aplicar esses princípios ao estudarem os nove temas doutrinários descritos no Documento Principal do Domínio Doutrinário, e ao usarem o currículo do Vem e Segue-me“, ele disse.

Dentro de cada tópico doutrinário, declarações fundamentais da doutrina foram identificadas e são suportadas por referências de escritura que serão usadas no ensino e reforçarão as declarações de doutrina. Rever exercícios e estudos de caso ajudará os alunos a aplicarem as doutrinas em suas próprias vidas.

“Ensine a verdade. Ensine-a com bondade, mas ensine de forma clara e com um testemunho puro. Ensine o evangelho como é ensinado pelas escrituras e pelos profetas modernos de Deus. Ensine que uma busca honesta da verdade exige esforço. Perguntas complexas não podem ser respondidas com respostas superficiais.”

Para mais informações sobre o programa Domínio Doutrinário, visite o site lds.org.

Este artigo foi escrito por Marianne Holman Prescott no Church News. Traduzido por Esdras Kutomi.