O Cão de Estimação do Profeta Joseph Smith

cão

Se na imagem mental que você faz da estadia do Profeta Joseph Smith na cadeia de Liberty aparece um cão mastiff inglês de 100 kg, você está imaginando errado.

O estudioso SUD Alexander L. Baugh apresentou vários documentos na Conferência da Associação de História Mórmon em 2 de junho que nos dizem muito sobre o amado cão do profeta, o Velho Major. Baugh revelou ainda que o cão passou um tempo na cadeia de Liberty com Joseph Smith, recusando-se a sair do lado dele.

O primeiro relato da presença do cão vem de George A. Smith, que escreveu ele foi dado a Joseph para proteção, por um homem conhecido como Pai Baker. George A. Smith falou sobre o semblante do cão e o amor que ele tinha por seu dono:

“O cão era muito apegado a Joseph e geralmente estava ao seu lado, vigiando tudo o que se aproximava do acampamento”.

O filho do Profeta, Joseph Smith III também confirmou a fixação do Velho Major ao seu pai. Relembrando a infância, Joseph Smith III escreveu, “Eu me lembro do pai se afastando de casa e nosso cão branco gigante pulando de uma janela superior para uma plataforma abaixo afim de acompanhá-lo”.

Da coleção recém-descoberta de documentos de Iowa, duas cartas de Aaron W. Harlan para o Daily Post de Keokuk, em Iowa, datadas de 17 de fevereiro e 2 de março de 1888, relatam várias reuniões com o profeta. Na carta final, Harlan faz um comentário sobre a saúde e o peso do Velho Major:

“Sentei-me à mesa para comer com ele e brinquei com seu cão e, percebendo que o cão estava ficando velho, eu disse ao Sr. Smith, ‘seu cachorro está mais gordo que o normal’. ‘Sim’, disse o Sr. Smith, ‘ele vive como eu deve continuar assim enquanto nós dois vivermos’, e em seguida, acrescentou que quando era prisioneiro em Missouri, aquele cachorro não conseguiu ficar longe dele e dele e por meses enquanto ele dormia o cão sempre ficava acordado ao seu lado”.

Relato de um familiar sobre o cão

Inez Smith Davis, bisneta do profeta, narra a ida do profeta à cadeia de Carthage, “O clima no ar era que uma grande tragédia se aproximava, pelo menos aqueles mais próximos e queridos de Joseph e Hyrum sentiram a calamidade iminente. Até mesmo o Mastiff gigante de Joseph, o Major, pela primeira vez em sua vida fiel, se recusou a obedecer às ordens de ‘volte para casa’ e insistiu em ficar perto de seu dono”.

Dr. Alexander L. Baugh, que escreveu um estudo sobre a história do cão, disse:

“Uma das coisas que sabemos é que essa raça de cães pode sentir perigos e problemas iminentes. Quando Joseph e Hyrum foram para Carthage, aparentemente, o Velho Major tentou segui-los. Ele pulou pela janela e correu atrás deles. Obviamente, ele ficou pra trás por causa da velocidade dos cavalos.”

Estima-se que o Velho Major tinha cerca de 10 anos de idade quando o profeta foi martirizado em Cartage.

Escrito por  Gabriella Loosle e traduzido por Luciana Fiallo.

Fonte: www.mormonhub.com

Relacionado:

https://mormonsud.net/para-refletir/porter-rockwell-o-guarda-costas-de-joseph-smith/

 

| Inspiração
Publicado por: Luciana Fiallo
Tradutora e intérprete de formação e paixão. Escolheu essa profissão para, no futuro, poder fazer lição de casa com os filhos e continuar trabalhando.
O uso de Piercings na Igreja de Jesus Cristo - o que ensinam os...
Homem pensando
O que os críticos não compreendem sobre o significado de...

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *