Um plano estratégico para o seu casamento durar para a eternidade

Muitas vezes, Sherilyn Clarke Stinson, a primeira mulher Comissária de Serviços Familiares da Igreja, compartilha algo com seus clientes sobre o casamento.

“No mundo pré-mortal, éramos solteiros. Tornamo-nos muito, muito bons em ser solteiros.

O casamento e fazer tudo o que aprendemos com um parceiro é uma experiência nova para nós, é desconfortável e difícil. No entanto, há uma razão pela qual isso acontece.

Devemos lembrar que faz parte do nosso estágio, por assim dizer, tanto para o casamento quanto para o momento em que nos tornamos pais.

Somos estagiários neste processo que exigirá muito trabalho e cometeremos muitos erros. Acredito que é importante lembrar disso”, disse Sherilyn em uma entrevista recente para um podcast.

Comprometer-se com o Casamento

Enquanto conversava com os anfitriões do podcast, Sherilyn fez referência a um artigo do Dr. Bill Doherty. O artigo explica um desafio que o mundo enfrenta hoje no casamento, que é chamado de mentalidade de “consumidor”.

Isso significa que as pessoas podem ter a atitude de ver como um casamento se desenvolverá em vez de se comprometer a ele.

No entanto, o casamento é eterno, disse Sherilyn. Então há muito tempo para resolver as coisas, e não chegaremos ao nível celestial no final desta vida.

Sherilyn disse que devemos perceber que existem diferentes estágios no desenvolvimento do casamento e não devemos desistir no primeiro conflito.

Enquanto o casal faz essa viagem juntos, haverá obstáculos no caminho. Além disso, existe a realidade de que cada cônjuge passa por uma viagem individual.

Pode ser interessante: O melhor conselho sobre casamento que já ouvi

“Penso que às vezes nos concentramos muito nesse pensamento:

‘Se sou digno e me caso com uma pessoa digna ou com alguém por quem estou apaixonado, então cheguei ao meu destino’, em vez de reconhecer que, agora estamos prontos para seguir nosso caminho.

No entanto, você só escolheu alguém com quem seguir esse caminho e é aí que o trabalho começa”, disse ela.

Quando Sherilyn e seu marido ficaram noivos, eles tiveram uma experiência difícil ao aprender a trabalhar juntos. No entanto, isso não significou que seu compromisso fosse um erro.

Superar esses desafios permitiu que eles tivessem um primeiro ano de casamento maravilhoso. Agora, depois de 46 anos, eles estão apenas começando a entender como as coisas funcionam.

Sherilyn recomenda ter uma estratégia no casamento para quando os problemas surgirem, desde orçar recursos até ser intencional na parentalidade.

A importância de um plano estratégico

Identificar princípios orientadores também pode ajudar você a ser consistente em seu casamento e em sua família.

“Uma das coisas que observei ser provavelmente uma das mais importantes é que, muitas vezes, os casais não conseguem abordar as questões do casamento e da família com um plano estratégico.

Fico muito impressionada com o fato de que qualquer outra corporação ou start-up tenha um plano estratégico e muito poucos casais tenham um plano com o qual abordar questões sobre seu casamento e família.

Acredito que muitas vezes isso é algo muito importante porque um plano estratégico orienta você através de decisões importantes em vez de ‘meus desejos, seus desejos'”.

Sherilyn reconhece que nem todas as pessoas terão a oportunidade de se casar ou ter filhos nesta vida e observa que não devemos nos sentir mal por isso.

Sherilyn teve uma experiência pessoal com a infertilidade. No entanto, a adoção deu-lhe a oportunidade de se tornar mãe em tempo integral.

“Permita que as coisas aconteçam, permita que o Senhor te abençoe com base na variedade de opções que Ele tem em mente para você”.

Fonte: LDS Living

| Fortalecendo as Famílias

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *