Fortalecendo as Famílias Conhecendo Nossos Vizinhos

Talvez a pergunta mais comum feita por alguém que vai comprar uma casa é “como são os vizinhos”? Os vizinhos são importantes para uma família, e todos desejam ter um bom vizinho com quem contar durante um problema. Mas devemos levar em consideração de que também precisamos ser bons vizinhos.

Para os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, muitas vezes chamada erroneamente de “Igreja Mórmon”, ser um bom vizinho é tratar o próximo com bondade e respeito. Paciência, coragem, honestidade e amor são elementos que podemos incorporar a nossa vida e assim sermos bons vizinhos. Thomas S. Monson, presidente e profeta da Igreja SUD disse o seguinte:

O Senhor nos ensinou através da Parábola do Bom Samaritano a sermos amorosos com nossos vizinhos assim como nós mesmos. Ao responder ao jovem rico, Ele nos ensinou a sermos altruístas. Ao alimentar os 5.000, Ele nos ensinou a estarmos atentos as necessidades dos outros. E com o Sermão da Montanha, Ele nos ensinou a procurar o Reino de Deus antes de tudo mais.

Como provedores de nossos famílias, nosso tempo é escarço. Muitas pessoas trabalham duro, durante o dia todo e possuem outras responsabilidades que torna quase impossível dedicarmos de nosso tempo ao próximo como costumávamos fazer ha muitos anos atrás. Separar um tempo para conhecer melhor os seus vizinhos é sempre uma boa idéia, onde quer que você viva. Não só nos ajudaremos mutuamente em um momento critico, mas também isso nos dará um senso de comunidade e um sentimento de pertencimento.

Existem muitas belas historias de pessoas que trabalharam juntas em comunidade para eliminar o lixo ou diminuir a criminalidade e eles são grandes exemplos para nós. Algumas vezes, é difícil quebrar o gelo com estranhos, mas no longo prazo ter um vizinho prestativo e se tornar um não tem preço.

Por exemplo, em março de 2002 uma popular revista norte americana publicou a incrível historia de uma mulher que eliminou os problemas de gangs e drogas de uma comunidade. Cordelia Taylor trabalhou duro para ser uma enfermeira depois de ter criado oito crianças, mas ela não podia fazer tudo o que desejava na casa de repouso onde trabalhava, por isso seu marido a incentivou a iniciar a sua própria casa de repouso. Ela comprou uma velha casa na sua vizinhança e a restaurou. Quando a casa ficou pronta, ela a chamou de “A Casa da Família”. Foi uma grande ideia, mas ela tinha que lidar com viciados em drogas, tiroteios e gangs. Com a ajuda da policia, com cuidado mas perseverança ela conseguiu livrar a vizinhança destes problemas e comprar mais casas para restaurar e transformar em casas de repouso. É inspirador ler a historia de alguém que teve coragem suficiente de perseguir os criminosos e limpar a vizinhança.

Existem tantos exemplos incríveis de coragem e altruísmo de pessoas que não conheciam seus vizinhos até que um terremoto, tornado ou enchente os atingisse.

Um grande exemplo disto aconteceu em um desastre recente que atingiu a costa leste dos Estados Unidos. O furacão Sandy atingiu e destruiu muitas casas, deixando outras sem energia elétrica. O pior de tudo é que o furacão foi seguido dez dias depois por uma tempestade de neve. Os membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias vestindo os uniformes do programa “Mãos Que Ajudam” fretaram alguns ônibus e saíram, procurando por lugares que necessitavam de ajuda, a despeito do status social ou religioso. Depois de começarem a limpar casas e ruas, as pessoas começaram a ajuda-los. Muitas comunidades dos estados de Nova Iorque e Nova Jersey foram abençoados por estas pessoas e seus próprios vizinhos.

Talvez você precise de um pouco de coragem para se apresentar a um vizinho, estender a mão, convida-lo para jantar, ou assistir uma partida esportiva (desde que não seja no Dia do Senhor),  mas se você tentar, os resultados serão surpreendentes. Fazer amizades com os vizinhos é mais fácil do que fazer amigos no trabalho, já que todos moram na mesma rua. Não sejamos estranhos aos nosso vizinhos e lembre-se do que se sente quando se tem um bom vizinho. Sua família será abençoada.

Este artigo foi escrito por Valerie Steimle, um membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Recursos Adicionais

Saiba mais sobre os programas de auxilio humanitário SUD.

| Fortalecendo as Famílias

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *