O baile do Juventus é tradição em São Paulo. A organização do baile é realizada por um Comitê Regional (CREJAS) dirigido por um casal e supervisionado por um Setenta de Área. Marcelo e Ivonete Oliveira são o casal-diretor e contam com a ajuda de outros casais do comitê, bem como presidências de conselho estudantil e líderes do JAS das Estacas da região.

A preparação para o baile começa quase um ano antes: com contratação da banda, reserva do local (Clube Juventus, daí o nome do baile), pagamento dos direitos autorais das musicas tocadas no baile, etc.

No dia do baile, que normalmente é um feriado ou emenda de feriado, vários voluntários vão bem cedo ao local para decorá-lo e prepará-lo.

O interessante do baile do Juventus é como são disponibilizados os convites: são enviados para as Estacas e Alas um número especifico de ingressos. Os bispos tem a responsabilidade de determinar quais jovens estão dentro dos padrões mínimos exigidos para a atividade. Um desses padrões é a vestimenta: no Juventus todos devem usar roupa social: rapazes gravata, e moças saia ou vestido.

O baile, foi como se esperava, incrível. Mais de 2 mil jovens adultos, vindo de diversas partes do país se reuniram para dançar, cantar e estar com os amigos.

A música estava ótima, o ambiente salutar e os jovens adultos bonitos contentes. O Espírito Santo certamente estava satisfeito com o empenho da liderança e o com comportamento dos participantes. O baile foi um grande sucesso!

Nossos amigos do CineMórmon fizeram uma coberta bem divertida da edição Juventus SUD 2016 (na página do Facebook deles o vídeo já passou de 50 mil visualizações em alguma horas!). Confira: