Templo CasamentoAntes de dizer sim, talvez ou não é adequado verificar as escrituras e os ensinamentos dos profetas…

Adão e Eva foram chamados para tornarem-se os primeiros pais da raça humana. Adão casou-se com Eva ainda no Jardim do Éden. Podemos dizer que Adão foi preordenado a se casar com Eva – e Eva, respectivamente, foi preordenada a se casar com Adão! Se é assim, o primeiro casamento que temos na Terra foi uma casamento onde os nubentes estavam eleitos um para o outro. Mas parece haver outros casos também. Ester, por exemplo. Ela foi preordenada a salvar seu povo (Ester 4:14). E como ela salvaria seu povo? Casando-se com Assuero e interpondo-se entre um decreto tirânico e o povo de Deus.

A família de Leí precisava ir à Terra prometida – mas não sozinhos. A família de Ismael foi junto – e as filhas de Ismael casaram-se com os filhos de Leí. Se não acontecesse isso não haveria Livro de Mórmon, de certo modo, portanto, os casamentos foram pré-determinados. E há outros casos, mas, reconheço, não muitos. E essa constatação me permite concluir, felizmente, que o conceito de “futuro cônjuge eleito” é uma exceção e não uma regra.

Apenas em casos muito peculiares Deus predetermina casamentos. E mesmo nesses casos existe o total respeito ao arbítrio dos envolvidos – porque Deus não compele ninguém a fazer uma escolha – ainda mais uma escolha tão importante quanto o casamento.

O Presidente Dieter F. Uchtdorf foi claro sobre o tema: “Sei que isso pode ser uma decepção para alguns de vocês, mas não acredito que haja somente uma pessoa ideal para vocês. Acho que me apaixonei por minha esposa, Harriet, desde a primeira vez que a vi. Mesmo assim, se ela tivesse decidido se casar com outro, acredito que eu teria conhecido outra pessoa e me apaixonado por ela.  Sinto-me eternamente grato por isso não ter acontecido, mas não creio que ela fosse minha única chance de felicidade nesta vida, nem eu tampouco para ela.”

Ele também aconselhou: “Há pessoas que não se casam porque sentem que falta uma certa “magia” no relacionamento. Suponho que ao dizerem “magia”, refiram-se à centelha da atração. Apaixonar-se é um sentimento maravilhoso, e eu jamais os aconselharia a casar com alguém que não amem. No entanto — e isso é outra coisa que às vezes é difícil de aceitar — essa centelha de magia precisa ser constantemente cultivada. Quando a magia perdura num relacionamento é porque o casal fez com que isso acontecesse, e não porque ela surgiu misticamente por meio de alguma força cósmica.

Falando com franqueza, chega a dar trabalho. Para que qualquer relacionamento sobreviva, os dois lados precisam trazer consigo sua própria magia e usá-la para manter o amor. Embora eu já tenha dito que não acredito em uma alma gêmea única e exclusiva, sei o seguinte: depois que você se compromete a casar, seu cônjuge se torna sua alma gêmea, e é seu dever e responsabilidade esforçar-se todos os dias para manter as coisas assim. Depois que assumimos o compromisso, a busca por uma alma gêmea chega ao fim. Nossos pensamentos e ações deixam de ser de procurar e passam a ser de criar.

Mas e os que perdem a esperança de encontrar um companheiro eterno? Em primeiro lugar, não desistam. Participem das atividades, conheçam pessoas e façam tudo o que puderem. Sei que sair com alguém pode ser penoso. Rejeição é uma das coisas mais dolorosas que podemos sentir. Podem acreditar, sei como é. Eu me apaixonei pela Harriet muito antes de ela se apaixonar por mim.

 

(…)

Portanto, não desistam, irmãos e irmãs.  Só por terem sido rejeitados uma ou duas vezes, ou três ou quatro, ou algumas centenas de vezes, não percam a esperança. Irmãos, o segredo para encontrar a garota de seus sonhos é procurar conhecer muitas moças e, quando se apaixonarem e sentirem que é a coisa certa, pedi-la em casamento. Se ela disser que não, continue a procurar e a orar até finalmente levar a jovem certa para o altar do templo. Simplesmente não desistam.” [1]

O Presidente Spencer W. Kimball disse – e com essa citação vou concluir: “O conceito de “almas gêmeas” são ficção e uma ilusão; e embora todo rapaz e toda moça busque com total diligência e espírito de oração o cônjuge com o qual a vida será a mais compatível e bela possível, é certo que quase todo bom homem e boa mulher podem ter felicidade e um casamento bem-sucedido se ambos estiverem dispostos a pagar o preço.” [2]

_________

NOTAS

[1] Extraído de Devocional do SEI, “O Reflexo na Água”, Presidente Dieter F. Uchtdorf

[2] “Um casamento honrado, feliz e bem-sucedido“, Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: Specer W. Kimball.