181ª Conferência Geral Semestral Trechos dos Discursos de Sáb. de Manhã

religião e familias

O Poder das Escrituras

Élder Richard G. Scott

Quórum dos Doze Apóstolos

Nosso Pai Celestial entendeu que para termos um  progresso desejado durante a nossa provação mortal, seria preciso enfrentar desafios difíceis. Alguns desses desafios seria quase insuportáveis. Ele forneceu ferramentas para nos ajudar a sermos bem sucedidos em nossa provação mortal. Um conjunto dessas ferramentas são as escrituras.

Ao longo dos séculos  o Pai Celestial inspirou seletos homens e mulheres a encontrar, por meio da orientação do Espírito Santo, soluções para os problemas mais intrigantes da vida. Ele inspirou os servos autorizados gravar essas soluções como um tipo de manual para os Seus filhos que têm fé em Seu plano de felicidade e em Seu Filho Amado, Jesus Cristo. Nós temos livre acesso a esta orientação por meio do tesouro que chamamos de obras-padrão. Ou seja: o Velho e o Novo Testamento, o Livro de Mórmon, Doutrina e Convênios e Pérola de Grande Valor.

Porque as escrituras são geradas a partir da comunicação inspirada através do Espírito Santo, elas são pura verdade. Não precisamos estar preocupados com a validade dos conceitos contidos e se o padrão funciona, desde que o Espírito Santo tenha sido o instrumento que motivou e inspirou aqueles indivíduos que registraram as escrituras.

Escrituras são como os pacotes de luz que iluminam as nossas mentes e dão lugar a orientação e inspiração do alto. Elas podem se tornar a chave para abrir o canal para a comunhão com nosso Pai Celestial e Seu Amado Filho Jesus Cristo.

As escrituras fornecem a força da autoridade às nossas declarações quando são citadas corretamente. Elas podem se tornar amigas leais que não são limitadas pela geografia ou calendário. Elas estão sempre disponíveis quando necessário. Seu uso proporciona uma base de verdade que pode ser despertada pelo Espírito Santo. Aprendendo, ponderando, pesquisando e memorizando as escrituras é como encher um fichário com os amigos, valores e verdades que podem ser chamadas a qualquer hora, em qualquer lugar do mundo.

Um grande poder pode vir das escrituras memorizadas. Memorizar uma escritura é como forjar uma nova amizade. É como descobrir um novo indivíduo que pode ajudar na hora da necessidade, nos dá inspiração e conforto, e ser uma fonte de motivação para a mudança necessária. Por exemplo, comprometendo-me a memórizar este Salmo tem sido para mim uma fonte de poder e entendimento:

“A terra é do Senhor, e a sua plenitude, o mundo, e os que nela habitam. Pois Ele a fundou sobre os mares, e a firmou sobre as correntes. Quem subirá ao monte do Senhor? ou quem estará no seu lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não tem levantado a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente. Ele deverá receber a bênção do Senhor, e a justiça do Deus da sua salvação “(Salmos 24:1-5).

Ponderando como uma escritura que dá grande sentido à vida. As escrituras podem formar uma base de apoio. Elas podem fornecer um recurso incrivelmente grande de amigos dispostos que pode nos ajudar. Uma escritura memorizada torna-se um amigo duradouro, que não é enfraquecido com a passagem do tempo.

Revelação pessoal e Testemunho

Irmã Barbara Thompson

Da Sociedade de Socorro

Muitas vezes à medida que crescemos da infância para a adolescência e, em seguida, para a idade adulta, temos desafios e experiências ao longo do caminho que nos fazem saber que nós precisamos da ajuda divina, que vem através do Espírito Santo. No momento em que os desafios vêm podemos nos perguntar: “Qual é a resposta para o meu problema?” E “Como posso saber o que fazer?”

Eu sempre lembro do relato no Livro de Mórmon sobre Leí ensinando sua família o evangelho. Ele compartilhou com eles muitas revelações e ensinamentos sobre as coisas que virão nos últimos dias. Néfi tinha procurado a orientação do Senhor, a fim de entender melhor os ensinamentos de seu pai. Ele foi elevado, abençoado e inspirado em saber que os ensinamentos de seu pai eram verdadeiros. Que permitiu Néfi seguir cuidadosamente os mandamentos do Senhor e viver uma vida justa. Ele recebeu revelação pessoal para guiá-lo.

Por outro lado, seus irmãos estavam disputando uns com os outros porque eles não entenderam os ensinamentos de seu pai. Néfi, em seguida, fez uma pergunta muito importante: “Haveis perguntado ao Senhor?”

Sua resposta foi fraca: “Nós não temos, porque o Senhor não nos dá a conhecer tais coisas.”

Néfi aproveitou essa oportunidade para ensinar a seus irmãos como receber revelação pessoal. Ele disse: “Não vos lembrais das coisas que o Senhor disse? Se vós não endurecerdes os vossos corações, e me perguntar com fé, acreditando que recebereis, com diligência em guardar os meus mandamentos, certamente estas coisas vos serão dadas a conhecer.”

A maneira de receber revelação pessoal é realmente muito clara. Precisamos desejar receber revelação, não devemos endurecer nossos corações, e então precisamos pedir com fé, realmente acredito que vamos receber uma resposta, e depois diligentemente guardar os mandamentos de Deus.

Seguindo esse padrão não significa que toda vez que fazemos uma pergunta à Deus a resposta aparecerá imediatamente com todos os detalhes sobre o que fazer. No entanto, isso significa que, se diligentemente guardar os mandamentos e pedir com fé, as respostas virão no próprio caminho do Senhor e no Seu tempo.

O Tempo Virá

Élder L. Whitney Clayton

Da Presidência dos Setenta

Essas profecias, que:

•O reino de Deus como uma pedra cortada de uma montanha iria encher a terra;
•O nome de Joseph Smith viria a ser conhecido em todo o mundo, e
•A Igreja iria encher as Américas e encher o mundo;

Poderia parecer ilário anos atrás. O pequeno grupo de crentes que procuravam viver na fronteira americana e se mudaram para escapar da perseguição, não se pareciam com a fundação de uma fé que cruzou fronteiras internacionais e penetraram corações por toda parte.

Mas isso é só o que aconteceu. Deixe-me dar um exemplo.

No dia de Natal de 1925, em Buenos Aires, o Élder Melvin J. Ballard dedicou todo o continente da América do Sul para a pregação do evangelho. Em agosto de 1926, um punhado de conversos haviam sido batizados. Eles foram os primeiros membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias batizados em toda América do Sul. Isso foi há 85 anos.

Há 23 estacas de Sião hoje em Buenos Aires, com dezenas de estacas e dezenas de milhares de membros da Igreja em cidades e estados por toda a Argentina. Agora, há bem mais de 600 estacas e 2.400.000 membros da Igreja na América do Sul. Enquanto assistimos, o reino de Deus está enchendo o continente e o nome de Joseph Smith está sendo publicado tanto por nós e por seus caluniadores nos países em que ele pode nunca ter ouvido falar durante sua vida.

Há cerca de 3.000 estacas da Igreja em todo o mundo hoje, de Boston a Bangkok e da Cidade do México a Moscou. Estamos nos aproximando de 29.000 alas e ramos. Em muitos países, há estacas amadurecidas, com membros cujos ancestrais foram convertidos. Em outros, pequenos grupos de novos membros que atendem minúsculos ramos da Igreja em casas alugadas. Todos os anos a Igreja se espalha mais em todo o globo.

Essas profecias sobre o encher o mundo e ser conhecido mundialmente: prospero? Talvez. Improvável? Sem dúvida. Impossível? Enfaticamente não.

Está acontecendo diante de nossos olhos.

Presidente Gordon B. Hinckley observou:
“Uma vez foi dito que o por do sol nunca aconteceria sobre o Império Britânico. Esse império agora foi diminuído. Mas é verdade que o sol nunca se põe sobre esta obra do Senhor, como Ele está tocando a vida de pessoas em todo o mundo.

“E este é apenas o começo. Temos apenas arranhado a superfície. . . Nosso trabalho não conhece fronteiras. . . Aquelas nações agora fechadas para nós serão abertas um dia. ”

Hoje podemos ver que o cumprimento de uma profecia do Livro de Mórmon se aproxima:

“E. . . será que aconteceu que reis fecharão as suas bocas, pois o que não lhes tinha sido dito, se verá, e o que eles não tinham ouvido considerarão.

“Pois naquele dia, por minha causa, o Pai fará uma obra, que será uma obra grande e maravilhosa entre eles. . . ”

“Fazendo a Coisa Certa, no Momento Certo Sem Demora”

Elder José Luis Alonso

Dos Setentas

Cada dia, temos a oportunidade de ajudar e prestar serviço fazendo a coisa certa, no momento certo, sem atraso. Pense nas muitas pessoas que têm difículdade na obtenção de um emprego, ou que estão doentes, que se sentem solitárias, ou mesmo pense que eles perderam tudo. O que você pode fazer para ajudar? Imagine que um vizinho, na chuva com o carro quebrado, te chama para dar assistência. Qual é a coisa certa a fazer por ele? Quando é o momento certo para fazê-lo?

Lembro-me de uma ocasião em que fomos como família para o centro da Cidade do México para comprar roupas para os nossos dois filhos. Eles eram muito jovens. Nosso filho mais velho tinha apenas pouco mais de dois anos, e o filho mais novo era de um ano de idade. A rua estava lotada de pessoas. Enquanto estávamos fazendo compras, levando nossos filhos pela mão, paramos por um momento para olhar para alguma coisa, e sem perceber, perdemos o nosso filho mais velho! Nós não sabemos como, mas ele não estava conosco. Sem demora, saímos correndo para procurá-lo. Nós procuramos e gritamos por ele, sentindo uma grande angústia, pensando que poderíamos perdê-lo para sempre. Em nossas mentes nós estávamos pedindo ao Pai Celestial para nos ajudar a encontrá-lo.

Depois de algum tempo, o encontramos. Lá estava ele, inocentemente olhando os brinquedos por uma janela da loja. Eu e minha esposa o abraçamos e beijamos, e nós fizemos o compromisso de vigiar nossos filhos de forma diligente, para que nunca perdéssemos um de novo. Aprendemos que, para ir salvar o nosso filho, nós não precisávamos de reuniões de planejamento. Nós simplesmente agimos, saindo em busca de alguém que tinha sido perdido. Também aprendemos que nosso filho nunca sequer percebeu que ele estava perdido.

Irmãos e irmãs, pode haver muitos que, por alguma razão, estão perdidos de nossos olhos e que não sabem que estão perdidos. Se adiarmos, poderemos perdê-los para sempre.

Para muitos que precisam de nossa ajuda, não é necessário criar novos programas ou realizar ações que são complicadas ou onerosas. Eles só precisam de nossa determinação de servir e fazer a coisa certa no momento certo, sem atraso.

Conselhos aos Jovens

Presidente Boyd K. Packer

Presidente do Quorum dos Doze Apóstolos

Na época em que nos formamos no colegial, muitos dos nossos colegas haviam marchado para a guerra, alguns deles nunca mais voltaram. O resto de nós logo entrariam no serviço militar. Nós não sabíamos sobre o nosso futuro. Iríamos sobreviver à guerra? Haveria o suficiente do nosso mundo deixado para quando voltássemos?

Contra a certeza de que eu seria convocado, entrei para a Força Aérea. Logo eu estava em Santa Ana, na Califórnia, para o pré treinamento leve.

Eu não tinha, então, um testemunho firme de que o evangelho era verdadeiro, mas eu sabia que meus professores de seminário, Abel S. Rich e John P. Lillywhite, sabiam que era verdade. Eu tinha ouvido eles testemunharem, e eu acreditava neles. Pensei comigo mesmo: “Eu vou me apoiar em seus tesemunhos, até que eu ganhe o meu próprio.” E assim foi.

Eu tinha ouvido falar sobre a bênção patriarcal, mas não recebi uma. Em cada Estaca há um patriarca que tem o espírito de profecia e o espírito de revelação. Ele está autorizado a dar bênçãos pessoais e privadas para aqueles que vêm recomendados por seus bispos. Eu escrevi para o meu bispo para ter uma recomendação.

J. Roland Sandstrom era um patriarca que vivia na Estaca Ana Santa. Ele não sabia nada sobre mim e nunca tinha me visto antes, mas ele me deu a minha bênção. Nela eu encontrei respostas e instruções.

Embora as bênçãos patriarcais são muito particulares, vou compartilhar uma curta citação da minha: “Você será guiado através dos sussurros do Espírito Santo e você deve ser avisado dos perigos. Se você prestar atenção aos avisos, nosso Pai Celestial o abençoará para que você possa voltar a se unir aos seus entes queridos. ”

Essa palavra se, embora pequena na cópia, acrescentou tão tanto como uma página. Eu seria abençoado a retornar da guerra, se eu guardasse os mandamentos e se eu atendesse os sussurros do Espírito Santo. Embora esse dom foi-me conferido no batismo, eu ainda não sabia o que o Espírito Santo era ou como a inspiração trabahava.

O que eu precisava saber sobre sussurros eu encontrei no Livro de Mórmon. Eu li que “os anjos falavam pelo poder do Espírito Santo; falavam, portanto, as palavras de Cristo. Por isso. . . , banqueteie-se com as palavras de Cristo, pois eis que as palavras de Cristo vos dirão todas as coisas que deveis fazer “.

Talvez a coisa mais simples que aprendi com a leitura do Livro de Mórmon é que a voz do Espírito vem como um sentimento, em vez de um som. Você vai aprender, como eu aprendi, a “ouvir” porque aquela voz é sentida ao invés de ouvida.

Néfi repreendeu seus irmãos mais velhos, dizendo: “Vós tendes visto um anjo, e ele falou-lhes, sim, ouvistes a sua voz de vez em quando, e ele vos falou numa voz mansa e delicada, mas porque sois de sentimentos passado, não pudestes perceber suas palavras.”

Alguns críticos disseram que estes versículos estão em erro porque você ouve as palavras, você não as sente. Mas se você sabe alguma coisa sobre a comunicação espiritual, você sabe que a melhor palavra para descrever o que ocorre é a da palavra sentimento.

Você é Importante para Ele

Presidente Dieter F. Uchtdorf

Segundo Conselheiro na Primeira Presidência

Irmãos e irmãs, pode ser verdade que o homem não é nada em comparação com a grandeza do universo. Às vezes, pode até se sentir insignificante, invisível, sozinho, ou esquecido. Mas lembre-se sempre que você é importante para Ele! Se você duvidar disso, considere estes quatro princípios divinos:

Primeiro, Deus ama os humildes e mansos, porque eles são “o maior no reino dos céus”.

Em segundo lugar, o Senhor confia “a plenitude do [Seu] evangelho [a] ser proclamada pelos fracos e pelos simples aos confins do mundo.” Ele escolheu “as coisas fracas do mundo [para] ir adiante e quebrar as poderosas e fortes “e para envergonhar” as coisas que são poderosas.”

Em terceiro lugar, não importa onde você mora, não importa o quão humilde suas circunstâncias sejam, quão parco seu emprego, quão limitadas suas habilidades, quão comum sua aparência seja, ou quão pequeno seu chamado na Igreja possa parecer, não são invisíveis para o seu Pai Celestial. Ele te ama. Ele conhece o seu coração humilde e seus atos de amor e bondade. Juntos, eles formam um testemunho duradouro da vossa fidelidade e fé.

Quarto e final, por favor, entenda que o que você vê e experimenta agora não é o que sempre será. Você não vai sentir a solidão, tristeza, dor ou desânimo para sempre. Temos a promessa fiel de Deus que Ele não vai esquecer nem abandonar aqueles que inclinam seus corações para ele. Tenha esperança e fé nessa promessa. Aprenda a amar o Pai Celestial e tornar-se seu discípulo em palavras e atos.

Tenha a certeza de que se você aguentar, acreditar Nele, e manter-se fiel aos mandamentos, um dia você vai experimentar por si mesmo as promessas revelada ao apóstolo Paulo: “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração do homem, as coisas que Deus tem preparado para aqueles que o amam.”

Irmãos e irmãs, o Ser mais poderoso do universo é o Pai de nosso espírito. Ele conhece você. Ele te ama com um amor perfeito.

Deus te vê não somente como um ser mortal em um pequeno planeta que vive para uma breve temporada Ele te vê como Seu filho. Ele o vê como o ser que você é capaz e concebido a se tornar. Ele quer que você saiba que você é importante para Ele.

Que possamos sempre acreditar, confiar, e alinhar nossas vidas para que possamos entender o nosso verdadeiro valor e potencial eterno. Que possamos ser dignos das bênçãos preciosas que nosso Pai Celestial tem reservado para nós é a minha oração.

| Notícias

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *