Alguma vez você já se perguntou se Deus se importa com onde serve missão? Já se perguntou se há um sinal que pudesse confirmar isso?

Existem alguém aleatório sentado em algum lugar jogando dardos em um tabuleiro com a sua cara?

Sempre achei que não importava onde eu servi porque independentemente de onde eu fui, haveria pessoas precisando do evangelho.

Pensei assim até os missionários na minha área me ligarem e marcar para encontrá-los em um cruzamento de nossa cidade. Eles tinham furado o chão batendo portas quando eles tiveram uma visão que solidificou para sempre o meu entendimento da mão do Senhor em meu chamado para servir ao povo de Michigan.

Rua Élder

“Encontraremos você na esquina da Rua Élder com a Rua Trimble quando você puder”, disseram meus companheiros missionários.

“Vocês estão tentando me pregar uma peça?” perguntei.

“Não, é sério… Venha até aqui!”

Então, meu companheiro e eu fomos de carro até lá. Os outros missionários estavam esperando quando estacionamos. Eles estavam apontando para cima em direção a uma placa de rua.

Eu mal conseguia crer no que via. Lá estávamos nós, na esquina das ruas “Élder” e “Trimble”.

Minha missão

Ouvi muitos ex-missionários que sabiam o porquê de terem sido enviados onde serviram. Mas para mim, um jovem missionário, eu não tinha ideia por que tinha sido enviado para onde fui. Michigan era um lugar frio, com neve, gelo, onde as pessoas adoravam hibernar em casas por 7 meses do ano e bater a porta na nossa cara, se pedíssemos para entrar.

Pessoalmente, eu achava que não estava fazendo diferença nenhuma. Mas ao longo do tempo, dediquei-me ao trabalho e esqueci do calor do sol e das ondas frias do Sul da Califórnia e comecei a entender meu propósito em Michigan.

Havia pessoas com quem só eu poderia falar. Não porque eu era melhor do que ninguém, mas porque fui enviado para eles. Preparado para eles. Meu passado, minhas experiências de vida e meu ponto de vista foram feitos especificamente para essas pessoas. E eu sabia disso. Sem dúvida… Eu sabia disso.

Não fico buscando sinais, mas eu sei que Deus dá sinais para aqueles que olham para eles. Neste caso, recebi um sinal literal. Foi na minha última área… A última onde servi antes de ir para casa que recebi esse sinal. Muitos dirão que foi coincidência, mas eu ficaria curioso para saber quantos cruzamentos neste mundo formar “Élder Trimble”.

Um Sinal

Isto é sério. Eu gostaria de saber quais as chances de ser enviado para uma parte do mundo e encontrar o cruzamento pouco antes de terminar a missão.

Passei por muita coisa para chegar na missão. Não foi fácil. Eu sacrifiquei muito. Aquilo foi um tipo de selo de aprovação de todo o calvário. Foi a forma de Deus dizer… “Vejo você daqui filho… Vejo seu trabalho”.

É difícil para mim ver de outra maneira quando combino isso a tudo o que vivi.

O Senhor sabe exatamente para onde Ele nos envia. Você pode não saber agora, mas ficará evidente nos próximos dias, meses e anos. Não é um processo aleatório onde te mandam para os quatro cantos do mundo para preencher lacunas.

E as pessoas se perguntam por que tenho tanta certeza de que o evangelho é verdadeiro e que os missionários são chamados por Deus.

Escrito por Greg Trimble e traduzido por Luciana Fiallo Alves

Fonte: www.gregtrimble.com