Se na imagem mental que você faz da estadia do Profeta Joseph Smith na cadeia de Liberty aparece um cão mastiff inglês de 100 kg, você está imaginando errado.

O estudioso SUD Alexander L. Baugh apresentou vários documentos na Conferência da Associação de História Mórmon em 2 de junho que nos dizem muito sobre o amado cão do profeta, o Velho Major. Baugh revelou ainda que o cão passou um tempo na cadeia de Liberty com Joseph Smith, recusando-se a sair do lado dele.

O primeiro relato da presença do cão vem de George A. Smith, que escreveu ele foi dado a Joseph para proteção, por um homem conhecido como Pai Baker. George A. Smith falou sobre o semblante do cão e o amor que ele tinha por seu dono:

“O cão era muito apegado a Joseph e geralmente estava ao seu lado, vigiando tudo o que se aproximava do acampamento”.

O filho do Profeta, Joseph Smith III também confirmou a fixação do Velho Major ao seu pai. Relembrando a infância, Joseph Smith III escreveu, “Eu me lembro do pai se afastando de casa e nosso cão branco gigante pulando de uma janela superior para uma plataforma abaixo afim de acompanhá-lo”.

Da coleção recém-descoberta de documentos de Iowa, duas cartas de Aaron W. Harlan para o Daily Post de Keokuk, em Iowa, datadas de 17 de fevereiro e 2 de março de 1888, relatam várias reuniões com o profeta. Na carta final, Harlan faz um comentário sobre a saúde e o peso do Velho Major:

“Sentei-me à mesa para comer com ele e brinquei com seu cão e, percebendo que o cão estava ficando velho, eu disse ao Sr. Smith, ‘seu cachorro está mais gordo que o normal’. ‘Sim’, disse o Sr. Smith, ‘ele vive como eu deve continuar assim enquanto nós dois vivermos’, e em seguida, acrescentou que quando era prisioneiro em Missouri, aquele cachorro não conseguiu ficar longe dele e dele e por meses enquanto ele dormia o cão sempre ficava acordado ao seu lado”.

Relato de um familiar sobre o cão

Inez Smith Davis, bisneta do profeta, narra a ida do profeta à cadeia de Carthage, “O clima no ar era que uma grande tragédia se aproximava, pelo menos aqueles mais próximos e queridos de Joseph e Hyrum sentiram a calamidade iminente. Até mesmo o Mastiff gigante de Joseph, o Major, pela primeira vez em sua vida fiel, se recusou a obedecer às ordens de ‘volte para casa’ e insistiu em ficar perto de seu dono”.

Dr. Alexander L. Baugh, que escreveu um estudo sobre a história do cão, disse:

“Uma das coisas que sabemos é que essa raça de cães pode sentir perigos e problemas iminentes. Quando Joseph e Hyrum foram para Carthage, aparentemente, o Velho Major tentou segui-los. Ele pulou pela janela e correu atrás deles. Obviamente, ele ficou pra trás por causa da velocidade dos cavalos.”

Estima-se que o Velho Major tinha cerca de 10 anos de idade quando o profeta foi martirizado em Cartage.

Escrito por  Gabriella Loosle e traduzido por Luciana Fiallo.

Fonte: www.mormonhub.com

Relacionado:

Porter Rockwell – o guarda-costas e amigo do Profeta Joseph Smith