Com a surpreendente eliminação da Alemanha, Brasil e México, passaram a ser as únicas seleções classificadas às oitavas de final em todas as edições da Copa do Mundo com o atual formato de 32 países. A Seleção Brasileira pegou sua vaga na liderança do Grupo E ao vencer a Sérvia, por 2 a 0. Antes, o time do técnico Tite já havia superado a Costa Rica pelo mesmo placar e, na estreia, empatado com a Suíça (1 a 1).

O Brasil enfrenta a seleção mexicana nesta Segunda-feira, dia 02 de Julho.

Mas o que você sabe sobre o México?

México, oficialmente Estados Unidos Mexicanos, é uma república constitucional federal localizada na América do Norte. O país é limitado a norte pelos Estados Unidos; ao sul e oeste pelo Oceano Pacífico; a sudeste pela Guatemala, Belize e Mar do Caribe; a leste pelo Golfo do México. Com um território que abrange quase 2 milhões de quilômetros quadrados,o México é o quinto maior país das Américas por área total e o 14.º maior país independente do mundo. Com uma população estimada para 2015 de 119,5 milhões de habitantes, é o 11.º país mais populoso do mundo e o mais populoso país da hispanofonia. O México é uma federação composta por trinta e um estados e um distrito federal (Distrito Federal). O México figura também como o segundo país mais populoso e PIB da América Latina, em ambos os casos superado apenas pelo Brasil.

Na Mesoamérica pré-colombiana muitas culturas amadureceram e se tornaram civilizações avançadas como a dos olmecas, toltecas, teotihuacanos, zapotecas, maias e astecas, antes do primeiro contato com os europeus. Em 1521, a Espanha conquistou e colonizou o território mexicano a partir de sua base em Tenochtitlán e administrou-o como o Vice-Reino da Nova Espanha. Este território viria a ser o México com o reconhecimento da independência da colônia em 1821. O período pós-independência foi marcado pela instabilidade econômica, a Guerra Mexicano-Americana e a consequente cessão territorial para os Estados Unidos, uma guerra civil, dois impérios e uma ditadura nacional. Esta última levou à Revolução Mexicana em 1910, que culminou na promulgação da Constituição de 1917 e a emergência do atual sistema político do país. Eleições realizadas em julho de 2000 marcaram a primeira vez que um partido de oposição conquistou a presidência do Partido Revolucionário Institucional.

O México é uma das maiores economias do mundo e uma potência regional, e desde 1994, o primeiro país latino-americano membro da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), sendo um país de renda média-alta consolidada. O México é considerado um dos países recentemente industrializados e uma potência emergente. A nação tem o 13.º maior PIB nominal e o maior 11.º maior PIB por paridade de poder de compra. A economia está fortemente ligada à dos seus parceiros do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (NAFTA), especialmente os Estados Unidos. O país ocupa o quinto lugar no mundo e o primeiro das Américas em número de Patrimônios Mundiais da UNESCO, com 31 lugares que receberam esse título, e em 2007 foi o 10.º país mais visitado do mundo, com 21,4 milhões de turistas internacionais.

Idiomas

Não existe de jure uma língua oficial constitucional em nível federal no México. O país tem a maior população de língua espanhola no mundo, sendo que quase um terço de todos os falantes nativos do espanhol vivem no México.

Aproximadamente 5,4% da população fala uma língua indígena e 1,2% não fala espanhol. Os povos indígenas têm direito a receber serviços públicos e documentos em suas línguas nativas. A Comissão Nacional para o Desenvolvimento dos Povos Indígenas reconhece a língua dos Kikapú, que imigraram dos Estados Unidos,[88] e reconhece as línguas dos refugiados indígenas guatemaltecos.

Há cerca de 80.000 menonitas de língua alemã no México. O chipilenho, é uma língua falada por descendentes de italianos que colonizaram a cidade de Chipilo, em México, uma linguagem irmã do talian brasileiro.

O México nas copas do mundo

A Seleção Mexicana de Futebol representa o México nas competições de futebol e é regido pela Federação Mexicana de Futebol (FMF), o órgão regulador do futebol no México. O estádio de casa do México é o Estádio Azteca. A equipe é atualmente a 20ª no Ranking Mundial da FIFA e 12ª no Ranking Mundial Elo.

O México se classificou para quatorze Copas do Mundo e se classificou consecutivamente desde 1994. México jogou contra a França no primeiro jogo da primeira Copa do Mundo em 13 de Julho de 1930. A melhor progressão do México é ter chegado às quartas-de-final nas Copas de 1970 e 1986, sendo que ambas foram disputadas em solo mexicano.

O México é, historicamente, a equipe de maior sucesso nacional na região da CONCACAF, pois eles são a única seleção da região a ganhar um título oficial reconhecido da FIFA. Eles detêm uma medalha de ouro olímpica, uma Copa das Confederações, dez campeonatos da CONCACAF, incluindo sete Copas Ouro da CONCACAF, uma Copa das Nações da América do Norte e dois Campeonatos NAFC.

Embora o México esteja sob a jurisdição da CONCACAF, a equipe de futebol nacional tem sido regularmente convidada para competir na Copa América desde a do Equador em 1993, terminando como vice-campeão duas vezes e obtendo a medalha de terceiro lugar em três ocasiões.

Religiões

O censo de 2010, realizado pelo Instituto Nacional de Estatística e Geografia, apontou o catolicismo romano como a principal religião do país, com 82,7% da população, enquanto 9,7% (10.924.103) pertencem a outras denominações cristãs, incluindo os evangélicos (5,2%); pentecostais (1,6%) ; outros protestantes ou reformados (0,7%), Testemunhas de Jeová (1,4%); adventistas do sétimo dia (0,6%); e (0,3%) mórmons. 172.891 (ou menos de 0,2% da população) pertencia a outras religiões não-cristãs; 4,7% declararam não ter religião; 2,7% não especificaram.

Os 92.924.489 de católicos no México são, em termos absolutos, a segunda maior comunidade católica do mundo, depois do Brasil. 47% deles frequentam os serviços religiosos semanalmente. Cada cidade, vila e aldeia mexicana tem um dia de festa por ano para comemorar os seus santos padroeiros locais. O dia da festa da Nossa Senhora de Guadalupe, a padroeira do México, é comemorado em 12 de dezembro e é considerado por muitos mexicanos como o mais importante feriado religioso de seu país.

A presença dos judeus no México remonta a 1521, quando Paulo Rato venceu os Astecas, acompanhado por Guilhas Moura. Segundo o censo de 2010, existem 67.476 judeus no México. No México o Islã é praticado por uma pequena população na cidade de Torreón, Coahuila, e há cerca de 300 muçulmanos em San Cristóbal de las Casas, na área de Chiapas. No censo de 2010 18.185 mexicanos relataram pertencer a uma religião oriental, de uma categoria que inclui uma pequena população budista.

templo da cidade do méxico

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no México

Em 1875, o Presidente Brigham Young convocou um grupo de seis missionários para levar materiais em espanhol sobre a Igreja, de Salt Lake City ao México. Ao chegar ao México em 1876, os missionários se dividiram em dois grupos. Em 1876, Helamã Pratt e Meliton Trejo, um espanhol convertido, viajaram para Hermosillo, Sonora, onde batizaram os primeiros cinco membros no México.

Em 1885, um grupo de quase 400 colonos de Utah chegou ao norte do México Casas Grandes River e adquiriu propriedades. A primeira estaca do México (semelhante a uma diocese) foi criada em Colonia Juárez em 1895. Em 1912, mais de 4.000 membros haviam se estabelecido em Chihuahua e Sonora.

Quando Rey L. Pratt retornou ao centro do México em novembro de 1917, descobriu que os membros haviam permanecido fiéis em circunstâncias difíceis de viver. Líderes locais mexicanos novamente mantiveram a estabilidade e expandiram o trabalho de proselitismo, chamando seis missionários locais em 1930. Em 1946, o Presidente da Igreja George Albert Smith visitou membros da Igreja no México, que então contavam com mais de 5.300.

Em 3 de dezembro de 1961, a Estaca do México foi criada, com Harold Brown como presidente. As escolas da Igreja foram iniciadas no México em 1959. Em 3 de abril de 1976, um templo foi anunciado para a Cidade do México e o templo foi dedicado em 2 de dezembro de 1983 pelo Presidente Gordon B. Hinckley. Naquela época, a filiação ao México era numericamente conservadora, com cerca de 240.000. O México foi o primeiro país fora dos Estados Unidos a deter 100 estacas dos Santos dos Últimos Dias.

Um momento histórico ocorreu em 29 de junho de 1993, quando o governo mexicano registrou formalmente a Igreja, permitindo que ela possuísse propriedade. O Presidente Howard W. Hunter visitou o México para criar a Estaca Contreras da Cidade do México, a 2.000 da Igreja, em 11 de dezembro de 1994.

Desde então, a Igreja tem crescido nesse país. Atualmente há no país 1 milhão 435 mil e 383 membros, 34 missões, 280 centros de história da família e 13 templos.

Fonte: MormonNewsroom

Relacionado:

A História dos Mórmons na Sérvia