fbpx

A orientaçãodo Senhor para um profeta sobre o dízimo

Em 1838, Joseph Smith recebeu revelações sobre o dízimo e sua administração (Doutrina e Convênios 119 e 120), visando atender às necessidades financeiras da Igreja e à construção de um templo em Far West, Missouri.

Estas revelações enfatizaram a contribuição voluntária, a mordomia e a responsabilidade, instruindo os santos a oferecerem seus bens excedentes como dízimo e a pagar uma décima parte de seus ganhos anuais.

Contudo, o princípio do dízimo não é um mandamento dado ao profeta após a restauração da Igreja de Jesus Cristo. O dízimo é ensinado no Velho Testamento e destacado pelo profeta Malaquias, que declara que os fiéis devem trazer os dízimos para a casa do tesouro, prometendo bênçãos em abundância aos que cumprirem esta lei (Malaquias 3:10).

Lorenzo Snow, embora não tenha sido o primeiro líder da Igreja a ensinar sobre o dízimo, foi o primeiro profeta a enfatizá-lo como uma lei essencial para o crescimento e bênção dos santos.

Uma crise econômica

Em 1887, uma lei federal, a Lei Edmunds-Tucker, permitiu que o governo confiscasse os bens da Igreja com valor acima de US$ 50 mil, resultando em uma perda significativa de mais de US$ 1 milhão. Apenas uma parte desse valor foi devolvida.

Isso prejudicou as finanças da Igreja, que também foi afetada por um pânico financeiro nacional em 1893.

Além disso, a Igreja estava envolvida em diversos projetos caros, como a construção do Templo de Salt Lake, um pavilhão em Saltair, uma ferrovia e uma fábrica de açúcar em Lehi, Utah.

A confiança no dízimo diminuiu entre os santos devido ao confisco de bens pela lei federal, ao pânico financeiro e à crise econômica, o que resultou em uma redução significativa nas contribuições.

Em 2 de setembro de 1898, falecia o Presidente Wilford Woodruff. Quando a notícia chegou atpe Lorenzo Snow, ele ficou preocupado, porque “sabia que provavelmente se tornaria o próximo presidente da Igreja”.

Lorenzo estava apreensivo em assumir seu chamado como presidente, especialmente quando pensava na situação financeira da Igreja.

Apesar dos esforços de Heber J. Grant e outros, a Igreja ainda estava atolada em dívidas, e algumas pessoas especulavam que ela devia pelo menos um milhão de dólares aos credores. O próprio Lorenzo temia que a dívida chegasse a 3 milhões.

Buscando orientação divina para a Igreja

Após a morte do presidente Woodruff, Lorenzo liderou temporariamente a Igreja como presidente do Quórum dos Doze Apóstolos, embora se sentisse incapaz para a tarefa.

Em uma noite de profunda angústia, ele buscou orientação divina no Templo de Salt Lake, onde recebeu uma revelação clara para reorganizar a Primeira Presidência, com George Q. Cannon e Joseph F. Smith como conselheiros.

Embora tenha mantido essa revelação em segredo, esperando que os outros apóstolos recebessem confirmação espiritual, a oportunidade de reorganizar a liderança surgiu durante uma reunião do quórum.

Naquela época, uma nova Primeira Presidência demorava pelo menos um ano para ser organizada. Mesmo assim, Heber J. Grant e Francis Lyman sugeriram a organização imediata de uma nova Primeira Presidência.

Naquela noite, Joseph F. Smith propôs Lorenzo como presidente, o que foi unanimemente aceito pelos apóstolos. Lorenzo então compartilhou sua revelação com eles, confirmando sua decisão de aceitar o chamado do Senhor para presidir a Igreja.

O Presidente Snow tornou a reparação da situação financeira da Igreja sua principal prioridade ao assumir a presidência. Embora a situação financeira da Igreja tenha melhorado, ainda não foi o suficiente.

Na Conferência Geral de Abril de 1899, o presidente Snow e outros líderes enfatizaram a importância do dízimo, uma lei que os santos haviam negligenciado desde que o governo confiscou muitas propriedades e bens da Igreja mais de uma década antes. Ele também aconselhou os santos a evitar contrair dívidas e a praticar a moderação financeira.

Tabernáculo em Saint George, Utah.

A lei do dízimo

O Presidente Snow proferiu sua mensagem histórica sobre o dízimo no Tabernáculo de St. George em maio de 1899. Durante sua viagem de volta a Salt Lake City, ele fez 24 discursos em 26 reuniões em várias cidades, enfatizando a importância do dízimo.

A partir daquele momento, ele desafiou os santos a obedecerem integralmente à lei do dízimo, prometendo perdão por desobediências passadas e bênçãos por seus esforços. O Presidente Snow também anunciou que o pagamento integral do dízimo se tornaria um requisito para frequentar o templo. O Presidente Snow disse:

“Fomos educados na lei do dízimo durante 61 anos, mas ainda não aprendemos a observá-la. Estamos em uma condição terrível e por causa disso, a Igreja está em cativeiro. O único alívio para os santos é a observância dessa lei.”

O Presidente Snow faleceu em 10 de outubro de 1901, mas seus ensinamentos sobre a importância da lei do dízimo foi o que levou a Igreja a se recuperar financeiramente. Em abril de 1907, o então Presidente Joseph F. Smith declarou que a Igreja estava oficialmente livre de dívidas.

Atualmente, o dízimo é usado em diversas áreas importantes da Igreja de Cristo, como a construção de templos e capelas, entre outros.

Para saber mais, leia Onde o dinheiro do dízimo é realmente gasto?

Fonte: Santos Volume 3, Church News

Veja também:

| História da Igreja

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *