Namorar não mórmons

Alguma vez você já se fez, ou ouviu a esta pergunta? A resposta é sim. Não existe em nenhum dos manuais da igreja, nenhuma ordem que proíba os mórmons de namorarem pessoas que não sejam membros da igreja. Isso não os impede de continuar ativos na igreja,  ter chamados e frequentar os templos.

Existem casos de pessoas que escolhem namorar com não membros. De pessoas que se casam com não membros e também casos de pessoas que conhecem a igreja depois de já serem casadas e que um dos membros do casal aceita se batizar e o outro não.

Se esta não é uma regra da igreja, porque tantas pessoas pensam que os mórmons não podem namorar não mórmons? Porque os mórmons preferem não namorar não membros. Os mórmons sabem muito bem que existem pessoas maravilhosas que não são membros da igreja. Também  não é uma questão de se sentirem superiores aos demais.

Existem no mínimo duas  razões, pelas quais os mórmons preferem não namorar com  quem não é membro da igreja:

1.Lei da Castidade

namorar

O desafio de namorar não membros e guardar a lei da castidade

Ser casto significa, abster-se de relações sexuais antes do casamento e ser completamente fiel ao seu conjugê após estar casado. Os mórmons procuram manter um padrão de pureza moral que se inicia em pensamentos, perpassa por palavras e se concretiza em suas ações. Essa não é uma escolha fácil. Mesmo em um casal em que os dois são membros da igreja, muitas vezes pode ser difícil cumprir com este mandamento.

O que fazer quando um dos membros do casal pensa que não existe problemas em manter uma intimidade maior antes do casamento e o outro pensa que sim? A decisão de um irá afetar ao outro. Esta é uma das razões pela qual os mórmons preferem não namorar com não membros. É simplesmente mais fácil. As duas pessoas já concordaram previamente em seu convênio batismal em seguir com este código de honra e como namorados eles procurarão dar suporte um ao outro no cumprimento desta lei.

2.Casamento no Templo

namorar

Namorar para se casar no templo

“Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolheis hoje a quem servais; porém eu e minha casa serviremos ao Senhor”. (Josué 24:15)

Existem duas formas de se casar se você é membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Uma delas é o casamento civil que possui valor legal e o outro é o selamento. O casamento civil  é realizado por alguém que possui autoridade terrena. Pode ser um juiz se o casamento é feito em um cartório, ou um bispo da igreja se o casamento é realizado em uma capela.

Qualquer pessoa pode comparecer a uma cerimônia de casamento civil de um mórmon. Não existe nenhuma diferença entre o casamento civil de um mórmon e de qualquer outra pessoa na sociedade.

A segunda forma de casamento para um mórmon é o casamento religioso. É uma cerimônia muito significativa porque os mórmons acreditam que através desse casamento se cumpre a promessa de Elias:

“E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição”. (Malaquias 4:6)

A promessa é grandiosa, aqueles que são casados no templo não precisam temer a separação provocada pela morte porque eles estão unidos pela eternidade. Este casamento somente pode ser realizado entre dois membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, isso acontence porque os membros aceitam a autoridade dessa ordenança e se preparam espiritualmente para ela.

Como o objetivo do namoro na perspectiva de um mórmon é o casamento, não faz muito sentido namorar com alguém que não tenha a mesma meta.


Leia também o livreto: “Para o Vigor da Juventude” (aqui)