extraterrestreNós, membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias sabemos que Deus vive, e nos ama – sim, Ele ama seus filhos. E é por isso que Ele estabeleceu um Plano de Salvação: uma maneira de nos aperfeiçoarmos e voltarmos, em glória, para o Reino Celestial. A parte principal do Plano é o Sacrifício Expiatório do Senhor Jesus Cristo. Aprendemos tudo isso pelas escrituras e pelas palavras dos profetas vivos – que são revelação de Deus para o homem. Agora, tendo isso em mente pergunto: onde os extraterrestres se encaixam no Plano de Salvação? Bem, vamos por partes!

Deus não é o criador apenas de nosso planeta. Joseph Smith, o Profeta da Restauração, ao traduzir a Bíblia, recebeu escrituras que haviam se perdido. Em uma dessas passagens preciosas Deus esta falando com Moisés:

“E invocando o nome de Deus, [Moisés] tornou a contemplar [a] glória [de Deus] (…). [E ele] viu muitas terras; e cada uma se chamava Terra e havia habitantes em sua superfície. E aconteceu que Moisés clamou a Deus, dizendo: Dize-me, rogo-te, por que essas coisas são assim e por meio de que as fizeste? E eis que a glória de Deus estava sobre Moisés, de modo que Moisés permaneceu na presença de Deus e conversou com ele face a face. E o Senhor Deus disse a Moisés: Fiz essas coisas para meu próprio intento. Aqui há sabedoria e em mim permanece. E pela palavra de meu poder criei-as, a qual é meu Filho Unigênito que é cheio de graça e verdade. E mundos incontáveis criei; e também os criei para meu próprio intento; e criei-os por meio do Filho, o qual é meu Unigênito.” (Moisés 1:25, 29-33).

Muito é ensinado nesses poucos versículos – mas para nosso tema aproveitaremos o seguinte (somando-se a outras passagens de escrituras):

  1. Não estamos sozinhos no universo! Há muitos planetas habitados – e todos se chamam “Terra”. Pelo contexto do capítulo 1 de Moisés, não podemos supor que os principais habitantes sejam diferentes de nós – ou seja, são humanos – filhos de Deus – e imersos em um teste mortal semelhante ao nosso.
  2. Deus criou – e cria – muitos mundo. Mais adiante lemos: “há muitos mundos que pela palavra de meu poder passaram. E há muitos que agora permanecem e são inumeráveis para o homem; mas todas as coisas são enumeráveis para mim, pois são minhas e eu conheço-as.” (Moisés 1:35). Abraão também registrou essa experiência: “E ele disse-me: Meu filho, meu filho (e sua mão estava estendida), eis que te mostrarei todas [as minhas obras]. E ele pôs a mão sobre meus olhos e eu vi aquelas coisas que suas mãos haviam feito; e eram muitas. E elas multiplicaram-se ante meus olhos, e não consegui ver seu fim.” (Abraão 3:12) Evidentemente há mundos nos mais diversos estágios de desenvolvimento – alguns em glória telestial, outros em glória terrestrial e outros em glória celestial.
  3. Deus criou – e cria – muitos mundos – e os povoa – de acordo com sua sabedoria e para cumprir seu propósito. E qual seria seu propósito? Ele mesmo respondeu: “Pois eis que esta é minha obra e minha glória: Levar a efeito a imortalidade e vida eterna do homem.” (Moisés 1:39)
  4. Jesus Cristo, o Unigênito de Deus, criou (cria) e salvou (salvará) todos os mundos. Jesus Cristo é Jeová, o Criador dos céus e da Terra. Ele, precisamente é o Criador de todos os céus e de todas as Terras! Criou mundos sem fim. Ele também “salva todas as obras de suas mãos” (D&C 76:43), o que significa que Seu sacrifício infinto e eterno realizado neste planeta abrangeu toda criação visível e invisível, passada, presente e futura. O Presidente Marion G. Romney disse: “Jesus Cristo, no sentido de ser o Criador e Redentor da Terra, é o Senhor de todo o universo . Com exceção de Seu ministério realizado na mortalidade, o Seu serviço e relacionamento com outros mundos e seus habitantes são os mesmos que Seu serviço e relacionamento com esta Terra e os que nela habitam. ” (Marion G. Romney, “Jesus Christ, Lord of the Universe”, Improvement Era, novembro de 1968, p. 46. )

multiversoCom isso em mente, vamos em frente, respondendo alguns questionamentos frequentes:

  1. Como são os seres de outros planetas? Deus criou muitos mundos. Sabemos que vários deles são habitados por humanos – seres que são filhos de Deus. Todavia não sabemos se a fauna e flora desses lugares são como a da Terra. Nem sabemos se há planetas com vida sem humanos (o que, no meu ver, é altamente provável). “Na verdade, “há mais coisas entre o céu e a Terra (…) do que [supõem]” nossos livros didáticos, revistas científicas e filosofias seculares. O Universo está repleto de profundas e surpreendentes maravilhas; coisas que só podem ser compreendidas por meio de olhos espirituais.” (“Não temas, crê somente“, Presidente Dieter F. Uchtdorf, Conferência Geral Outubro de 2015). As escrituras e as declarações de profetas nos dão um vislumbre incrível: “João viu animais de aparência curiosa no céu; (…) lá mesmo, dando glória a Deus. (…) (Ver Apocalipse 5:13.)” disse o Profeta Joseph Smith, “Creio que João viu lá seres de milhares de formas, que tinham sido salvos de dez mil vezes dez mil planetas como o nosso — bichos estranhos que nem conseguimos conceber: pode ser que todos estejam presentes no céu. João aprendeu que Deus glorificou-Se salvando tudo o que Suas mãos criaram, quer animais, aves, peixes ou homens, e Ele vai glorificar-Se com eles” (History of the Church, vol. 5, p. 343).
  2. Alienígenas visitam a Terra e fazem experiências com humanos? Nenhum profeta e nenhuma escritura indicam esse tipo de coisa. Para ser bem direto: não há nenhuma evidencia de que homenzinhos verdes com uma cabeça grande e anteninhas em discos voadores estejam usando humanos como cobaias de experimentos intergaláticos. Isso é ficção – e muitas vezes, se levado a sério, vira crendice e doutrina falsa. Contudo, há muitos seres que interagem com o homem: anjos, demônios, etc. Essas influencias são reais – e diferente das fadas, anões, e ETs – são atestadas pelas escrituras, profetas e centenas de pessoas. Ademais, a realidade de anjos e seres malignos que nos influenciam podem ser descobertas por revelação individual dada pelo Espírito Santo.
  3. Abduções e experiências com ETs são reais? A resposta da pergunta anterior já responde a esta. Não cremos em ufologia! (não no sentido especulativo) Porém acrescento o seguinte: Satanás e seus seguidores desejam nossa destruição – e utilizam meias-verdades, verdades distorcidas ou fora de contexto, mentiras e até tolices para nos enganar. Tomemos cuidado!
  4. É possível que soframos uma invasão alienígena? Não. Embora esse tipo de história sempre dê bons livros e filmes!
  5. Deus é um Extraterrestre? De certa forma sim! Claro! Assim como você! Lembre-se que nossa existência não começou neste planeta. Assim, pelo menos parte de nós – uma parte muito significativa – que é nosso espírito – não é deste mundo! Agora, Deus é “extra” por não estar vinculado a este planeta. Mas ele não é um ET verde cabeçudo! Na teologia Mórmon aprendemos que Deus “tem um corpo de carne e ossos tão tangível como o do homem” (D&C 130:22). Deus vive em outra esfera, mas visita suas muitas moradas. O que é assunto para outro artigo!
  6. Iremos descobrir vida alienígena algum dia? Como já citei acima, vários profetas já “descobriram” vida em outros planetas – através da revelação. Se nossa tecnologia vai alcançar esses mundos – e se poderemos interagir de alguma forma, acho improvável na atual conjuntura. Estamos nos aproximando do fim – vivemos nos últimos dias. Acontecimentos grandiosos estão para vir. Mas eles não incluem naves espaciais e um “primeiro contato”! No Milênio – que é a era que será inaugurada com o retorno de Cristo – nosso conhecimento alcançará o céu. De fato, “No dia em que o Senhor vier, ele revelará todas as coisas — Coisas passadas e coisas ocultas que nenhum homem conheceu, coisas da Terra pelas quais foi feita e seu propósito e seu fim — Coisas muito preciosas, coisas que estão no alto e coisas que estão em baixo, coisas que estão dentro da terra e sobre a terra e nos céus.” (D&C 101: 32-34). E essas coisas muito preciosas, que estão no alto, certamente incluem seres de outros mundos.