“Viaje leve, se levante, e vá.” Este foi o conselho final que recebi do Jared, que viaja com sua esposa Nikki e três crianças pequenas (Confira o Instagram da família – @thegetupandgofamily.

Viagens e aventuras sempre foi parte de sua vida, e as coisas certamente não mudaram depois do nascimento de sua primeira filha e nem mesmo depois do nascimento dos gêmeos que agora têm dois anos de idade.

“Nós começamos a viajar com eles quando eles tinham cerca de duas semanas de idade.” Disse Jared.

Nossa! Duas semanas? Para mim, naquela época sair da minha cama por mais de 40 minutos já parecia uma aventura, mas o lema dessa família é “se você fazer isso, se levante e vá.”

As viagens vieram com grandes aprendizados para Jared e Nikki. Com o tempo, elas os ajudaram a desenvolver a atitude de “se temos uma ideia – vamos fazê-la.” Essa atitude se aplica em todas as áreas da vida:

“Não é tão difícil quanto parece. Geralmente a coisa mais difícil é tomar a decisão de ir. Uma vez que a decisão foi tomada tudo fica mais fácil. Se não der certo, tudo bem, mas deve-se continuar a seguir em frente. Se pode acaso não chegarmos em nosso destino planejado, é porque nós vamos acabar chegando em um lugar onde preferiríamos estar.”

Então eu aproveitei e perguntei para o casal sobre sua perspectiva, filosofia, e seu conselho sobre viajar com bebês de colo. Confira:

Como vocês planejam cada dia da viagem para que seja prazeroso para cada membro da família? Como isso mudou depois do nascimento dos filhos?

Jared compartilhou que eles viajam com a mesma frequência, senão ainda mais, mas o ritmo das viagens foi o que mais mudou.

“Temos um ritmo mais devagar. Não podemos sair correndo e fazer qualquer coisa que der na telha por seis horas.”

Bem, isso faz sentido. Mas como são realmente seus dias de viagem?

“Não tentamos fazer muitas coisas. Não tentamos ver tudo e fazer uma longa lista de lugares para ver. Se as crianças estão em um dia ruim e saímos por apenas 2 horas, tudo bem. Então, mude o ritmo e leve um dia de cada vez. Isto é muito importante para nós.”

Outro conselho é cooperar:

“Nós prestamos atenção no que está acontecendo com as crianças, tomamos decisões juntos, nos comunicamos, mas no dia a dia, eu coopero com ela.”

Se Nikki acha que as crianças precisam de uma mudança de ritmo ou cenário, Jared faz questão de deixar com que a “intuição de mãe” guie as decisões.

“Eu nunca digo ‘mas eu quero tanto ver esse lugar’. Eu aprendi que é meu trabalho dizer ‘então, o que você achar que devemos fazer?’ Se eu tentar controlar tudo ou ser teimoso sobre a maneira que devemos fazer as coisas, não vai dar certo. É minha responsabilidades cooperar com ela.”

Bem, este é um conselho maravilhoso que toda mãe gostaria de ver em prática.

Como vocês se preparam para viajar?

Considerando as acomodações, Jared me deu algumas ideias:

“Gostamos de ter Wi-Fi, e gostamos de ter camas.”

Ok, esta foi uma piada. A única necessidade que ele mencionou foi uma pequena cozinha que seja fácil de preparar comida para a família. Entretanto, eles não têm frescura. Eles amam Airbnb pelo seu fácil acesso à lugares únicos, e facilidades como água quente e um lugar bom para ficar.

“Nós fomos para Marrocos e ficamos nas cidades de Tangire e Kasbah. Eles não tem muitas conveniências modernas lá mas foi ótimo.”

Pessoalmente, eu não tive água quente em muitas de minhas viagens, mas eu não diria que foi ótimo. Esta família também sabe como ter variedade.

“Nós gostamos de aventuras e visitamos uma variedade de lugares. Mas muitas vezes sentimos a necessidade de ficar em um lugar confortável. Um lugar que tenha uma boa jacuzzi.”

Antes das viagens, Nikki verifica os sites governamentais e faz algumas pesquisas sobre coisas que eles precisam saber antes de ir. Entretanto, Jared admite:

“Eu não consigo lembrar de um lugar que nós desistimos de ir.”

Eles visitaram o Egito logo após o acontecimento de um atentado terrorista, o que fez eles pararem para pensar. Mas eles seguiram em frente e se divertiram muito.

Eles também aconselham aos pais que estejam atentos à doenças locais como a Malaria:

“Antes das crianças terem mais do que 1 ano de idade, nós não íamos em nenhum lugar que houvesse riscos de Malária ou Dengue. Nesta época viajamos apenas na América do Norte e Europa.”

 

Conselhos para viajar com crianças

1 – Viaje leve. “Você pode sempre comprar coisas que precisa, que sempre são poucas. Comida, fraldas, e roupas. Viaje leve.”Travel light.

2 – Vá com calma. “Isso é outra coisa que aprendemos nas viagens e na vida. Vá mais devagar para poder fazer mais. Agora que eu vou com calma, eu passo mais tempo no presente, e estranhamente eu consigo realizar muito mais coisas.”

3 – Levante e vá

Fonte: LdsLiving

Relacionado:

5 ideias para guardar o Dia do Senhor enquanto estiver viajando