A História da Igreja no Brasil

História

Conheça um pouco da história da Igreja no Brasil:

“Tanto em tamanho físico quanto em população, o Brasil é o quinto maior país do mundo. Mas há cem anos, sua população era esparsa, e poucos desfrutavam de suas riquezas naturais: um clima tropical, terra fértil e abundância de minerais e água.

manaus temple tripMax e Amalie Zapf ficaram interessados no Brasil e decidiram ir morar nesse país. Eles se filiaram à Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na Alemanha, em 1908, e imigraram para o Brasil em março de 1913. Na condição de primeiros membros conhecidos da Igreja a morar no Brasil, estavam animados por estar num país com tamanho potencial. Contudo, a Igreja ainda não estava estabelecida na América do Sul, e Max e Amalie logo perceberam como se sentiam solitários sem o privilégio de frequentar a Igreja e interagir com outros membros.

Depoisde dez anos no Brasil, Max e Amalie Zapf souberam de outro membro fiel da Igreja, Augusta Lippelt, que havia emigrado da Alemanha em 1923, junto com seus quatro filhos e o marido não membro, para o Estado de Santa Catarina, ao sul do país. A família Zapf se mudou para lá para ficar perto da família Lippelt.

Imigrantes

Dois anos depois, a Missão América do Sul foi aberta em Buenos Aires, na Argentina. O segundo presidente da missão, K. B. Reinhold Stoof, também vindo da Alemanha, foi inspirado a estabelecer a Igreja entre a vasta população de imigrantes alemães que morava no sul do Brasil. Em 1928, designou dois missionários, William Fred Heinz e Emil A. J. Schindler, para Joinville, cidade com uma grande população de imigrantes alemães. Em 1930, o Presidente Stoof visitou a família Zapf e a família Lippelt e estabeleceu um ramo, no qual as duas famílias poderiam finalmente frequentar a Igreja juntas e tomar o sacramento.

Quanta diferença cem anos fizeram. Antes da chegada da família Zapf em 1913, o Brasil não tin1620881_10205041039970672_4826464669293975641_nha membros, missionários nem a organização da Igreja. Atualmente, mais de um milhão de membros vivem no Brasil, o que torna esse país o terceiro com a maior população de membros da Igreja (depois dos Estados Unidos e do México). A Igreja agora tem congregações em todos os Estados e em todas as capitais do Brasil. Os descendentes de Max e Amalie desfrutam dos benefícios de uma Igreja forte e vigorosa, com uma história única e fascinante.

Quando Roberto Lippelt e sua esposa, Augusta, chegaram ao Brasil em 1923, procedentes da Alemanha, Augusta começou a solicitar à sede da Igreja que lhe enviasse material de ensino.  Atendendo a seu pedido, o Presidente da Missão Sulamericana, Reinhold Stoff, saiu da sede da missão em Buenos Aires para visitar o Brasil. Retornou mais tarde ao Brasil com élderes missionários para ensinar as pessoas que falavam alemão em nosso país.

Linha do tempo

  • Os primeiros conversos entraram para a Igreja em 1929.
  • A primeira capela de propriedade da Igreja na América do Sul foi dedicada em Joinville em 25 de outubro de 1931.
  • Foi criada uma missão no Brasil em 1935, com a divisão da Missão Sulamericana.
  • O material de ensino da Igreja foi traduzido para o português em 1937 e os missionários começaram a ensinar nesse idioma um ano mais tarde.
  • Os esforços missionários continuaram na década de 1950 e, por volta de 1959, havia cerca de 3.700 membros no Brasil.
  • A primeira estaca brasileira (que equivale a uma diocese) foi organizada em 1966, em São Paulo.  Dez anos mais tarde, o Brasil tinha dez estacas, quando foi anunciada a construção de um templo em São Paulo.
  • O templo foi dedicado em 30 de outubro de 1978 pelo Presidente Spencer W. Kimball.

Em 2 de fevereiro de 1986, o Brasil tornou-se o terceiro país fora dos Estados Unidos a ter 50 estacas. Esse número dobrou em 1993 com a organização da centésima estaca, em São Leopoldo, Rio Grande do Sul. Em outubro de 1993, foi iniciada a construção do novo Centro de Treinamento Missionário no Brasil, o segundo maior da Igreja.

A partir de 1995, com 23 missões, o Brasil passou a ser o país com o maior número de missões fora dos Estados Unidos.

Participação

A Igreja tem também uma história memorável de participação em esforços humanitários neste país. O programa de serviço da Igreja denominado “Mãos Que Ajudam” foi reconhecido em novembro de 2002 como uma das mais importantes organizações voluntárias do Brasil.

Para saber mais sobre a História da Igreja no Brasil acesse o artigo: “A Igreja no Brasil – o futuro finalmente chegou!

Você pode achar mais sobre a História da Igreja clicando aqui.

O texto é um extrato do texto de Mark L. Grover, Professor aposentado de Estudos Latino-Americanos, Universidade Brigham Young e da descrição “Quem Somos” do site brasileira lds.org.br

| Santos no Brasil
Publicado por: Lucas Guerreiro
Escritor, Advogado, Membro da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB/SP, Membro da J. Reuben Clark Law Society São Paulo. Fez Missão em Curitiba - Brasil. Gosta de desenhar, estudar filosofia, fotografar, viajar e assistir series de super-heróis.
desfile mãos que ajudam
Membros e Missionários desfilam no Dia da Independência
O Futuro Glorioso do Brasil

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *